Menu
Márcio Anaya
Bon Vivant
Márcio Anaya
BON VIVANT

Que tal um passeio de Ferrari em Maranello?

Um dos atrativos da pequena cidade ao norte da Itália que é o berço da marca é a chance de pilotar modelos pelas ruas ou estradas da região

2 de fevereiro de 2019
6:37 - atualizado às 9:28
Ferrari em Maranello, a cidade que é o berço da marca - Imagem: Divulgação

Uma experiência transformadora, na qual o luxo não é opcional. Essa é uma das percepções de quem já dirigiu uma Ferrari pelas ruas da charmosa cidade de Maranello, no norte da Itália, berço da escuderia italiana que é sinônimo de automobilismo.

A emoção começa com os modernos painéis digitais e aumenta com um gesto simples, o de ligar o motor. “Especialmente se o modelo for conversível, essa parte da aventura é única, inesquecível”, conta o empresário Alex Martins, que vive na Itália há oito anos e já esteve em Maranello em pelo menos seis oportunidades. “Essa é a marca registrada da Ferrari, o som do motor.”

A cidade onde Enzo Ferrari fundou a empresa, em 1929, fica a cerca de 200 quilômetros de Milão e tem cerca de 17 mil habitantes. A oportunidade de testar um automóvel desses, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos, atrai aficionados do mundo todo e é oferecida por empresas especializadas. Algumas ficam bem próximas ao Museu Ferrari, parada quase obrigatória de quem visita Maranello.

O passeio é sempre acompanhado por instrutores que foram pilotos de competição. E você não precisa de uma autorização especial para ligar os motores. Basta uma carteira nacional de habilitação válida.

Quanto custa?

Os preços variam de acordo com o carro e o tempo que o interessado quiser permanecer ao volante. Pode ser de 10 minutos, no mínimo, ou até duas horas. As companhias têm vários tipos de Ferrari no cardápio, desde o modelo Califórnia Turbo, com 560 cavalos de potência (cv), até uma F12 Berlinetta, com um motor de nada menos que 740 cv.

A cor predominante nos carros da Ferrari, claro, é o vermelho “Rosso Corsa”, o mesmo que está aos domingos nos carros da Fórmula 1. Para quem quiser sair do clássico, há opções em amarelo, azul e branco.

Ferrari em Maranello, a cidade que é o berço da marca - Imagem: Divulgação

Conduzir uma Ferraria Califórnia Turbo por 10 minutos sai em média 100 euros, valor que sobe para 500 euros para o percurso de uma hora e 1 mil euros por duas horas, considerando preços atuais. Mas, como todos os pacotes para turista, os valores são negociáveis.

No caso da a F12 Berlinetta, o preço de largada, literalmente, é de 200 euros por 10 minutos. Uma hora a bordo do modelo custa em média 850 euros e a conta atinge 1,5 mil euros por duas horas, em média. A contratação de seguro é opcional, mas especialistas recomendam fortemente a cautela, pois os valores são acessíveis e um deslize “simples”, como errar uma curva e cair com o carro em uma vala, pode custar algo em torno de R$ 13 mil.

Sozinho ou a dois?

O passeio dá opção de levar um acompanhante, o que pode ou não ser cobrado, dependendo da negociação. Em geral, um passageiro extra sai por 20 euros. Embora seja uma opção muito comum entre casais, principalmente quando se visita Maranello pela primeira vez, vale um ajuste de expectativa para quem vai de carona. “A experiência é feita para o motorista. Faltará conforto e espaço para quem for atrás”, alerta Martins.

Dependendo do tempo de duração do passeio, o trajeto muda. Mas mesmos os mais curtos não deixam a desejar. Nos mais longos, podem incluir paisagens inesquecíveis das colinas ao redor de Maranello. Um espetáculo a parte.

Vai com calma, Sebastian Vettel

Dentro do carro, a vontade é pisar fundo. No caminho tem uma reta perfeita para acelerar... Mas o passeio não te livra da obrigação de respeitar o limite de velocidade das ruas da cidade. Se o interessado quiser ainda mais emoção, e se julgar experiente o bastante para tanto, existe a possibilidade de pilotar sua Ferrari no novo Autódromo de Modena. Lá não tem sem limite de velocidade ou para a adrenalina.

Na avaliação de Martins, que já levou amigos para vivenciar a experiência, uma pessoa que nunca teve contato com um carro esportivo pode curtir sem medo, pois estará acompanhada por instrutores experientes. Ele gostou tanto da experiência que repetiu. “A emoção da primeira vez não se dissipa nas visitas seguintes, pois a insegurança dá lugar à familiaridade, e permite apreciar com mais tranquilidade.”

Ferrari em Maranello, a cidade que é o berço da marca - Imagem: Divulgação

O dia perfeito

Fevereiro é considerado por especialistas um mês bem tranquilo para conhecer Maranello. Em março, corre-se o risco de a neve inviabilizar o sonho de acelerar uma Ferrari e, em novembro, chove bastante. Nos demais períodos do ano costuma não haver surpresas desagradáveis. Só vale lembrar que o verão europeu esquenta também os preços cobrados, de maneira geral – sobretudo das passagens aéreas.

Para saber mais*

www.pushstart.it/it/
www.pitlaneredpassion.com
www.testdriveemmaranello.com
www.motorsportmaranello.com

*Informações de referência, não se tratando de indicações dos produtos ou serviços.

 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Berkshire Hathaway

Até ele perde! Empresa de Warren Buffett tem prejuízo no 4º tri, e tombo da Kraft Heinz deu uma bela mãozinha

Prejuízo da empresa de alimentos, controlada por Buffett junto com a turma de Jorge Paulo Lemann, pesou nos resultados da Berkshire Hathaway

Novidades

O que mudou na declaração de imposto de renda em 2019

Principal novidade é a obrigação de informar CPF de dependentes e alimentandos, independentemente de idade; confira todas as mudanças e a atualização dos valores

Reforma da Previdência

Proposta de reforma para militares deve chegar ao Congresso antes de 20 de março

Segundo Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho, mudanças devem ser apresentadas ao Congresso antes do término do prazo de 30 dias estabelecido inicialmente

Em busca de um novo líder

Oi ainda sonda Amos Genish, ex-presidente da Vivo, para comandá-la

Em busca de novo líder para a sua reestruturação, operadora quer ex-presidente da Vivo e da Telecom Itália no comando, mas executivo recusou convite, por ora

Siga o dinheiro

Receita Federal entra na dança e passa a investigar miliciano ligado a Flávio Bolsonaro

Fisco vai ampliar a cooperação com o MP do Rio e investigar alvos da Operação Os Intocáveis; entre eles, está o ex-PM Adriano Magalhães da Nóbrega, cujas mãe e esposa trabalharam para o filho do presidente

Bon Vivant

Noronhe-se como os famosos! Fernando de Noronha tem luau de chefs, ‘sea coach’ e, claro, praias paradisíacas

Roteiros exclusivos e experiências customizadas são os ingredientes para incrementar a visita um dos lugares mais lindos do planeta onde dá praia o ano todo. Você também merece pisar no paraíso e curtir uns dias de folga.

É cilada, Bino

Mais de 930 moedas digitais deixaram de existir em 2018. Saiba quais são as apostas alternativas mais seguras para este ano

As informações são do site Deadcoins. Diante de tantos projetos mal-sucedidos no ano passado, criptomoedas como o Ethereum, Ripple e Iota permaneceram e são algumas das opções interessantes para 2019

Reforma da Previdência

À BBC, Mourão diz que Congresso aprova “qualquer coisa” para militar

Mourão justificou que a tramitação é muito mais rápida no caso dos militares porque, para isso, é necessário apenas um projeto de lei, que requer maioria simples dos votos

Mais um empecilho?

Tipo novela mexicana… Justiça concede liminar para suspender assembleia da Embraer que decidirá sobre acordo com Boieng

O juiz destacou que “não se visualiza nesta decisão qualquer ameaça ou comprometimento da economia do País ou situação provocadora de crise na medida que busca conservar uma situação que se encontra consolidada no tempo e eventual oscilação em preços de ações da Boeing ou da Embraer são considerados efeitos metajurídicos normais de qualquer decisão judicial sem a tônica de representar repercussão nos interesses do País”

O melhor do Seu Dinheiro

O Ministério da Economia adverte

Tem uma piada antiga sobre o fulano que vai comprar um maço de cigarros na padaria e, ao ler na embalagem que fumar causa impotência sexual, pede para o balconista trocar por um que causa câncer. Eu me lembrei da anedota ao me deparar com uma espécie de advertência do Ministério da Economia: o atual […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu