Menu
2020-10-20T15:05:34-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Bons ventos

BTG eleva preço-alvo da Direcional Engenharia e reitera recomendação de compra

Analistas do banco veem potencial de valorização de 35% nos papéis da construtora, e ações avançam mais de 2% nesta terça

20 de outubro de 2020
15:05
Obras do projeto Minha Casa Minha Vida no estado de São Paulo
Vista de construções para o programa Minha Casa Minha Vida - Imagem: Shutterstock

O BTG Pactual reiterou a recomendação de compra para as ações da Direcional Engenharia (DIRR3) e elevou o preço-alvo para os papéis para R$ 18, um potencial de alta de 35% ante o fechamento de ontem. Nesta terça (19), os papéis avançavam 2,26% às 14h43, a R$ 13,60.

Em relatório divulgado hoje, os analistas Gustavo Cambauva, Elvis Credendio e Antonio Martins relatam que fizeram uma videoconferência com os principais executivos da Direcional (o CEO, Ricardo Gontijo, CFO, Henrique Paim, e o CFO da subsidiária Riva, Paulo Sousa), que se mostraram bastante otimistas com os dados fortes de vendas e lançamentos da companhia no terceiro trimestre.

Os executivos também acreditam que as perspectivas são boas, tanto para o segmento Minha Casa Minha Vida quanto para o segmento de média renda (Riva), refletindo a alta demanda, a maior acessibilidade financeira, a baixa competição nas regiões Norte e Nordeste (onde a empresa atua) e o controle das operações (aprovações, vendas e engenharia).

Os analistas concordam com a avaliação dos executivos e se dizem otimistas com o crescimento da companhia. "Projetamos crescimento forte em lançamentos (estimativa de R$ 2,7 bilhões em 2022, contra R$ 1,7 bilhão no ano passado), capaz de assegurar sólida expansão de lucros (expectativa de lucro por ação de R$ 1,33 em 2021 e R$ 2,03 em 2022)", dizem no relatório.

Eles atualizaram seus números com as prévias operacionais do terceiro trimestre, divulgadas na semana passada, com uma maior velocidade de lançamentos, devido à incorporação da Riva (que tem potencial de atingir R$ 1,5 bilhão em lançamentos por ano, segundo o relatório), com margens mais altas e maior velocidade de vendas.

"A demanda por empreendimentos do Minha Casa Minha Vida permanece forte e a Direcional vem mantendo margens brutas muito sólidas", diz o texto.

Além da forte demanda e da expectativa de crescimento para a companhia, outro fator que embasa a recomendação de compra do BTG é o valuation atrativo, isto é, a consideração de que a ação está barata ante o seu potencial.

Os analistas do BTG destacam que, com base nos números do segundo trimestre de 2020, a ação está negociando a cerca de dez vezes o seu múltiplo P/L (preço sobre lucro) projetado para 2021, e seis vezes o seu P/L projetado para 2022.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies