Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-09-13T19:16:56+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Quando o segundo sol chegar

13 de setembro de 2019
19:16
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

As bandas que fazem os shows de abertura nos festivais de rock costumam tocar para menos gente do que a atração principal. Mas quem chega mais tarde às vezes perde a oportunidade de assistir a grandes apresentações.

Guardo bem na memória o show da Cássia Eller na terceira edição do Rock and Rio, em 2001. Ela foi a primeira a tocar na noite do R.E.M. e arrebatou o público alternando interpretações marcantes de seu repertório como O Segundo Sol e covers de Beatles e Nirvana, com direito a “topless” diante das câmeras da Globo.

Assim como nos festivais de rock, as ofertas de ações na bolsa quase nunca vêm sozinhas. A nova temporada teve início nesta semana com uma boa surpresa: a captação de pouco mais de R$ 400 milhões da incorporadora Trisul.

Um eventual fracasso poderia colocar em dúvida todo o “festival” de ofertas que vêm por aí. Mas o resultado da Trisul mostra que os investidores mantiveram o apetite pelas emissões de ações apesar das incertezas no cenário externo.

Na semana que vem, as ofertas continuam com os bancos Pan e o gaúcho Banrisul. Em todos os casos, são empresas que já contam com ações listadas na B3 e farão emissões restritas, nas quais apenas investidores com mais de R$ 10 milhões podem entrar.

O verdadeiro teste da grande audiência mesmo virá com a volta dos IPOs (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações). Pelo menos quatro empresas estão no “backstage” se preparando para entrar no palco.

Mas a grande atração esperada para temporada de ofertas de ações pode acabar se apresentando em outro palco. Seguindo a trilha de algumas empresas brasileiras como PagSeguro, Stone e Arco Educação, a XP Investimentos deverá abrir o capital na bolsa de Nova York.

Eu conto mais detalhes sobre a expectativa para o IPO da corretora e também das outras candidatas no festival de ofertas da bolsa até o fim do ano nesta matéria.

Dinheiro no bolso

O pregão desta sexta-feira na bolsa foi aquele típico de “realização de lucros”. Ou em português claro: dia de colocar dinheiro no bolso. Até a próxima quarta-feira, o mercado deve se movimentar na expectativa da decisão sobre as taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos, que saem no mesmo dia. Depois de uma sequência de quedas, o dólar também voltou a ganhar terreno hoje. Saiba mais sobre como foi o desempenho dos mercados com o Victor Aguiar.

Hora das estimativas

E por falar em juros, as expectativas dos investidores por mais cortes na Selic são altas, sobretudo depois que a economia voltou a dar aquela patinada em julho. O Santander, por exemplo, aposta em tesouradas generosas, a começar por uma de meio ponto percentual já na quarta-feira. As projeções completas e os cenários traçados pelo bancão para os juros neste fim de ano você fica sabendo nesta matéria do Edu Campos.

Mi hermano querido

Parente é aquela coisa: você pode amar ou odiar, mas o fato é que sempre vai existir um vínculo nessa relação. É mais ou menos o que acontece entre Brasil e Argentina. Da rivalidade do futebol às viagens de férias, criamos uma relação bastante forte com os hermanos, e isso se reflete diretamente na economia e nos investimentos. Aliás, você sabe como a crise na Argentina pode afetar as suas aplicações? Confira a resposta com a Julia Wiltgen neste vídeo.

Não era tudo isso?

Um dilema que com certeza você já leu aqui na newsletter: as novas empresas de tecnologia vieram para mudar a forma como nós consumimos produtos e serviços. Mas será que elas serão tão boas para os acionistas como são para os clientes? Os investidores começaram a se fazer essa pergunta em meio aos planos da WeWork de abrir o capital. Depois dos resultados frustrantes de Uber e Lyft, a startup de escritórios compartilhados deve reduzir substancialmente seu valor de mercado para viabilizar a estreia na bolsa.

Cerveja e Amazon - tudo sem CPMF

Fim de semana chegando e chegou a hora de mais um happy hour do Seu Dinheiro. Para encerrar a maratona de investimentos o Victor Aguiar, o Eduardo Campos e eu vamos bater uma papo com você no podcast Touros e Ursos. Na roda de conversa desta semana tratamos da nova tacada da Amazon no Brasil às polêmicas envolvendo a nova CPMF, passando pela expectativa para a reunião do Copom na semana que vem. Aperte o play e vem com a gente!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração de Fernando Pivetti.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Epidemia na Ásia

Coreia do Sul inicia abate de porcos após confirmação de febre suína

Cerca de 4 mil porcos de três fazendas da região afetada serão abatidos ainda nesta terça. Também haverá um esforço de limpeza em outras unidades produtivas das cercanias

não é bem assim...

Oi diz que desconhece interesse da Telefônica, após reportagem

Companhia encaminhou um ofício para a B3; reportagem dizia que tele espanhola estaria interessada nos ativos da companhia brasileira – em especial, nas redes de telefonia e dados móveis, que integram as tecnologias 3G e 4G

A bula do mercado

Ataques na Arábia Saudita impõem incerteza aos mercados

Analistas ainda tentam determinar os efeitos do incidente ocorrido no final de semana sobre o petróleo

Entrevista

Esqueça Brasília, quem dita o rumo do Brasil e do mundo é a China, diz Volpon do UBS

Em livro recém-lançado, economista do UBS e ex-diretor do BC, Tony Volpon, também nos conta que a crise financeira não foi culpa dos homens de olhos azuis nem da tal ganância dos mercados

Entrevista

Bolsonaro: Petrobras não deve mudar o preço dos combustíveis

Presidente falou que tendência é seguir preço internacional, mas que como movimento é atípico, Petrobras manterá preços. CPMF saiu de vez dos planos

Jogando para o mercado

Infraero: venda de fatia em 4 aeroportos deve ocorrer em 2020

Companhia está em fase de contratação da consultoria que fará a avaliação dos ativos para colocá-los no mercado

Seu Dinheiro na sua noite

Um evento pode mudar tudo (ou não)

Se você tivesse a oportunidade de perguntar a qualquer analista de mercado na última sexta-feira o que esperar para os preços do petróleo, ele provavelmente responderia “queda”. Havia de fato todas as razões para acreditar na baixa. A guerra comercial entre Estados Unidos e China, o risco de recessão da economia internacional e o excesso […]

Pagando as contas

Tesouro diz que União honrou R$ 633,71 milhões em dívidas de GO, MG, RJ e RN em agosto

Nos primeiros oito meses de 2019, o governo federal precisou desembolsar R$ 5,252 bilhões para honrar dívidas garantidas pela União desses quatro Estados

No Oriente Médio

Ataque pode ser considerado um ’11 de setembro’ no petróleo, diz diretor da ANP

Ao fazer a declaração via redes sociais, Décio Oddone levou em consideração o risco ao mercado de petróleo

Será que vinga?

Papéis da Cielo fecham com alta de 6%, após notícia de conversas com a rival Stone

As ações da Stone, que são negociadas na Nasdaq, também foram impactadas positivamente. Os papéis da companhia terminaram o dia cotados em US$ 33.49, com uma alta de 1,82%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements