Menu
2020-03-23T19:26:31-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Compre Vale

Vale é ‘abrigo’ contra a crise do coronavírus, diz BTG Pactual; confira as razões

Procurando por um alívio na carteira? A Vale possui baixa alavancagem e geração de fluxo de caixa livre robusta, além da expectativa de que volte a pagar dividendos ainda em 2020, diz o BTG

23 de março de 2020
12:52 - atualizado às 19:26
Navio da Vale
Imagem: Agência Vale

O ADR — recibo que representa ações e é negociado na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse) — da mineradora Vale oferece características defensivas que podem amortecer um desempenho de baixa ou garantir performance relativamente superior à média de seus pares.

Esta é a visão do BTG Pactual apresentada em relatório nesta segunda-feira, 23, assinado pelos analistas Leonardo Correa e Caio Greiner. A mineradora é a escolha principal do banco em razão do seu perfil de "abrigo" para uma situação turbulenta como a atualmente vista nos mercados.

Embora refira-se ao ADR, a recomendação também é válida para as ações aqui na B3, já que a tendência é que as cotações andem juntas.

Segundo o BTG, ainda que seja tipicamente uma má ideia comprar ações ligadas a commodities no meio de uma recessão, a recuperação da China e a normalização dos negócios por lá são razões para o otimismo com a Vale.

"É incrível que até agora os riscos aos lucros parecem ser bem nulos para a companhia", diz o BTG, citando um descolamento entre o desempenho da ação e os fundamentos do mercado do minério de ferro.

Como explicar a boa perspectiva com a Vale? O BTG enumerou cinco motivos:

  1. Baixa alavancagem, com a relação entre dívida líquida-Ebitda em 0,5, o que minimiza riscos de insolvência;
  2. Indicação de geração de fluxo de caixa livre robusta, com provável Ebitda acima dos US$ 15 bilhões, colocando a empresa em um nível de rendimento perto de 20%.
  3. Fundamentos do minério de ferro mantêm-se com a mesma performance, mesmo em meio à normalização na China e os desafios agudos de oferta da commodity
  4. As baixas expectativas atuais: o BTG prevê queda para US$ 75 no preço da commodity (que até agora se manteve estável entre US$ 90 e US$ 95), sendo que a ação da Vale hoje implica o minério cotado a um preço menor, na casa dos US$ 50, nível hoje muito improvável;
  5. Os dividendos da mineradora, que, segundo o BTG, a Vale pode voltar a pagar no segundo semestre do ano.

O BTG espera que a Vale tenha um desempenho acima da média de seus pares no curto prazo. Nesta perspectiva, o ADR da companhia deve estreitar a diferença de desempenho em relação aos preços do minério, que têm se sustentado no mercado internacional — sem, portanto, apresentar ameaça aos lucros da empresa.

Deste modo, o banco avista ainda um potencial de alta para o ADR da empresa e recomenda compra. Ainda assim, o preço-alvo do ADR foi reduzido de US$ 15,50 para US$ 13 pelo banco, que antecipa que a diminuição do risco relacionado às ações ocorrerá gradualmente.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SERÁ QUE VAI SEXTAR?

Ibovespa busca mais uma alta semanal na cola da Vale e da Petrobras

Apetite por risco lá fora, bons resultados trimestrais e pausa na CPI devem dar uma folga para investidores hoje

cardápio de balanços

CCR, Cyrela Realty, EcoRodovias, IRB, BR Malls, Magalu e Petrobras: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Resultados das empresas no primeiro trimestre ajudam a movimentar o pregão nesta sexta; veja os principais números

IR 2021

Imposto de Renda: Como declarar compra e venda parcelada de imóvel sem financiamento bancário?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

SEXTOU COM O RUY

O que uma pesquisa no Google diz sobre as ações com maior potencial na reabertura da economia

De maneira geral, as pessoas estão com vontade de sair de casa, até mesmo para fazer coisas que nem gostavam tanto assim — como ir ao teatro, no meu caso

balanço do dia

Covid-19: Brasil tem 430.417 mortes e 74.592 novos casos da doença

O Brasil bateu a marca das 430 mil vidas perdidas para a pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas foram registradas 2.383 novas mortes. Com isso, o total de vítimas que não resistiram à covid-19 chegou a 430.417. Ainda há 3.671 óbitos em investigação. Isso ocorre porque há casos em que um paciente morre, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies