Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
Seu Dinheiro na sua noite

Vem ser sócio da Caixa você também

Enquanto a Caixa anunciava seu banho de loja, com privatizações de subsidiárias, as ações da Vale dispararam na bolsa com o plano de fim de barragens

30 de janeiro de 2019
19:09 - atualizado às 19:10
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Eu já me acostumei a receber críticas de pessoas que são contrárias à privatização toda vez que escrevo sobre o assunto. E não foi diferente ontem, quando contei para você sobre o tema que dominou o evento para investidores promovido pelo Credit Suisse.

Cada um tem a sua opinião, mas acredito que é difícil defender o controle do Estado em empresas. Ainda mais no Brasil, onde o governo nem sequer é capaz de fazer o seu papel básico de prover educação e saúde de qualidade para a população.

Isso não quer dizer que o processo de venda de estatais não tenha problemas. Basta lembrar das privatizações realizadas durante o governo Fernando Henrique Cardoso, em leilões restritos à participação de consórcios de grandes empresas. E com o povo “na porta estacionando os carros”, como diria Cazuza.

Bem mais democrático foi a possibilidade do uso do FGTS na venda das ações da Petrobras e Vale – que aconteceu no mesmo governo FHC, justiça seja feita.

Por isso fiquei bastante animado com a fala de hoje do novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Ele deu alguns detalhes sobre o plano de venda das subsidiárias do banco. E disse que quer a sua participação.

Isso mesmo. O banco planeja fazer uma oferta de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa das empresas de seguros, loterias, cartões e fundos.

Uma das ideias é destinar até 20% das ações que serão vendidas para investidores pessoas físicas. Normalmente, o varejo participa com, no máximo, 10% das operações, enquanto o resto vai para os peixes grandes.

Agora só falta o governo permitir o uso de uma parte do FGTS para quem quiser investir nas ações das futuras empresas privatizadas. Fica a dica para a equipe do ministro Paulo Guedes e do conselho do fundo de garantia.

Ficou interessado? Então saiba mais sobre o que disse o presidente da Caixa nesta reportagem da Bruna Furlani.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Não é culpa dele!

É o que pensa a BRF sobre Bolsonaro depois da decisão da Arábia Saudita de descredenciar unidades brasileiras habilitadas a exportar carne de frango para o país. Para o presidente da companhia, Pedro Parente, a medida não teve relação com a intenção declarada do governo brasileiro de transferir a embaixada em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. Então qual foi a motivação dos sauditas ao dificultar as nossas exportações? Eu te conto nesta matéria.

Vale e mercados

Mesmo com dados importantes do exterior, o mercado por aqui continuou atento à Vale. Depois de começar a semana despencando 24% após a tragédia de Brumadinho, as ações da mineradora reagiram bem hoje ao plano de segurança que vai eliminar dez barragens da companhia. Os analistas da XP e do Credit Suisse decidiram manter a recomendação de “compra” para as ações. Na nossa cobertura de mercados você confere todos os detalhes que movimentaram a bolsa nesta quarta-feira.

A paciência do Fed

O BC americano decidiu manter sua taxa de juros na faixa entre 2,25% e 2,5% ao ano na tarde de hoje. O mercado já esperava pela manutenção depois de vários ruídos no fim do ano passado sobre quais seriam os próximos movimentos do Federal Reserve. Por isso, o que realmente interessou foi o tom do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell. E ele foi claro: paciência é o mantra dos diretores! O que isso significa para os seus investimentos? A resposta está na matéria do Eduardo Campos.

Disney, Fox e um porém

O Cade, órgão brasileiro de defesa da concorrência, sinalizou que deve aprovar a operação de compra da Fox pela Disney. O negócio de US$ 50 bilhões depende do aval das autoridades dos países onde as empresas atuam para sair do papel. Mas sempre há um porém, como diria Plínio Marcos (e a Marina Gazzoni). O Cade pode condicionar a aprovação a uma venda nada agradável para as duas empresas. E devo dizer que, se você é fã de futebol, seu compromisso com a TV no domingo está em jogo.

Dia 30 de Bolsonaro - "Me ajuda a te ajudar"

O presidente Jair Bolsonaro reassume a presidência, mas segue em São Paulo, onde deve receber ministros, na quinta-feira, para tratar do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Resposta do governo ao caso foi rápida e parece bem recebida. No judiciário... (leia mais)

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

IR 2019

Plantão do IR: como adicionar corretagem e emolumentos ao preço médio de uma ação?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib, da Choaib, Paiva e Justo Advogados, e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

Topa?

Um modelo de empresa para concorrer com a agiotagem

Bolsonaro sancionou a criação da Empresa Simples de Crédito (ESC) buscando estimular financiamento para micro e pequenas empresas

Pra gaveta!

Cade arquiva processos contra seis bancos que investigavam abuso no crédito consignado

Conselho livrou dos processos os bancos Bradesco, Santander, Caixa, Itaú, BRB e Banrisul

Agora o bicho pega!

Rodrigo Maia cria comissão especial que vai analisar a reforma da Previdência

Colegiado será composto por 34 membros e 34 suplentes e deve ser oficialmente instaurado pelo presidente da Casa na quinta-feira

Vai acelerar?

Governo promete intensificar reuniões com partidos para discutir a reforma da Previdência

Líder do governo na Câmara ignora críticas à articulação na votação da reforma e diz que comentários são um sinal de busca por diálogo

Acertando os detalhes

Ministério de Minas e Energia define cálculo de compensação à Petrobras na cessão onerosa

Ao todo, serão devolvidos à empresa US$ 354,4 milhões pelo gasto em equipamentos e US$ 7,7 bilhões no gasto com plataformas

Dados do BC

Entrada de dólares supera a saída em US$ 1,63 bilhões no acumulado do ano até 18 de abril

Para efeitos de comparação, em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 11,311 bilhões

Pior desempenho para março desde 2017

Arrecadação de impostos em março cai e soma R$ 109,854 bilhões, diz Receita

Queda real (já descontada a inflação) foi de 0,58% na comparação com o mesmo mês de 2018; em relação a fevereiro deste ano, baixa foi de 5,24%

Plataformas de investimento

Banco Inter vai devolver ao cliente parte da taxa de fundos de investimento

Após conta sem tarifas, banco digital anuncia “cashback” de taxas que seriam destinadas aos intermediários, como os agentes autônomos

Popularidade

Bolsonaro tem pior avaliação entre presidentes em começo de mandato

Pesquisa CNI Ibope capta 35% de ótimo e bom para o presidente agora em abril e percepção sobre o noticiário envolvendo o governo ajuda a explicar o resultado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu