Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-11-14T20:14:25-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Show dos atrasados

14 de novembro de 2019
20:14
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Uma importante tradição da internet brasileira foi quebrada neste ano. Estou falando do #ShowDosAtrasados do Enem. As imagens de pessoas desesperadas chegando para a prova depois do horário simplesmente não aconteceram.

Mas, no mercado financeiro, os atrasados de sempre não decepcionaram. Que o diga a agência de classificação de risco Fitch, que decidiu hoje manter a nota do Brasil em “BB-” e com perspectiva estável. Em outras palavras, não teremos nenhuma melhora de avaliação no curto prazo, mesmo com a aprovação da reforma da Previdência.

As agências de risco são responsáveis por analisar a capacidade de países ou empresas honrarem suas dívidas. Quanto melhor a nota, que varia em uma escala que começa em “AAA” e termina em “D”, menor o risco de um investidor levar calote.

A avaliação atual da Fitch mantém o Brasil três notas abaixo do mínimo para ter o tal “selo de bom pagador”. O país havia conquistado o histórico grau de investimento em 2008, mas acabou perdendo essa condição sete anos depois.

De todo modo, esse tipo de nota perdeu muito a relevância no mercado desde a crise financeira, quando as agências classificavam como “AAA” os títulos imobiliários podres que os bancos norte-americanos carregavam.

A decisão da Fitch rendeu uma longa troca de mensagens hoje com o meu colega Eduardo Campos, que fica lá em Brasília. Para ele, a agência não está atrasada, e sim prudente ao manter a nota do Brasil. Saiba as razões nesta matéria que ele escreveu.

E por falar em grau de investimento, o tema também foi abordado pelo economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita. Ele reuniu alguns jornalistas para um café da manhã para comentar as perspectivas para o país. A Bruna Furlani esteve lá e conta para você o que ele espera.

A pressão continua

Se por um lado a bolsa de valores brasileira teve um dia de alívio, puxada sobretudo pelo finalzinho da temporada de balanços e pelas notícias nacionais, por outro a pressão sobre o dólar não deu trégua. A moeda do país de Donald Trump quase beliscou os R$ 4,20 em meio às preocupações dos investidores com o futuro político da América Latina. O Victor Aguiar traz as novidades sobre essa história e como foi o dia de negociações na B3.

O que os olhos não podem ver

Hoje de manhã, quando abri o balanço do terceiro trimestre da Via Varejo, confesso que pensei “dia de queda certa para as ações”. Agora imagina qual foi a minha surpresa quando as ações dispararam na bolsa ao longo do pregão de hoje. Curioso, me questionava como era possível uma empresa que quase quadruplicou seu prejuízo e se viu no meio de possíveis fraudes contábeis ser tão bem vista. Pois bem, eu fiz uma análise do balanço, tive acesso aos relatórios dos analistas e conto para você o que os investidores viram nos números da varejista.

Promessa é dívida

Essa é sem dúvida a máxima que melhor define o desempenho da Vivara desde que a empresa abriu capital na bolsa. A rede de joalherias chegou no mercado no mês passado prometendo grandes feitos, como novas lojas, crescimento do comércio online e da trajetória financeira. E o balanço do terceiro trimestre mostrou que a companhia anda fazendo a lição de casa direitinho. O Victor Aguiar mergulhou nos números e traz também a reação das ações da Vivara ao balanço.

Medalha de bronze

Poderia ser uma disputa olímpica, mas é apenas o ranking da corrupção nos sistemas político e econômico brasileiro. A empreiteira OAS levou hoje a medalha de bronze dos maiores acordos de leniência firmados na Operação Lava Jato. Na história, o pagamento só fica atrás da Odebrecht (R$ 2,7 bilhões) e da Braskem (R$ 2,87 bilhões). Confira nesta matéria o quanto a empreiteira vai desembolsar e o prazo para o pagamento, que foi até bem generoso.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Atenção, acionistas

Itaúsa e Bradesco anunciam pagamento de juros sobre capital próprio para seus acionistas

O pagamento de JCP também é uma forma de distribuir lucros, mas em vez de terem um benefício tributário para os acionistas, como ocorre com os dividendos, os Juros sobre Capital Próprio beneficiam a empresa

DE OLHO NO SERVIÇO PÚBLICO

Reforma administrativa é no sentido de valorização do quadro atual, diz Guedes

Ele defende que a estabilidade não seja automática, mas conquistada pelo servidor após anos de boas avaliações no trabalho

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

É pra sorrir ou pra chorar?

A bolsa teve hoje um dia bastante parado, terminando o pregão praticamente no zero a zero. Nesse marasmo do mercado – que ainda contou com um alívio para a cotação do dólar – um papel se destacou no Ibovespa: as ações da Smiles dispararam quase 20%. Só que isso não quer dizer, necessariamente, que o acionista da […]

Poucas emoções

Num dia morno, o Ibovespa caiu e perdeu os 111 mil pontos; dólar recua a R$ 4,12

O Ibovespa cedeu a um leve movimento de correção e fechou em baixa, interrompendo a sequência de cinco altas consecutivas. Já o dólar à vista teve uma nova sessão de alívio, chegando à mínima em um mês.

MAIOR OTIMISMO COM PIB

Para Abimaq, PIB deve crescer 2,5% no próximo ano

A indústria, de uma maneira geral, de acordo com o executivo, vai crescer de 3,5% a 5%, focada muito no mercado interno

QUEDA À VISTA?

Bolsonaro sobre carne: Estamos na entressafra e preço vai diminuir

Bolsonaro disse que está levando “pancada” pelo preço da carne. “Muitos falam, nas redes sociais, que tem de ter tabelamento. Na Venezuela está tudo tabelado: vai lá comprar carne”, disse o presidente

DE OLHO NO CHURRASCO

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV

Em meio ao aumento das exportações para a China por causa do impacto da peste suína africana (PSA) naquele país, a inflação das carnes foi destaque na aceleração, tanto no atacado quanto no varejo

Sorriso amarelo

Veneno numa mão, antídoto na outra: a estratégia da Gol para incorporar o Smiles

A nova proposta da Gol para a incorporação do Smiles é atrativa para os atuais acionistas da companhia de fidelidade, mas deixa clara a turbulência na relação entre as empresas

a conta do benefício

Gigantes do Vale Silício deixam de pagar US$ 100 bilhões em impostos em uma década

Seis das principais empresas do Vale do Silício têm se beneficiado de estruturas governamentais ainda não preparadas para lidar com os serviços oferecidos por elas. Amazon, Facebook, Google, Netflix, Apple e Microsoft — cujo valor de mercado somado é de R$ 4,5 trilhões — deixaram de pagar ao menos de US$ 100,2 bilhões em impostos […]

OLHO NAS COTAÇÕES

BTG Pactual eleva preço-alvo das ações de Lojas Americanas e B2W após Investor Day

No caso das Lojas Americanas, a previsão de alta é de 54,2% em relação ao fechamento da última sexta-feira. Já no caso da B2W, a valorização seria de 20,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements