Menu
2019-04-10T11:08:16-03:00
fala secretário

Processo da reforma já começou na CCJ e calendário deve ser cumprido, diz Marinho

Secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia reconheceu na manhã desta quarta-feira, 10, que aprovação da matéria depende do ritmo do Congresso

10 de abril de 2019
11:06 - atualizado às 11:08
Rogério Marinho, secretário Especial de Previdência e Trabalho
O secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, declarou na manhã desta quarta-feira, 10, em entrevista à rádio Eldorado, do grupo Estado, que a tramitação da reforma da Previdência deverá ser votada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara conforme o calendário, previsto para ocorrer em 17 de abril. "O processo já começou e o calendário deve ser cumprido", afirmou o ex-deputado federal.

Confiante na tramitação dentro do prazo, Marinho reconheceu que a aprovação da matéria depende do ritmo do Congresso Nacional. Ainda assim, ele espera que a votação no plenário da Câmara ocorra antes do segundo semestre. "Não vejo por que a votação na Câmara não aconteça no primeiro semestre", pontuou.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em relação a possíveis alterações e à desidratação da proposta inicial do governo, Marinho explicou que é preciso ter cuidado na condução das alterações. "As modificações na proposta dependem do grau de intensidade em que elas se configuram", comentou. "Detalharemos todos os números e os efeitos das alterações na primeira sessão da comissão especial", explicou o secretário.

Questionado sobre quem será o presidente da comissão especial, que só será formada após aprovação na CCJ, Marinho disse que também gostaria de saber a resposta. "A prerrogativa de escolher quem vai comandar a comissão é do presidente da Câmara. Minha preferência é por alguém alinhado à proposta e com experiência", declarou.

Marinho explicou que tem atuado na articulação para aprovação da reforma. "Tenho percorrido diariamente o Congresso Nacional no papel da articulação política. Estarei hoje na comissão do Senado que acompanha a tramitação da reforma na Câmara, para conversar com senadores e explicar pontos da reforma", afirmou o secretário.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

SEM BUROCRACIAS

Em evento na CNI, Bolsonaro faz acenos ao empresariado ao criticar “burocracias”

“Cada instrução normativa deve ser muito bem pensada. Deve atender ao interesse do Brasil. Não de grupos”, disse o presidente

MAIS MAGRINHA

Venda de 51% da Gaspetro com 20 distribuidoras deverá ser por IPO, diz Petrobras

“As conversas continuam com a Mitsui e a nossa expectativa é realizar a transação no mercado de capitais. Em 2015 a Petrobras vendeu 49% da empresa para a Mitsui e agora vamos vender nossa parte em bolsa”, disse Castello Branco

APROVADO

Cade aprova compra da Nextel pela Claro sem restrições

O negócio já havia sido aprovado pela Superintendência Geral do Cade em setembro, mas, após recurso apresentado pela concorrente TIM no mês seguinte, foi reavaliado pelos conselheiros do tribunal

Entre 1,50% e 1,75% ao ano

Fed mantém juros dos EUA entre 1,50% e 1,75% e sinaliza estabilidade nas taxas em 2020

O ciclo de corte de juros nos EUA foi interrompido. Após três reduções consecutivas de 0,25 ponto, O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) manteve a taxa básica inalterada na faixa entre 1,50% e 1,75% ao ano. A decisão foi unânime. A medida era amplamente esperada pelo mercado, dados os recentes sinais de aquecimento […]

situação complicada

Paralisação da OMC tira do Brasil via para questionar taxas americanas sobre o aço

Tribunal da OMC é o órgão máximo de apelação para questionamentos de condutas comerciais entre países e perdeu o quórum mínimo necessário para que continue funcionando

altas do dia

Ações de Kroton e Estácio sobem forte após MEC ampliar ensino a distância no País

Medida tende a reduzir os custos de ambas as empresas; segundo um analista, entra na conta dos investidores a perspectiva de melhora da economia

fala presidente

Em dia de decisão do BC, Bolsonaro diz que torce por juro menor

Nesta data, o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia decisão. A expectativa do mercado é de corte para 4,5%.

Direto da Nasdaq

‘Nossa jornada está só começando’, diz Benchimol, no lançamento do IPO da XP

Existe uma oportunidade enorme no Brasil, afirmou Benchimol, durante a cerimônia que marcou o início da negociação das ações da XP na Nasdaq. Os papéis disparam mais de 20% nesta tarde, já na faixa de US$ 32

Novidade na bancada

Joice Hasselmann é a nova líder da bancada do PSL na Câmara

Disputa entre os dois grupos criados no PSL, os “bolsonaristas”, ligados a Jair Bolsonaro, e os “bivaristas”, do presidente do partido, Luciano Bivar (PE), tem como pano de fundo o controle dos recursos recebidos pelo PSL

Mercados agora

Ibovespa segue perto da estabilidade após decisão do Fed; dólar cai a R$ 4,12

Fed e Copom anunciam hoje suas decisões de juros. Em meio à expectativa, o Ibovespa opera em ligeira alta, em linha com os mercados globais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements