Menu
2019-03-25T16:11:44+00:00
Em meio às farpas

Prefeitos dizem que é preciso senso de responsabilidade no trato com o Congresso

Fala ocorre no momento em que o governo Bolsonaro entra em conflito com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

25 de março de 2019
16:11
jair-bolsonaro
Jair Bolsonaro - Imagem: Shutterstock

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, cobrou nesta segunda-feira, 25, em evento com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, "responsabilidade" do governo em sua relação com o Congresso, durante a tramitação da reforma da Previdência.

Em referência aos ruídos surgidos entre o Congresso e o governo na semana passada, Donizette defendeu "que exista da parte do governo este senso de responsabilidade no trato com o Congresso para que não haja incertezas no ar". "O que vivemos nos últimos dias não ajuda em nada", acrescentou.

Donizette afirmou ainda que os prefeitos veem com "muita preocupação" a condução política da reforma da Previdência. "Reconhecemos no (presidente da Câmara, Rodrigo) Maia uma pessoa que tem proposta realmente de apoiar este projeto. Temos preocupação neste ambiente político. O senhor vem aqui como técnico, mas não deixa de ser ministro e responde por esta área", disse diretamente a Guedes, presente ao encontro dos prefeitos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Donizette disse ainda que os prefeitos sabem que a reforma da Previdência enfrentará "muita resistência das corporações, onde estão os maiores salários". Por isso, segundo ele, é preciso ter resistência o bastante para não "criarmos outras coisas que não precisariam existir", disse o presidente da FNP, novamente em referência aos ruídos da semana passada.

Apesar das preocupações a respeito da relação entre governo e Congresso, Donizette afirmou que os prefeitos darão "apoio expressivo e público" à reforma.

Durante sua fala, ele também expôs algumas das demandas dos municípios na reforma. Primeiro, a FNP deseja que a reforma da Previdência tenha vigência imediata nos municípios. Em segundo lugar, que o Regime Próprio de Previdência não pague o Pasep. O terceiro ponto, citado por Donizette, é que haja velocidade maior entre as compensações. O quarto ponto é que exista, juntamente com a reforma, a cobrança efetiva dos devedores da Previdência. O quinto ponto citado pelo presidente da FNP é que seja possível fazer empréstimos consignados a partir de recursos que existem nos institutos de previdência.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, participam da 75ª reunião geral da FNP.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Exile on Wall Street

CRISTO 2.0 — Desta vez é diferente

Ainda que tivéssemos sofrido as mazelas da crise de 2008, a verdade é que a recuperação no Brasil veio em formato de V, muito em função do fato de termos as condições para adotar medidas contracíclicas

Leve correção

Ibovespa abre em leve queda, aguardando novidades no front político

Após quatro altas consecutivas, o Ibovespa cede a um ligeiro movimento de realização de lucros e opera em queda; o dólar à vista sobe e aprece na casa de R$ 3,83

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Chá inglês para a rainha e o primeiro-ministro

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

no patamar baixo

Confiança do consumidor sobe 1,9 ponto em junho em comparação a maio

Apesar da alta, o índice se mantém em patamar baixo em termos históricos, ponderou a FGV, que diz que a melhora foi determinada pela calibragem das expectativas

fala senador

‘Se for verdade, ultrapassou o limite ético’, diz Alcolumbre sobre Moro

O senador observou, contudo, que não é possível dizer que o conteúdo das mensagens reveladas pelo site seja verdadeiro

IPCA-15

Prévia da inflação tem alta de 0,06% em junho e atinge índice mais baixo para o mês desde 2006

Em 2019, o índice já acumula uma alta de 2,33%. Nos últimos 12 meses, encerrado em junho, a taxa chega a 3,84%. Passagens aéreas foram os itens individuais com maior impacto no índice do mês

O pior já passou

BC reitera importância das reformas e não da Selic para retomada da economia

Ata do Copom diz que juro atual estimula atividade e que redução de incerteza vai impulsionar investimento privado. Selic deve ficar em 6,5% por mais tempo

Guerra comercial

China diz esperar que reunião entre Trump e Xi solucione ‘questões pendentes’

Como parte dos preparativos para o encontro que deve ocorrer durante a reunião do G20, o Representante Comercial dos EUA, Robert Lightizer, falou ontem com o principal negociador de Pequim, o vice-primeiro-ministro Liu He

olho nas eleições

Bolsonaro provoca Doria e fala em 2022

Ao comentar as negociações para a transferência das provas da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, deveria “pensar no País”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements