🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Otimismo...

Mercado animado! Pesquisa do BTG aponta que 73% dos agentes esperam bolsa acima de 100 mil pontos até fim do ano

E para 71% dos entrevistados, a reforma da Previdência deve ser aprovada no segundo semestre de 2019

Bull market na bolsa
Imagem: Shutterstock

Apesar dos últimos dias de bolsa um pouco instável e de queda, o otimismo do mercado financeiro para o Ibovespa até o fim do ano está apostando na alta, bem bullish. Pelo menos foi isso o que mostrou uma pesquisa divulgada, hoje (7), feita pelo BTG Pactual durante o 20º CEO Conference na semana passada.

Para os investidores entrevistados, 73% deles disseram que a bolsa deve ultrapassar os 100 mil pontos até o fim de 2019. Mas há quem esteja apostando além. Para 29% dos investidores, o Ibovespa tem chances de ultrapassar até mesmo os 110 mil pontos até dezembro deste ano.

Mas onde investir? Para 86% dos entrevistados, na lista de apostas dos ativos que vão garantir os maiores retornos em 2019 estão as ações. Em seguida, estão a renda fixa e as commodities com 5%. E depois em percentuais menores, estão o câmbio e outros tipos de investimentos.

Previdência já

Mas o otimismo não parou por aí. Ainda que a pesquisa tenha sido feita antes dos últimos acontecimentos, a expectativa é que a reforma da Previdência seja aprovada no Congresso até o segundo semestre de 2019 para 71% dos entrevistados.

E há quem diga que ela poderá ser aprovada até o meio do ano, assim como falaram 25% dos entrevistados. Apenas 4% dos investidores apostaram que toda a tramitação necessária para a aprovação nas duas casas deve ocorrer apenas em 2020.

Porém, há riscos. Na visão de 50% dos investidores, o maior risco deve ser a coordenação política. Em seguida, 27% dos entrevistados estão mais inseguros com o baixo impacto da reforma da previdência em termos fiscais. Depois, com a demora da retomada econômica e com divergências entre as equipes econômicas e políticas, com 12% e 11%, respectivamente.

Pós-previdência

Depois da reforma mais urgente, 61% dos entrevistados disseram que o governo deve priorizar a reforma tributária. Em seguida, 27% falaram que a prioridade devem ser as privatizações e depois alguns falaram sobre autonomia do Banco Central, reformas menores e outros temas.

Já as maiores fontes de preocupação externas são a recessão global para 35% dos entrevistados, seguido pela desaceleração da China com 25%. Na sequência, está a intensificação do trade war entre EUA e China, seguido pela inflação dos Estados Unidos e o risco geopolítico.

Economia

Com relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa dos investidores presentes é que ele permaneça entre 2% e 3%, para 77% dos entrevistados. Já 16% dos ouvidos acreditam que ele pode ficar abaixo dos 2%.

O câmbio também seguir em linha com as expectativas atuais e ficar entre US$ 3,50 e US$ 3,75 para a maior parte dos investidores.

Já no quesito taxa básica de juros, os investidores entrevistados estão de acordo com as perspectivas do mercado. Para 44%, a Selic deve ficar em 6,5%. E para 45% dos entrevistados, ela deve sofrer novos cortes e ficar em 6% ou até mesmo abaixo desse valor.

 

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies