Menu
2019-04-16T17:42:48+00:00
meio de conversa

Vale negocia recuperação de barragens com Andrade Gutierrez

Na semana passada, a mineradora acertou com a construtora fazer contrato de administração por obra; decisão ainda depende de aprovação do conselho de administração da Vale

15 de abril de 2019
14:59 - atualizado às 17:42
Vale
Vale - Imagem: Shutterstock

A Vale está em negociações com a empreiteira Andrade Gutierrez para a realização de obras em suas oito barragens em Minas Gerais, apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Na semana passada, a mineradora acertou com a construtora fazer contrato de administração por obra. O acordo entre as duas companhias ainda depende de aprovação do conselho de administração da Vale.

Pelas conversas entre as duas empresas, a Andrade Gutierrez vai começar nos próximos dias uma análise para colocar em curso seu plano para reconstruir as barragens da mineradora. Ainda não há um valor fechado para a reconstrução dessas barragens. Nas últimas semanas, a mineradora tem mantido conversas com empresas especializadas para avaliar suas barragens.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Tragédia

O rompimento de uma barragem da mina da Vale - Córrego do Feijão -, em Brumadinho, no dia 25 de janeiro, deixou 277 vítimas entre mortos e desaparecidos. A tragédia de Brumadinho levou a mineradora a suspender a produção - a companhia vai deixar de produzir este ano quase 93 milhões de toneladas de minério de ferro, volume que responde por um quarto do total da capacidade de produção da mineradora.

Os primeiros trabalhos da Andrade Gutierrez começarão a ser feitos na barragem Barão de Cocais. Um muro será construído por toda a extensão da barragem para conter os rejeitos antes de o processo de descomissionamento (desativação) da barragem começar a ser colocado em prática.

Envolvida na Operação Lava Jato, a construtora Andrade Gutierrez está se desfazendo de vários ativos para reduzir suas dívidas. Segundo uma fonte familiarizada com a construtora, as negociações para as obras de contenção das barragens da Vale darão um respiro à construtora, que enfrenta problemas financeiros.

Segundo o colunista Lauro Jardim, de O Globo, a companhia estaria em conversas com o grupo chinês Power China para firmar parcerias, com futura venda de seus negócios. De acordo com uma fonte próxima ao grupo, a Andrade não pretende se desfazer de sua participação da CCR, concessionária de rodovias, e não quer abrir mão da construtora.

Procurada, a Andrade Gutierrez não comentou o assunto. Em nota, a Vale informou que "mantém contato regular com empresas especializadas para o desenvolvimento de obras de engenharia para suas operações". "A Vale segue desenvolvendo estudos relacionados à contenção de algumas estruturas, tendo como premissa a preservação das condições de segurança dos trabalhadores e da população das cidades onde tais estruturas estão localizadas."

CPI

Na terça-feira, 16, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), se reúne com representantes do Ministério Público, para troca de informações sobre a tragédia e pontos da legislação sobre segurança de barragens que podem ser aperfeiçoados.

A CPI já ouviu seis pessoas, entre elas o ex-presidente da Vale Fábio Schvartsman, além de técnicos e engenheiros da companhia e de empresas contratadas pela mineradora que atestaram a segurança da barragem. Os depoimentos serão retomados no próximo dia 23.

A tragédia da Vale com o rompimento da barragem em Brumadinho colocou em alerta os municípios mineiros que dependem da atividade de extração de minério. Cidades como Itabira, Nova Lima, Ouro Preto e Mariana têm 90% do total de suas arrecadações atreladas à mineradora.

No início de abril, a Vale anunciou o repasse de R$ 100 milhões a municípios mineiros que estão tendo prejuízos com a queda de arrecadação provocada pela paralisação das operações da mineradora. A empresa também negocia com o governo um repasse para o Estado de R$ 550 milhões.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Advogada do investidor

Podcast Sardinhas: A tendência no exterior que poucos brasileiros seguem

Você perdeu dinheiro com a Vale e a catástrofe de Brumadinho? Então provavelmente não sabe o que é ESG. Paula Salamonde, diretora-executiva da MSCI no Brasil conta pra você no Podcast #Sardinhas desta semana. Gostou? Então dá o play e ouça de graça. Não tem Spotify? Acesse o link alternativo. Publicidade

A Bula do Mercado

Mercado aguarda decisão de BCs

Fed e Copom devem manter taxas de juros hoje, mas expectativa é por sinalização de cortes à frente

Ótima notícia por um péssimo motivo

Copom e Fed decidem juros. Se não tem corte, tem aceno, que é quase a mesma coisa

Decisões de política monetária centram atenção nos mercados. Reação pode ser positiva, mas o que motiva a atuação dos BCs não é nada animador

Seu Dinheiro na sua noite

Insiste em zero a zero e eu quero um a um

Você disse que não sabe se não. Mas também não tem certeza que sim. Se Djavan fosse um analista de mercado, representaria o sentimento dos investidores sobre o que vai acontecer com as taxas de juros no país. Para muita gente, não é mais uma questão de “se”, mas de “quando” a Selic vai cair. […]

Tá liberado!

Governo amplia setores autorizados a trabalhar aos domingos e feriados

A partir de hoje, 78 setores estão autorizados a funcionar nesses dias. Entre os novos segmentos está o comércio em geral

Agora vai?

Leilão de ativos da Avianca Brasil acontecerá no dia 10 de julho

Colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo liberou a decisão sobre a na manhã de ontem

Preenchendo a vaga

À espera de aprovação do nome de Montezano, BNDES nomeia presidente interino

Nome do atual diretor de finanças da instituição, José Flávio Ferreira Ramos, foi indicado para ocupar o posto provisoriamente

O rombo em forma de dados

Mansueto: dos 26 Estados mais DF, 14 gastam acima do limite de 60% com pessoal

Percentual abordado pelo secretário o Tesouro Nacional foi estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal

Olha eles aí outra vez

Deputados favoráveis à reforma da Previdência defendem volta da capitalização e de Estados

Sessão para debates sobre o relatório na comissão especial da reforma da Previdência na Câmara contou com várias defesas dos pontos retirados

negócio fechado

Embraer assina cooperação estratégica com a Elta para desenvolver P600 AEW

Com o acordo, as duas empresas criam um novo segmento de mercado, o de AEW; aeronave de última geração foi concebida para atuar em um novo segmento do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements