Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Principal pauta do governo

Presidente da CCJ da Câmara diz que discussão da Previdência deve começar terça com votação até quarta

Felipe Francischini afirmou ainda que a sessão de discussão da Previdência pode ter mais de 30 horas

15 de abril de 2019
20:42
Felipe Francischini, presidente da CCJ
Felipe Francischini - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou que a proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência só deve começar a ser discutida nesta terça, 16, e que a votação pode ficar para a semana que vem caso os mais de 100 deputados inscritos para falar não abram mão deste tempo. A intenção do governo é conseguir votar a proposta até esta quarta, 17.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

"Vamos tentar votar a PEC do Orçamento Impositivo ainda hoje (segunda). Pretendo ir até acabar essa votação, nem que tenha que ir até às 4h. Provavelmente, a discussão da reforma da Previdência deve se iniciar amanhã (terça)", disse.

Francischini afirmou ainda que a sessão de discussão da Previdência pode ter mais de 30 horas. Para ele, há votos suficientes para aprovar a admissibilidade da PEC na CCJ.

Questionado se seria uma derrota a votação ficar para semana que vem, ele afirmou que isso "o governo que tem de dizer". "O governo está ligando para os deputados? Está se esmerando para aprovar a reforma? Se ele está fazendo isso, eu torço para que a gente consiga votar o mais rapidamente possível", disse.

O deputado reclamou também da atuação de seus pares na comissão. Para ele, os parlamentares que deveriam defender a reforma da Previdência não estão se posicionando de forma forte e transparente. "Eu fico pautando requerimentos e ninguém defende. Eu não entendi o meu partido. Se eu falasse pelo PSL na comissão, eu não votaria pela inversão de pauta", disse.

Mais cedo, a comissão aprovou um requerimento para que a proposta do orçamento impositivo fosse votada antes da reforma da Previdência na comissão. O PSL e a liderança do governo encaminharam a votação a favor da inversão da pauta.

Francischini também explicou que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) foi escolhida por ele para ler a ata da última reunião da comissão. "Foi a primeira que eu vi", disse.

A ala governista tentou inverter a ordem dos trabalhos para que a ata fosse lida depois das votações, mas a oposição, com a ajuda de partidos do bloco da maioria, derrotaram o pedido e a ata teve que ser lida no início da reunião. Parlamentares reclamaram da escolha da petista ao alegarem que ela "demorou muito para ler".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O LEMA DE SÃO TOMÉ

Por que os gringos estão com o pé atrás em relação ao Brasil e à bolsa?

Apesar de o Ibovespa acumular alta em 2019, o fluxo de recursos estrangeiros para a bolsa no mercado à vista está negativo. Com a reforma da Previdência avançando aos trancos e barrancos, os gringos estão como São Tomé: só acreditam vendo

Transparência

Guedes defende mesma transparência do Copom para política de preços da Petrobras

Em entrevista, ministro voltou a defender que a estatal é livre para definir os preços

Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Siga o dinheiro

A vida dos milionários costuma fascinar as pessoas que ainda não chegaram e talvez nunca cheguem lá. Esse é o tipo de tema que costuma despertar as paixões humanas: admiração, inveja, raiva ou simplesmente a questão aspiracional. Quem não nasceu em uma família endinheirada certamente já pensou em como seria a sua vida se fosse […]

Atualização

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28

Guarulhos, Brasília e Galeão são os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos. Já Congonhas e Santos Dumont parecem ter sido poupados

Entrevista

‘O Brasil precisa apressar o passo nas reformas’, diz conselheiro de Paulo Guedes

Para Carlos Langoni, Brasil precisa se apressar porque o processo de “desaceleração sincronizada” da economia mundial impõe desafios ao país. Confira na entrevista

Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

Preço do diesel

Em áudio, Onyx diz que deu uma ‘trava na Petrobras’

Ministro da Casa Civil diz que os caminhoneiros podem ficar sossegados que o governo tem trabalhado para resolver o problema deles

Na mira de quem tem grana

Para que cidades os milionários estão se mudando?

Estudo mostra que Dubai, Los Angeles, Melbourne, Nova York, Sydney, Miami e São Francisco caíram nas graças dos endinheirados

Mercados

O que preocupa gestores de US$ 12 trilhões e uma oportunidade para o Brasil

O país tem que abocanhar trilhão ou menos centenas de bilhões desse dinheiro que está à procura de retornos atrativos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu