Menu
2019-07-05T11:01:43+00:00
Previdência em pauta

Vitor Hugo: ‘Vamos tentar acordo para profissional de segurança na reforma’

Deputado Major Vitor Hugo também afirmou durante a entrevista à rádio CBN que é interessante para o governo, se houver condições políticas, colocar Estados e municípios na reforma da Previdência

5 de julho de 2019
11:01
Major Vitor Hugo
Major Vitor Hugo - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), disse na manhã desta sexta-feira, 5, em entrevista à rádio CBN, que o governo ainda tentará, no Plenário da Casa, algum acordo para "valorizar o profissional de segurança pública". A afirmação ocorre após o governo não conseguir emplacar regras mais brandas para policiais no texto da reforma, seja no texto do relator, seja via destaques.

O destaque sobre esse tema, o de nº 40, buscava estender as regras especiais de aposentadoria das Forças Armadas para agentes de segurança no âmbito da União: policiais federais, agentes penitenciários e agentes socioeducativos. Foi, no entanto, rejeitado logo no começo da apreciação dos destaques pelo Comissão Especial, na tarde de quinta-feira.

"Vamos tentar viabilizar acordo (para rever as regras ao profissionais de segurança pública), mas não podemos ser irresponsáveis a ponto de arriscar a aprovação da reforma", afirmou Vitor Hugo na entrevista à CBN. O líder do governo na Câmara citou um dilema, dizendo que o governo tem a intenção de "valorizar o profissional de segurança pública", mas houve um impasse ao longo de todo o dia, seria "um problema desestruturar todos os acordos que foram firmados". "Estávamos alinhados para aprovar (o texto da reforma na comissão), não poderíamos colocar em risco acordos", acrescentou.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Sobre mudar as regras no Plenário, o deputado disse que isso ocorrerá apenas "se houver possibilidade de consenso entre os que querem aprovar". "Se não, vamos ter que tentar rever isso de outra forma", afirmou na entrevista.

Inclusão de Estados e municípios

O deputado Major Vitor Hugo também afirmou durante a entrevista que é interessante para o governo, se houver condições políticas, colocar Estados e municípios na reforma da Previdência. Mas ele ponderou que, assim como ocorreu na fase de negociações, deixará a cargo dos congressistas e dos próprios governadores esse trabalho. "Não vamos buscar votos para incluir Estados e municípios. Se o texto for aprovado, mesmo sem Estados e municípios, ficaremos felizes com a reforma", afirmou.

O deputado disse que o governo caminha para ter os 308 votos necessários para a aprovação da reforma no Plenário da Câmara dos Deputados, em dois turnos. Nesta quinta, a Comissão Especial da reforma da Previdência aprovou o relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) por 36 votos a favor e 13 contrários. "A oposição quase nunca foi maior (na votação) que 13", observou.

Ao ser questionado se o governo pode ceder em alguma coisa que pretenda apresentar em plenário, o deputado afirmou que o governo, "com mais calma, hoje e no fim de semana, vai estudar as possibilidades". "No atual quadro político, conseguimos uma reforma em torno de R$ 1 trilhão em dez anos. É uma vitória do governo e do País, vai dar potência fiscal para outros voos mais amplos, como a reforma tributária, o pacto federativo".

Vitor Hugo também citou medidas de impacto micro que foram discutidas em café da manhã com Banco Central. "Há várias frentes que vão começar ser atacadas para melhorar a economia a partir dessa aprovação (da reforma da Previdência)", disse.

Desentendimento com Rodrigo Maia

Sobre seu desentendimento com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Vitor Hugo afirmou que é preciso considerar que "foi uma semana tensa". "E aqueles que querem aprovar estavam mais tensos. Ontem (quinta) foi um momento crucial", disse.

Segundo ele, "houve uma pequena tensão com Maia quando da definição da questão dos policiais". "Em função de semana mais tensa, porque desaguaria em sequência de votações em série, os ânimos de todos estavam mais tensionados. Mas nós queremos o País melhor e queremos a aprovação da Previdência. Qualquer diferença do passado vai ser superada", disse. "Não existe entre nós (eu e Maia) qualquer problema", finalizou.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O SEGUNDO MAIS RICO DO BRASIL

Jorge Paulo Lemann: o bilionário dos resultados

Como o carioca revolucionou o capitalismo brasileiro, comprou grandes ícones americanos como Budweiser, Burger King e Kraft Heinz, e acumulou uma fortuna de US$ 22,4 bilhões

Mercado de trabalho

Emprego informal recorde derruba produtividade da economia brasileira

O crescimento do trabalho informal tem afetado os índices de produtividade da economia do país, de acordo com cálculos da Fundação Getulio Vargas

Shake it off

Taylor Swift, o grupo de investimentos Carlyle e uma briga feia no mundo da música pop

O Carlyle está no centro de uma discussão envolvendo Taylor Swift e sua antiga gravadora, a Big Machine Records, que estão disputando os direitos autorais da obra da cantora pop

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: O jovem bilionário do Facebook

20 de janeiro de 2010: essa é a data da minha primeira postagem no Facebook. Nada muito inspirador, eu estava só reclamando do clima chuvoso. Nos meses seguintes, todas as minhas interações tratavam de joguinhos on-line — aparentemente, eu era um grande fã de FarmVille. Acessar o túnel do tempo das redes sociais é revelador. […]

Fim das atividades

Braskem encerra extração de sal-gema em Alagoas, alvo de ações de R$ 40 bi

Após supostos prejuízos causados a ruas e casas em Maceió (AL), a petroquímica Braskem decidiu encerrar as atividades de extração de sal-gema cidade

Ultrapassou Jeff Bezos

O maior bilionário: Bill Gates volta a ser o homem mais rico do mundo

Com uma fortuna avaliada em US$ 110 bilhões, o fundador da Microsoft, Bill Gates, ultrapassou Jeff Bezos na disputa pelo posto de maior bilionário do mundo

O segundo passo

Binance e Bittrex, duas exchanges estrangeiras de criptomoedas para chamar de sua

Entenda por que vale a pena abrir conta em uma corretora de fora e veja quais são as principais diferenças entre as duas casas sugeridas por especialistas com grande experiência no mercado

Dicas do Fausto Botelho

Bitcoin e outras criptomoedas que estão com tendência de alta

Neste vídeo, o analista gráfico faz projeções para o Bitcoin e muitas outras criptomoedas, além de fazer comentários sobre a tendência do S&P

Abertura de capital

XP Investimentos dá a largada para o IPO e apresenta documentos à CVM americana

A XP Investimentos protocolou os documentos referentes ao seu processo de abertura de capital nos EUA. A operação será feita na Nasdaq, com ofertas primárias e secundárias

Tensão nos ares

Crise na Boeing: sindicatos de companhias aéreas temem a liberação do 737 Max

Com a possibilidade de as aeronaves 737 Max da Boeing serem liberadas novamente para voar, os sindicatos das companhias aéreas mostram-se preocupados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements