Menu
2019-11-12T16:31:34-03:00
Relação mais que abalada

Trump volta a atacar Fed e diz que BC americano coloca EUA em desvantagem competitiva

Trump voltou a dizer que o Fed, que reduziu a taxa dos Fed funds três vezes neste ano, foi “muito lento” ao cortar juros

12 de novembro de 2019
16:31
Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente do Fed, Jerome Powell
Imagem: Official White House Photo by Andrea Hanks

O presidente americano, Donald Trump, afirmou que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) coloca o país em "desvantagem competitiva" em relação a outros países. "Estamos competindo com economias que cortaram juros", afirmou em discurso sobre a economia no Clube Econômico de Nova York.

Trump voltou a dizer que o Fed, que reduziu a taxa dos Fed funds três vezes neste ano, para a faixa entre 1,50% e 1,75%, foi "muito lento" ao cortar juros. Segundo o presidente, contudo, a economia avançou "apesar" das altas taxas e do aperto quantitativo do banco central. Ao fazer os comentários, Trump foi apoiado pela plateia e brincou: "apenas os inteligentes estão aplaudindo".

O republicano celebrou os números dos mercados acionários americanos, que estão perto de máximas históricas - hoje, o S&P 500 e o Nasdaq renovaram recordes intraday. "Desde a minha eleição, o S&P 500 subiu mais de 45%, o Dow Jones, mais de 50%, e o Nasdaq, 60%", disse. Ele argumentou ainda que, sem o Fed, os três índices poderiam ter avançado 25 pontos porcentuais a mais.

Trump ainda ressaltou os números do mercado de trabalho e renda no país, que "estão crescendo rapidamente". Na sua avaliação, "ultrapassamos nossas metas para a economia por margem larga".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Comércio

Ao comentar sobre a economia, Trump ainda evocou seu slogan de campanha. "Faça a América grande de novo, faça os acordos comerciais grandes de novo". Logo após, se corrigiu, dizendo que os pactos com outras nações nunca foram muito bons. "Não usaria a expressão de novo [para acordos comerciais]", ironizou.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

momento de tensão

Ações da Oi e da Vivo caem após nova fase da Lava Jato

Por volta das 12h desta terça-feira, os papeis ON da Oi (OIBR3) recuavam 2,15%, enquanto os papéis PN da Vivo (VIVT4) caíam 1,09%

polícia nas ruas

Lava Jato investiga relação de repasses da Oi para Gamecorp/Gol

Procuradoria identificou movimentação de R$ 40 milhões entre a Movile Internet Móvel, empresa do grupo Telefonica/Vivo, e a Editora Gol entre 15 de janeiro de 2014 e 18 de janeiro de 2016

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

As taxas do Tesouro Direto abriram com sinais mistos nesta terça-feira (10). O Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) é negociado com taxa de 2,24% ao ano mais IPCA, por um valor mínimo de R$ 58,86. O Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (NTN-B) é negociado com taxa de 3,47% ao ano mais IPCA e aplicação […]

Um acordo no fim do túnel?

EUA e China planejam adiar tarifas programadas para o dia 15, dizem fontes

Nos últmos dias, autoridades em Washington e Pequim têm sinalizado que domingo não é a data final para fechar a chamada “fase 1” de um acordo comercial

Mercados hoje

Ibovespa abre em queda, mas se afasta das mínimas com alívio na guerra comercial; dólar sobe a R$ 4,14

O possível fechamento de um acordo para que os EUA posterguem a aplicação de novas sobretaxas sobre produtos chineses dá ânimo às bolsas globais e faz o Ibovespa oscilar perto da estabilidade, após uma abertura em baixa

polícia nas ruas

Lava Jato mira corrupção e lavagem em contratos de telefonia e internet

Ação é um desdobramento da 24ª etapa da Lava Jato, que, em março de 2016, levou de forma coercitiva o ex-presidente Lula para depor

Exile on Wall Street

Uma tentativa de Teoria das Cordas, aplicada às finanças

Eu trabalho muito. Tenho uma dedicação apaixonada e até mesmo obsessiva com a Empiricus. Nem sei se isso é bom. Mas é o que é

Em busca da alta renda

BB lança crédito imobiliário com correção pelo IPCA

Taxas de juros começam em 3,45% ao ano mais IPCA e variam conforme o prazo da operação e o nível de relacionamento do cliente com o BB

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

No radar: IPO da XP e Mourão na posse do presidente argentino

Sai hoje o preço das ações da XP Investimentos que serão ofertadas na bolsa americana Nasdaq. Hoje também será definido quem conseguirá entrar na oferta. Será que os fundos brasileiros vão ganhar um pedacinho deste bolo?   No lado político, o destaque é uma espécie de trégua do governo de Jair Bolsonaro com o presidente eleito […]

Mais uma oferta no exterior

Madero deve desembarcar nos EUA em junho com o seu IPO, diz jornal

Segundo informações do Valor Econômico, a rede de hamburgueria já contratou o Bank of American e J.P. Morgan para coordenarem a oferta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements