Menu
2019-10-15T15:47:19+00:00
Marina Gazzoni
Marina Gazzoni
Jornalista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e com MBA em Informação Econômico-Financeira e Mercado de Capitais no Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Foi editora de Economia do G1 e repórter de O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo e do portal IG.
TRÊS LEGADOS PARA O MERCADO FINANCEIRO

A irmã do Dow Jones e do Wall Street Journal

Análise técnica foi criada por Charles Dow, que também é ‘pai’ do índice Dow Jones e do Wall Street Journal

14 de outubro de 2019
15:40 - atualizado às 15:47
Estátua de menina em frente ao touro de Wall Street
Estátua de menina em frente ao touro de Wall Street - Imagem: Shutterstock

Eu nunca tinha parado para pensar nisso, mas recentemente me toquei que o jornal Wall Street Journal, o índice Dow Jones e (pasmem!) e a análise técnica são irmãos. O americano Charles Henry Dow (sim, o dono de ‘Dow’ de ‘Dow Jones’) é o pai de todos. Foi simplesmente um gênio que deixou não apenas um, mas três legados para a história do mercado financeiro.

Dow cobria economia nos Estados Unidos no fim do século XIX e foi um dos fundadores do Wall Street Journal. Era obcecado pelos mercados e começou a estudar o comportamento dos preços. Chegou até mesmo a “inventar” um índice para a bolsa de Nova York - nada menos que o Dow Jones, usado até hoje.

Logo ele percebeu que as oscilações dos preços dos ativos seguem padrões. Dow escreveu sobre isso nos editoriais do Wall Street Journal. Infelizmente ele morreu cedo, aos 51 anos, em 1902, e nem teve tempo de agrupar seus estudos em um livro. Mesmo assim, seus textos publicados no jornal se tornaram a base da análise técnica e vieram a compor a famosa “Teoria de Dow”, estudada até hoje. Ou seja, os leitores do Wall Street Journal provavelmente foram os primeiros grafistas do Ocidente.

Os japoneses já sabiam...

Falo do Ocidente porque lá no Oriente essa técnica começou a ser usada já no século XVIII. Diz a história que os primeiros trades feitos com análise técnica foram na bolsa de Osaka, nos contratos de compra e venda de arroz.

Um dos traders mais famosos foi o japonês Munehisa Homma. Ele fazia suas operações com base em apenas quatro informações: os preços de abertura, de fechamento, máximo e mínimo do dia anterior. Com esses números, ele formava um gráfico de âncora, que depois evoluiu para o famoso “candlestick”.

Mas o que REALMENTE me impressionou não foi isso. Em uma de suas aulas do curso no Seu Dinheiro, o Fausto Botelho conta que Homma nem ia ao pregão. Ele morava em Sakata, a cerca de 800 km de Osaka, e montou uma rede de mensageiros para conseguir as cotações do dia anterior e transmitir as ordens na bolsa. Ou seja, ele confiava apenas nestes números para montar seus trades. Impressionante… Imagino o que ele faria com a internet e os terminais de informações em tempo real disponíveis hoje.

Muitos anos depois, Steve Nison, um operador de Wall Street, trouxe a teoria japonesa ao Ocidente e atualizou os gráficos de âncora para o formato de “candlestick”, o mais utilizado hoje pelos analistas técnicos. Você com certeza já esbarrou em figuras como as que estão na imagem abaixo.

Como você pode ver, a análise técnica é usada há séculos em diferentes mercados. Até hoje ela é útil para qualquer investidor que se interesse em negociar ativos de renda variável, como ações, commodities, moedas ou mesmo criptomoedas. Só bons resultados justificam que uma metodologia sobreviva tanto tempo assim...

Gostou do conteúdo? Se você quiser saber mais sobre essa técnica, sugiro que você entre na próxima turma do curso do Fausto Botelho feito exclusivamente para os leitores do Seu Dinheiro. Saiba mais

>>>>QUERO PARTICIPAR>>>>

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O vai e vem dos mercados

Bolsas de Nova York fecham sem direção única, com S&P 500 em patamar recorde de fechamento

O índice Dow Jones fechou estável, em 27.784,61 pontos, o Nasdaq teve leve recuo de 0,04%, a 8.479,02 pontos, e o S&P 500 subiu 0,09%, a 3.096,82 pontos

Seu Dinheiro na sua noite

Show dos atrasados

Uma importante tradição da internet brasileira foi quebrada neste ano. Estou falando do #ShowDosAtrasados do Enem. As imagens de pessoas desesperadas chegando para a prova depois do horário simplesmente não aconteceram. Mas, no mercado financeiro, os atrasados de sempre não decepcionaram. Que o diga a agência de classificação de risco Fitch, que decidiu hoje manter […]

Investimento em ação

Petrobras inicia produção de petróleo e gás natural na plataforma P-68

Plataforma, do tipo FPSO, está localizada a aproximadamente 230 km da costa do Estado do Rio de Janeiro

220% do PIB

Dívida de países emergentes vai a US$ 71,4 trilhões e tem novo recorde histórico

Dados do IIF mostram que Chile, Coreia do Sul e Argentina foram os mercados onde os passivos mais aumentaram na comparação ano a ano

Definindo estratégias

Em encontro do PT, Lula diz que partido não nasceu para ser sigla de apoio

Comentário foi feito em meio a discussões de que o PT poderia compor candidaturas de outros partidos de esquerda nas eleições municipais do ano que vem

320% do PIB

Dívida global bate novo recorde a US$ 250 trilhões

Levantamento é do Instituto Internacional de Finanças (IIF) que estima que endividamento vai continuar subindo até o fim do ano

Tesourada mexicana

Banco Central do México corta taxa de juros em 25 pontos-base, para 7,5%

Decisão foi tomada por maioria, mas dois dirigentes votaram por um corte maior, a 7,25% ao ano

SUGESTÃO DE LEITURA

Eu falei para minha irmã comprar…

Essa ação é considerada uma “oportunidade de uma vida” ou mesmo “a verdadeira Magazine Luiza”. Os leitores do Seu Dinheiro podem consultar esse conteúdo de graça.

Dúvidas atrás de dúvidas

Bolsas da Europa fecham em queda, com incertezas sobre acordo entre EUA e China

Apesar de resultados econômicos positivos da Alemanha, a cautela no mercado também foi alimentada por dados fracos no Reino Unido e na China

Joia reluzente

A Vivara cresceu no trimestre e já começa a entregar uma das promessas do IPO

A Vivara mostrou crescimento da receita líquida e um aumento importante nas vendas do e-commerce — resultados que deram força às ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements