Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-01-30T19:10:20+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Vem ser sócio da Caixa você também

Enquanto a Caixa anunciava seu banho de loja, com privatizações de subsidiárias, as ações da Vale dispararam na bolsa com o plano de fim de barragens

30 de janeiro de 2019
19:09 - atualizado às 19:10
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Eu já me acostumei a receber críticas de pessoas que são contrárias à privatização toda vez que escrevo sobre o assunto. E não foi diferente ontem, quando contei para você sobre o tema que dominou o evento para investidores promovido pelo Credit Suisse.

Cada um tem a sua opinião, mas acredito que é difícil defender o controle do Estado em empresas. Ainda mais no Brasil, onde o governo nem sequer é capaz de fazer o seu papel básico de prover educação e saúde de qualidade para a população.

Isso não quer dizer que o processo de venda de estatais não tenha problemas. Basta lembrar das privatizações realizadas durante o governo Fernando Henrique Cardoso, em leilões restritos à participação de consórcios de grandes empresas. E com o povo “na porta estacionando os carros”, como diria Cazuza.

Bem mais democrático foi a possibilidade do uso do FGTS na venda das ações da Petrobras e Vale – que aconteceu no mesmo governo FHC, justiça seja feita.

Por isso fiquei bastante animado com a fala de hoje do novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Ele deu alguns detalhes sobre o plano de venda das subsidiárias do banco. E disse que quer a sua participação.

Isso mesmo. O banco planeja fazer uma oferta de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa das empresas de seguros, loterias, cartões e fundos.

Uma das ideias é destinar até 20% das ações que serão vendidas para investidores pessoas físicas. Normalmente, o varejo participa com, no máximo, 10% das operações, enquanto o resto vai para os peixes grandes.

Agora só falta o governo permitir o uso de uma parte do FGTS para quem quiser investir nas ações das futuras empresas privatizadas. Fica a dica para a equipe do ministro Paulo Guedes e do conselho do fundo de garantia.

Ficou interessado? Então saiba mais sobre o que disse o presidente da Caixa nesta reportagem da Bruna Furlani.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Não é culpa dele!

É o que pensa a BRF sobre Bolsonaro depois da decisão da Arábia Saudita de descredenciar unidades brasileiras habilitadas a exportar carne de frango para o país. Para o presidente da companhia, Pedro Parente, a medida não teve relação com a intenção declarada do governo brasileiro de transferir a embaixada em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. Então qual foi a motivação dos sauditas ao dificultar as nossas exportações? Eu te conto nesta matéria.

Vale e mercados

Mesmo com dados importantes do exterior, o mercado por aqui continuou atento à Vale. Depois de começar a semana despencando 24% após a tragédia de Brumadinho, as ações da mineradora reagiram bem hoje ao plano de segurança que vai eliminar dez barragens da companhia. Os analistas da XP e do Credit Suisse decidiram manter a recomendação de “compra” para as ações. Na nossa cobertura de mercados você confere todos os detalhes que movimentaram a bolsa nesta quarta-feira.

A paciência do Fed

O BC americano decidiu manter sua taxa de juros na faixa entre 2,25% e 2,5% ao ano na tarde de hoje. O mercado já esperava pela manutenção depois de vários ruídos no fim do ano passado sobre quais seriam os próximos movimentos do Federal Reserve. Por isso, o que realmente interessou foi o tom do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell. E ele foi claro: paciência é o mantra dos diretores! O que isso significa para os seus investimentos? A resposta está na matéria do Eduardo Campos.

Disney, Fox e um porém

O Cade, órgão brasileiro de defesa da concorrência, sinalizou que deve aprovar a operação de compra da Fox pela Disney. O negócio de US$ 50 bilhões depende do aval das autoridades dos países onde as empresas atuam para sair do papel. Mas sempre há um porém, como diria Plínio Marcos (e a Marina Gazzoni). O Cade pode condicionar a aprovação a uma venda nada agradável para as duas empresas. E devo dizer que, se você é fã de futebol, seu compromisso com a TV no domingo está em jogo.

Dia 30 de Bolsonaro - "Me ajuda a te ajudar"

O presidente Jair Bolsonaro reassume a presidência, mas segue em São Paulo, onde deve receber ministros, na quinta-feira, para tratar do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Resposta do governo ao caso foi rápida e parece bem recebida. No judiciário... (leia mais)

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

estratégias para emplacar novo embaixador

Aliados querem mudar comissão que vai sabatinar Eduardo

Primeira alteração seria tornar o senador Flávio Bolsonaro, irmão de Eduardo, titular do colegiado

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Entrevista

‘Teremos um ciclo melhor do que o de 2006 e 2007’

Para o presidente do banco americano JPMorgan no Brasil, José Berenguer Neto, o ciclo de entusiasmo no mercado brasileiro tem potencial para ser maior do que o observado há mais de uma década

na expectativa

Governo quer reduzir alíquota do IR para máximo de 25%, diz Bolsonaro

Outra ideia do governo é unificar impostos e contribuições federais, como PIS, Cofins, IPI e IOF, em um imposto único

Novos planos

Weg chega ao varejo e amplia projeto de miniusinas solares em condomínios

Abertura dessa relação direta com o cliente pessoa física segue de perto a estratégia adotada por uma de suas principais concorrentes no segmento corporativo, a Siemens

a bula do mercado

Guerra comercial chega aos balanços corporativos

Detalhes sobre saque do FGTS são esperados no Brasil

Crypto news

Volátil, mas rentável. As surpresas positivas de quem investe no mundo das criptomoedas

Ao contrário do que pensa uma boa parte dos investidores, não podemos propagar a falácia de que o mercado cripto é um mercado perdedor. Por exemplo, no ano, mais de 63 criptoativos subiram mais do que o Ibovespa

EXCLUSIVO PREMIUM

O rei das emergências: os melhores fundos para a sua reserva de curto prazo

Conheça os três fundos DI que não possuem taxa de administração e saiba até quando é mais interessante investir nesses tipos de fundo ou no Tesouro Selic

Quando o dinheiro morre

O novo paradigma de Ray Dalio e um apelo para a compra de ouro

Gestor da Bridgewater compartilha sua avaliação sobre como a atuação dos BCs, juros negativos e endividamento crescente vão mudar a cara do mercado

Entrevista

Fuja da bolsa americana e compre ouro, diz analista da Crescat

Otavio Costa é um brasileiro que trabalha no mercado americano e se soma à corrente que acredita em recessão nos EUA e problemas de crédito na China. Cenário que faz do ouro a melhor opção no momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements