Menu
2019-11-18T12:21:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bancos

Ação do Banco do Brasil é a preferida do Santander no setor

Em relatório sobre perspectivas para 2020, Santander lista os bancos que devem se beneficiar dentro de um cenário de recuperação da atividade

18 de novembro de 2019
12:21
Banco do Brasil
Imagem: Divulgação

Os analistas do Santander realizaram um longo estudo sobre os pares e chegaram à conclusão de que os bancos brasileiros são uma ótima maneira de aproveitar o crescimento econômico estimado para 2020. E dentro do universo de avaliação, o Banco do Brasil aparece como o melhor nome para esse tema.

Para o Santander, o Brasil entrará gradualmente em um ponto ideal do ciclo econômico, passando por uma recuperação econômica acelerada com inflação baixa e retomada do crescimento.

Mas o banco pondera que existem alguns desafios para o setor. Há uma redução na estimativa geral de crescimento dos lucros para 2020, em função do aumento de tributação, com a CSLL subindo de 15% para 20%. O banco também estima menor crescimento das tarifas bancárias, reflexo da concorrência das fintechs.

Hora de ser seletivo

No entanto, pondera o banco, esse crescimento médio esperado dos lucros pode não ser representativo das realidades individuais, pois há grande variação nas previsões de crescimento, que vão desde o crescimento anual de 1% para o Itaú em 2020 até o significativo crescimento de 138% do Banco Inter.

A discrepância é tão significativa que o Santander dividiu os bancos brasileiros em dois grupos: alto crescimento de lucro e baixo crescimento.

No grupo de menor crescimento estão os grandes bancos de varejo:

  • O Banco do Brasil pode ser o único grande banco brasileiro a registrar despesas reduzidas de provisão em base anual em 2020, pois o Santander estima uma queda de 1%. O banco também pode registrar crescimento de lucro acima desse grupo em 2020 e, como tem o valuation mais barato (negociando à 1,2x P/VPA para 2020E), o Santander define o Banco do Brasil como principal recomendação no setor. Compra com preço-alvo em R$ 66,00.
  • O Bradesco pode ser o único grande banco brasileiro a registrar estabilidade nas despesas administrativas. Banco também poderia proporcionar um crescimento mais forte dos empréstimos para 2019 e 2020, em 11% e 12%, respectivamente. Portanto, e caso os investidores desejem atuar no setor de bancos brasileiros por meio de um banco privado, o Bradesco é a opção preferida, com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 45,00 para 2020.
  • O Itaú poderia registrar o menor crescimento de lucro entre os grandes bancos, em 1% para 2020. Assim, é a única mudança de recomendação - um rebaixamento para Manutenção, com preço-alvo de R$ 43,00 para o fim de 2020.
  • O Banrisul deve ter fraco crescimento de lucro e empréstimos, de acordo o modelo do Santander; portanto, a classificação de compra é baseada no valuation. Preço-alvo de R$ 29,00 para o fim de 2020.

Bancos com histórias digitais para contar

  • O Banco Inter poderia ter o maior crescimento de lucro entre todos os bancos dentro do universo de cobertura na América Latina: impressionantes 138% para 2020E. Manutenção com preço alvo de R$ 49,00 para 2020.
  • O Banco Pan é a maneira listada mais barata de ganhar exposição ao empolgante cenário digital do Brasil com um P/VPA de 2,2x para 2020E. O Santander também vê o maior risco de valuation assimétrico: mais de 100% de potencial de alta no melhor cenário contra 5% de baixa no cenário pessimista. Compra com preço-alvo de R$ 14,00.
  • O BTG poderia ter o maior valor potencial a ser desbloqueado de acordo as projeções. O Santander calcula um valor potencial para a unidade de varejo BTG Digital de R$ 18,7 bilhões (~35% do valor de mercado do banco), mas observa que o IPO da XP poderia ser um direcionador para o valuation do BTG, pois seu valor corporativo poderia ser ainda maior. Compra com preço-alvo de R$ 88,00 para 2020.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Novidade na área

Caixa confirma parceria om Visa em cartões

Acordo marca o primeiro negócio fechado pelo banco público para constituir um braço de meios de pagamentos

Ano trágico

Vale tem prejuízo de US$ 1,7 bilhão em 2019; provisões e despesas por Brumadinho chegam a US$ 7,4 bilhões

A Vale fechou 2019 com um prejuízo bilionário, fortemente pressionada pelas provisões relacionadas ao rompimento da barragem em Brumadinho — efeitos que superaram em muito os ganhos relacionados à valorização do minério de ferro no ano

Gigante do varejo

Carrefour registra lucro líquido a controladores de R$ 636 milhões no 4º trimestre de 2019

Resultado representa uma alta de quase 20% na comparação com o mesmo período do ano anterior

Adiou de vez

Bolsonaro confirma envio de reforma administrativa só depois do carnaval

Presidente disse que a reforma administrativa está “madura”, embora ainda não esteja pronta

Na ponta do lápis

Vale, SulAmérica, Carrefour e B2W: os balanços que movimentam o mercado no pré-Carnaval

Na maratona de balanços anuais de 2019, novos peso-pesados do mercado anunciaram seus números

Retorno maior com juro baixo

Menos liquidez, mais diversificação: como os clientes ricos do Itaú andam investindo

Com juro baixo, clientes private do Itaú vêm reduzindo alocação em renda fixa pós-fixada e migrando para ativos com mais risco de mercado ou liquidez, como ações, multimercados e investimentos de baixa liquidez.

Seu Dinheiro na sua noite

Hoje tem recorde do dólar?

Tem, sim senhor. Em mais um dia sem a presença do Banco Central no mercado, a moeda do país de Donald Trump tirou tinta dos R$ 4,40, mas perdeu um pouco de força e fechou aos R$ 4,391, alta de 0,60%. A alta recente do dólar, um movimento que na verdade começou lá em agosto […]

Sem alívio

Mais uma sessão, mais um recorde: dólar segue em alta e chega pela primeira vez aos R$ 4,39

O mercado de câmbio continuou pressionado pelo coronavírus e pela fraqueza da economia doméstica. Nesse cenário, o dólar à vista ficou a um triz de bater os R$ 4,40, enquanto o Ibovespa caiu mais de 1% e voltou aos 114 mil pontos

Ele fica

Ministro chama de ‘maior mentira’ história de pedido de saída de Guedes

Ruído sobre eventual saída do titular da Economia do governo se espalhou pelos mercados nesta semana

Ponto de luxo

Empresário do setor de educação transformará mansão de Edemar Cid Ferreira em escola

Projeto seguirá a linha da Ad Astra School, desenvolvido por Elon Musk

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements