Menu
2018-11-22T13:51:42+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Mercados

Presidente do BTG Pactual vê investidor cautelosamente otimista com Brasil

Roberto Sallouti diz que haveria espaço para uma valorização dos ativos brasileiros se medidas como a independência do Banco Central ou a reforma tributária fossem aprovados ainda neste ano

22 de novembro de 2018
13:49 - atualizado às 13:51
Roberto Saloutti, presidente do BTG Pactual
Imagem: Raul Junior/BTG

Você já deve ter ouvido a expressão "otimismo cauteloso". Foi assim que boa parte dos investidores e empresários classificou a expectativa para a economia brasileira nos últimos anos. Algo que reflete uma direção correta, mas ainda com uma longa trajetória pela frente.

É da mesma forma que o presidente do BTG Pactual, Roberto Sallouti, avalia o sentimento dos investidores, em particular os estrangeiros, em relação ao país no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Para ele, um sinal desse otimismo com cautela foi o fato de o Brasil ter sofrido menos que os demais mercados com a forte queda recente das bolsas internacionais.

"Um indicador que a gente acompanha muito é a curva longa de juros, que é um bom indicador de confiança e se comportou bem", disse Sallouti aos jornalistas que cobrem o evento que o banco promove hoje em São Paulo sobre perspectivas e cenário macroeconômico.

Ele credita parte desse bom desempenho relativo ao anúncio da equipe econômica do governo Bolsonaro, em particular a escolha de Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central.

Apesar dos bons sinais e a da intenção já manifestada da equipe do governo eleito de atacar os problemas da economia, a implementação das medidas ainda é fonte de dúvida no mercado. Ele ainda vê um movimento "tímido" de investimentos estrangeiros no país, mas ainda em estágio inicial.

"Ninguém tem dúvida de que o diagnóstico está traçado. E cada etapa vencida deve trazer mais confiança", disse.

Sallouti diz que haveria espaço para uma valorização dos ativos brasileiros se medidas como a independência do Banco Central ou a reforma tributária fossem aprovados ainda neste ano.

IPOs em 2019

Sallouti espera uma retomada com mais vigor das ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) em 2019.

"As empresas têm projetos engavetados e vão querer capital para fazer investimentos", afirmou.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O pior já passou

BC reitera importância das reformas e não da Selic para retomada da economia

Ata do Copom diz que juro atual estimula atividade e que redução de incerteza vai impulsionar investimento privado. Selic deve ficar em 6,5% por mais tempo

Guerra comercial

China diz esperar que reunião entre Trump e Xi solucione ‘questões pendentes’

Como parte dos preparativos para o encontro que deve ocorrer durante a reunião do G20, o Representante Comercial dos EUA, Robert Lightizer, falou ontem com o principal negociador de Pequim, o vice-primeiro-ministro Liu He

olho nas eleições

Bolsonaro provoca Doria e fala em 2022

Ao comentar as negociações para a transferência das provas da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, deveria “pensar no País”

no tribunal

CVM retoma nesta terça-feira, 25, julgamento de processos contra Eike Batista

O empresário já recebeu veredito de dois processos; no primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões por insider trading; no segundo, foi absolvido

Lava Jato

Gilmar Mendes recua e adia julgamento sobre Moro

Decisão de Gilmar Mendes de não devolver o processo para julgamento nesta terça se deu após a pauta da Segunda Turma ser “inchada” com outros casos

Novas regras

Anac ouvirá aéreas sobre distribuição de voos da Avianca

Ontem, a Anac suspendeu cautelarmente a concessão da Avianca Brasil para exploração do serviço de transporte aéreo. Os voos da empresa já estavam suspensos por questão de segurança desde maio

abrindo o mercado

Conselho aprova diretrizes para quebra de monopólio da Petrobras no gás

Apesar do monopólio ter sido quebrado na legislação em 1997, a Petrobrás ainda detém o controle tanto da produção como da distribuição do gás no país

no diálogo

China e EUA concordam em manter comunicações sobre comércio, diz agência

Durante um telefonema, o vice-premiê chinês Liu He falou com o representante comercial americano, Robert Lighthizer, e com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin

negócio fechado

Transpetro firma com TAG contrato de apoio a transporte de gás de R$ 5,46 bi

O contrato de apoio técnico firmado entre as duas empresas inclui uma série de cláusulas de desempenho, que, caso não seja atingido, pode gerar ônus à subsidiária estatal

A Bula do Mercado

Agenda cheia movimenta mercados

Discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, ata do Copom e IPCA-15 estão entre os destaques

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements