Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Mercados

Setor de fundos recupera volume de captação no 3º tri; mas os números anuais não são animadores

Captação líquida do setor ganhou fôlego entre julho e setembro e dobrou de valor ao atingir R$ 24,9 bilhões

4 de outubro de 2018
15:28
No acumulado do ano até setembro, captação de recursos pelos fundos de investimentos recuou 68% em relação à 2017 - Imagem: Shutterstock

Se os fundos de investimentos pudessem resumir o terceiro trimestre de 2018 em uma palavra certamente ela seria "recuperação". Isso porque a captação líquida do setor ganhou fôlego entre julho e setembro e atingiu R$ 24,9 bilhões. O número é mais que o dobro do que os fundos tiveram de entradas no segundo trimestre (R$ 12,4 bilhões).

A boa notícia foi divulgada nesta quinta-feira, 4, pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Mas existe um porém: a Associação também informou que, embora tenha se recuperado no terceiro período do ano, o desempenho das entradas nos fundos em 2018 tem deixado a desejar.

Considerando o acumulado até setembro, a captação recuou 68%, para R$ 71,1 bilhões. Os fundos de ações e multimercados representam 83% desses ingressos.

Vale ressaltar também o crescimento do número de gestores que atuam no segmento de fundos. Com alta de 4,6% em 12 meses, eles agora são 587. Já o patrimônio líquido da indústria de fundos, no fim de setembro, cresceu 10,8% em um ano, para R$ 4,5 trilhões.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu