Menu
André Franco
Crypto News
André Franco
É engenheiro e especialista em criptomoedas da Empiricus
2019-04-04T14:51:12+00:00
Crypto News

The Stanford bitcoin mafia

6 de fevereiro de 2019
16:19 - atualizado às 14:51
stanford
Stanford - Imagem: Shutterstock

No trimestre de inverno de 2013, as autoridades de Stanford ficaram perplexas porque 10 por cento da energia usada em um dormitório de 100 pessoas parecia ser consumida por um quarto. Eles chutaram as portas para entrar e encontraram um quarto como uma sauna, com máquinas e equipamentos zumbindo – os estudantes haviam montado uma fazenda de mineração de Bitcoin no dormitório. A primeira onda de mania do Bitcoin estava passando por Stanford.

Esse acontecimento fez parte de uma das ondas do Bitcoin pelo mundo.

Assim como o grupo conhecido como The Stanford Bitcoin Mafia, outros nerds começavam a adentrar o universo das criptomoedas pelo mundo todo.

A falta de material e explicações para pessoas comuns fazia com que a mensagem inicial de Satoshi Nakamoto apenas fosse palatável para aqueles com algum conhecimento técnico de programação.

Era basicamente como falar outra língua para a maioria das pessoas, o que fazia com que pouca gente realmente entendesse o brilhantismo que era o Bitcoin.

A última onda, você deve bem conhecer. Estou falando do fatídico 2017, ano em que as pessoas conheceram cripto pelo potencial de retorno, e não pela tecnologia.

Isso, bom ou ruim, trouxe muita gente leiga para dentro, que, por consequência, teve que acabar entendendo do assunto.

Como compra? Como guarda? Dá pra comprar na XP? Qual é o rendimento mínimo garantido?

Essas eram algumas das perguntas que mais a gente recebia.

Faltava e ainda falta uma experiência do usuário mais fluida e compatível com o que já encontramos pela internet.

A barra da user experience é muito alta atualmente.

Usar cripto hoje é como se, para usar o Google, você, além de colocar o que está buscando, devesse selecionar o algoritmo de busca que melhor se encaixa no seu tipo de pesquisa.

Nenhum usuário, hoje, iria tolerar uma experiência como essa citada acima se o Google já faz isso tudo por você. Assim como ficamos revoltados quando buscamos algo dentro de alguma página específica e não achamos porque eles não possuem o mesmo motor de busca que o Google.

Se ainda temos chão para percorrer no quesito criação de infra dentro do blockchain, como segurança nas transferências, fungibilidade e anonimato nas transações, no quesito experiência do usuário também existe uma batalha a ser travada.

As iniciativas que estão endereçando a infra já existem desde o começo dos protocolos, mas as que resolvem, de fato, o problema do usuário apenas começaram.

Já falei aqui da Veil, que é uma empresa que fez a integração de dois protocolos para possibilitar o prediction market descentralizado.

Trata-se de só um dos primeiros projetos que endereçam a experiência do usuário.

Espero que neste ano apareçam outras empresas que se aproveitem da infra existente para lançar suas plataformas apenas focadas no usuário.

No caso da Veil, a principal aposta que rolou recentemente foi o Super Bowl, que movimentou metade do seu volume quando o jogo estava rolando.

Cerca de 7.500 dólares foram apostados até o fim da partida – uma quantia muito tímida até o momento, mas que mostra um começo do projeto, que já possui alguns outros prediction market rolando na plataforma.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

será que vai?

Guedes não mostrou proposta de privatização da Petrobras, diz Bolsonaro

Ontem, reportagem disse que o governo quer concluir a venda da estatal até 2022; as ações da Petrobras dispararam

mais um que passou

Câmara aprova projeto que permite posse de arma em toda a propriedade rural

Projeto segue para Bolsonaro sancionar ou vetar; regra atual diz que posse só é permitida na sede da propriedade

Bolsa

Ação da Telebras dispara com privatização no radar, mas não deveria

Com a alta de mais de 60% ontem na bolsa, o valor de mercado da Telebras na bolsa passou para mais de R$ 1,9 bilhão, mas os resultados da estatal nem de longe justificam toda essa euforia. E os minoritários ainda correm o risco de diluição

O paraíso dos especuladores

Você prefere ser um abutre rico ou um argentino quebrado?

A Argentina jamais se soergueu ao governo peronista. Tornou-se a pátria da inflação, dos choques heterodoxos, das reformas monetárias e das moratórias – e o paraíso dos especuladores.

Mercado entre estatais e BCs

Mercado fez a festa com notícia “requentada” sobre privatização de empresas estatais, mas agora aguarda ata do BCE e discurso em Jackson Hole

Com acordo

Senado aprova MP da liberdade econômica sem previsão de trabalho aos domingos

Governo preferiu recuar e concordar com a retirada da autorização para trabalho aos domingos para garantir a votação da medida a tempo

Seu Dinheiro na sua noite

Temporada de caça às estatais

Uma das críticas mais recorrentes ao governo nesse começo de gestão Bolsonaro foi a aposta de todas as fichas na reforma da Previdência. Durante os longos meses de tramitação da proposta na Câmara, o país ficou praticamente parado. O saldo do projeto aprovado pelos deputados e que agora está no Senado revelou-se até melhor do […]

Dinheirinho na mão

Saque do FGTS terá impacto mais importante na renda de Norte e Nordeste

Saques médios a serem liberados representam 21,5% da renda habitual média da região Nordeste, e 20,1% da renda habitual média do Norte

Um pente-fino

Quais são e como atuam as empresas que o governo pretende privatizar

Equipe econômica de Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira as empresas que serão os novos alvos do governo nas privatizações do segundo semestre

Assunto que interessa

Câmara instala comissão especial para analisar novo marco legal para saneamento

Proposta será relatada pelo deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) e o presidente do colegiado será o deputado Evair de Melo (PP-ES)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements