Menu
2019-07-30T13:58:44+00:00
em cima

Vendas nos supermercados sobem 2,64% no 1º semestre

Apenas no mês de junho, houve alta de 4,04% em relação ao mesmo mês de 2018, quando as vendas foram impactadas negativamente pela greve dos caminhoneiros

30 de julho de 2019
12:20 - atualizado às 13:58
Frutas expostas em supermercado em São Paulo
Frutas expostas em supermercado em São Paulo - Imagem: J.F. Diorio/Estadão Conteúdo

As vendas dos supermercados brasileiros no primeiro semestre de 2019 cresceram 2,64%, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Apenas no mês de junho, houve alta de 3,89% em relação ao mesmo mês de 2018, quando as vendas foram impactadas negativamente pela greve dos caminhoneiros. Na comparação com maio, houve aumento de 0,39% nas vendas. Mesmo com as revisões para pior de crescimento da economia, a Abras decidiu manter a perspectiva de vendas para 2019 em 3,0%.

"Chegamos a pensar em revisar esse número, mas, após algumas análises, e com a previsão de liberação do FGTS e do PIS/Pasep, que poderá impactar positivamente o setor supermercadista, além de outras medidas anunciadas pelo ministro Paulo Guedes para destravar a economia, acreditamos que será possível chegar aos 3%", disse o presidente da Abras, João Sanzovo Neto.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Segundo o Índice de Confiança do Supermercadista, elaborado pela Abras em parceria com a GfK, o otimismo dos empresários do autosserviço voltou a cair. Em junho, a pesquisa registrou 54,9 pontos (numa escala de 0 a 100). Em abril, o índice estava em 57,9 pontos. Dentre os motivos para o menor otimismo, citados pelos supermercadistas na pesquisa está o ritmo lento da recuperação econômica.

Cesta

Em junho, o preço da cesta de produtos Abrasmercado registrou alta de 1,15%, passando de R$ 481,56 para R$ 487,10. No acumulado dos últimos 12 meses, a cesta registrou alta de 6,52%.

Os produtos com as maiores quedas nos preços em junho foram feijão, xampu, sal e farinha de trigo. As maiores altas foram registradas em farinha de mandioca, tomate, pernil e carne traseiro.

No mês de junho, a região Norte foi a que registrou maior alta nos preços da cesta Abrasmercado (2,30%). A menor variação foi registrada na Região Centro-Oeste (0,41%), impactado, principalmente, por Brasília (0,95%) e Campo Grande (0,71%).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

dinheiro que entra

Arrecadação em julho soma R$ 137,735 bilhões, diz Receita

Valor arrecadado foi o melhor desempenho para meses de julho desde 2011; resultado veio dentro do intervalo de expectativas de especialistas

olho nos números

Prévia da inflação de agosto tem menor taxa para o mês desde 2010

IPCA-15 variou 0,08%; no ano, o índice acumula alta de 2,51% e, em 12 meses, de 3,22%, informa o IBGE

atenção

Confiança do consumidor sobe em agosto, mas ainda há cautela, diz FGV

Índice de Confiança do Consumidor subiu 1,1 ponto no mês em comparação a julho, chegando a 89,2 pontos

segue a tensão

China promete novamente contramedidas em reação a tarifas dos EUA

Segundo o porta-voz, apesar da decisão do presidente americano, Donald Trump, de adiar algumas das cobranças, as tarifas violaram um consenso entre as potências

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Prudência

Cautela no exterior faz Ibovespa operar em queda; dólar sobe a R$ 4,05

O Ibovespa aparece no campo negativo e volta ao patamar dos 100 mil pontos, pressionado pelo tom de maior precaução que toma conta dos ativos globais

Câmbio

BC vende US$ 550 milhões em leilão à vista de dólar

Com venda integral do lote ofertado, não teremos, hoje, o leilão de swap tradicional. Mercado trocou swap por dólar de verdade

no documento

BCE discutiu pacote de estímulos monetários em reunião de julho, mostra ata

Banco Central Europeu também considerou examinar formas de fortalecer sua orientação futura (“forward guidance”) paras os juros

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Bienvenido ao paraíso dos especuladores

Enquanto (quase todos) os bancos centrais do mundo reduzem os juros, há uma taxa em escalada aqui do lado. A Argentina subiu seu juro para 74% ao ano diante do pânico dos investidores com a vitória da esquerda nas eleições primárias no início do mês. Poxa, 74% ao ano na renda fixa é uma bolada, […]

será que vai?

Guedes não mostrou proposta de privatização da Petrobras, diz Bolsonaro

Ontem, reportagem disse que o governo quer concluir a venda da estatal até 2022; as ações da Petrobras dispararam

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements