Dólar fica abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 12 meses


 Impulsionada pela entrada de recursos estrangeiros no país, a moeda norte-americana atingiu a marca de R$4,9936 na mínima do dia (16), algo que não ocorria desde 10 de junho de 2020

Na manhã de quinta-feira (17) a moeda está sendo negociada a R$5,059


Mas o dólar virou e passou a ser negociado em alta depois da decisão do Fed (Banco central americano) sobre os juros


Apesar da virada, o real segue se fortalecendo perante o dólar, em um movimento que se intensificou nas últimas semanas

Um dos fatores que levam a esse movimento é  o novo aumento da Selic - que  ontem (16) saiu de 3,5% para 4,25% - e a manutenção das taxas americanas nas mínimas, o que atrai capital estrangeiro para o país

 Estamos em uma “janela de oportunidade” para o alívio do câmbio, tanto pelos dados positivos do lado comercial, quanto no financeiro

Como consequência, o credit default swap (CDS) de 5 anos, um dos termômetros do risco-país, tem recuado expressivamente

Mas o comunicado do Federal Reserve pode mudar esse cenário...

Apesar da taxa básica de juros ter se mantido entre 0% e 0,25% ao ano, as novas projeções da instituição revelam que é esperada uma alta em 2023

 Como consequência, as bolsas americanas recuaram e o Ibovespa também reagiu mal, o que inverteu o sinal do dólar que alcançou R$ 5,082 na máxima do dia

LEIA MAIS NO SEUDINHEIRO.COM


O site que ajuda você a investir de maneira inteligente.

Acesse o site do Seu Dinheiro Veja outros webstories Leia a reportagem completa

todos os direitos preservados