Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Restruturação interna

Plataforma de cursos on-line, Udacity demite metade dos funcionários do Brasil

Empresa demitiu 33 dos 67 funcionários que trabalhavam no país, mas manteve escritório em São Paulo

30 de novembro de 2018
10:41
Imagem: shutterstock

A Udacity, plataforma de cursos a distância sobre assuntos como inteligência artificial e veículos autônomos, demitiu 33 funcionários dos 67 funcionários no Brasil. A informação foi divulgada pela própria empresa nessa quinta-feira, 29.

Em nota, a companhia afirmou que a medida se deve a um reestruturação interna.

O escritório em São Paulo continuará atendendo aos 10 mil alunos brasileiros que usam a plataforma, pelo menos até o ano que vem.

“Nada muda para os estudantes”, disse Carlos Souza, diretor-geral da Udacity no Brasil, em nota.

Os alunos que já estão cadastrados em cursos em português continuarão a ter aula no idioma até o fim do curso. Não há informações sobre a continuidade do escritório em São Paulo depois que terminarem os cursos em português em andamento.

Conhecida como Universidade do Vale do Silício, a Udacity tem parceria com gigantes de tecnologia, como Google, Amazon e Facebook, para criar cursos que o mercado precisa.

Nos últimos meses, a Udacity demonstrava otimismo com a sua atuação no Brasil, que começou em 2016. O País é o segundo maior mercado em número de alunos, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu