Menu
2019-07-08T18:18:11+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
UM GIGANTE EM CRISE

Plano de reestruturação do Deutsche Bank prevê demissão de 18 mil pessoas e redução drástica de custos

Para crescer e tentar competir com bancos americanos, o alemão assumiu riscos demais e até mesmo se envolveu em escândalos como manipulação de taxas de juros e lavagem financeira que mancharam a sua reputação.

8 de julho de 2019
18:18
Pessoas caminham em frente à agência do Deutsche Bank em Berlin
Deutsche Bank é um dos maiores bancos da Alemanha - Imagem: Shutterstock

O banco alemão Deutsche Bank anunciou um plano de reestruturação neste domingo (7) que prevê troca de comando, cortes de custos, demissões e mudanças na estratégia de negócios. O banco ainda sofre as consequências da crise de 2008. Para crescer e tentar competir com bancos americanos, o alemão assumiu riscos demais e até mesmo se envolveu em escândalos como manipulação de taxas de juros e lavagem financeira que mancharam a sua reputação.

Considerando os custos de reestruturação, o banco informou que estima um prejuízo líquido de 2,8 bilhões de euros no segundo semestre. Os números serão apresentados no próximo dia 24.

Veja as principais ações previstas pelo Deutsche Bank no seu plano de reestruturação:

  • Reduzir seu custo anual de 17 bilhões de euros para 6 bilhões até 2022;
  • Cortar 18 mil funcionários para um quadro de 74 mil pessoas em  2022;
  • Criar uma nova divisão de negócios batizada de "Corporate Bank" para abarcar a divisão que atende empresas na Alemanha e suas transações internacionais;
  • Fim da operação de negociação de ações;
  • Transferência de 74 bilhões de euros em ativos de alto risco para uma nova unidade, que ficará encarregada em vender parte desse montante;
  • O banco decidiu não pagar dividendos aos acionistas em 2019 e 2020;
  • O banco reafirmou que pretende devolver US$ 5 bilhões aos acionistas por meio de recompra de ações e dividendos a partir de 2022, após a venda de ativos;
  • Investir 13 bilhões de euros em tecnologia até 2022 para dar mais eficiência ao banco e melhorar seus produtos e serviços.

Nova direção, no duplo sentido

Quem está à frente da reestruturação é o CEO, Christian Sewing, especialista em gestão de crises que assumiu a liderança do banco em abril do ano passado. Junto com a revisão de planos, ele anunciou a saída de três diretores e uma reorganização de funções.

"Hoje anunciamos a transformação mais fundamental do Deutsche Bank em décadas. Estamos lidando com o que é necessário para liberar nosso verdadeiro potencial: nosso modelo de negócios, custos, capital e equipe de gerenciamento. Estamos construindo nossas forças. Este é um recomeço para o Deutsche Bank - para o benefício a longo prazo de nossos clientes, funcionários, investidores e sociedade”, disse, em comunicado.

Na prática, as mudanças significam que o Deutsche Bank tentará ser um banco menor, porém mais saudável. O banco cresceu muito no passado com a sua divisão de investimentos, que operou com ativos de riscos, como os derivativos, e agora dá um passo atrás. O banco também manteve a oferta de crédito a clientes considerados muito arriscados pelos seus concorrentes, como as empresas de Donald Trump.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mercado de trabalho

Emprego informal recorde derruba produtividade da economia brasileira

O crescimento do trabalho informal tem afetado os índices de produtividade da economia do país, de acordo com cálculos da Fundação Getulio Vargas

Shake it off

Taylor Swift, o grupo de investimentos Carlyle e uma briga feia no mundo da música pop

O Carlyle está no centro de uma discussão envolvendo Taylor Swift e sua antiga gravadora, a Big Machine Records, que estão disputando os direitos autorais da obra da cantora pop

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: O jovem bilionário do Facebook

20 de janeiro de 2010: essa é a data da minha primeira postagem no Facebook. Nada muito inspirador, eu estava só reclamando do clima chuvoso. Nos meses seguintes, todas as minhas interações tratavam de joguinhos on-line — aparentemente, eu era um grande fã de FarmVille. Acessar o túnel do tempo das redes sociais é revelador. […]

Fim das atividades

Braskem encerra extração de sal-gema em Alagoas, alvo de ações de R$ 40 bi

Após supostos prejuízos causados a ruas e casas em Maceió (AL), a petroquímica Braskem decidiu encerrar as atividades de extração de sal-gema cidade

Ultrapassou Jeff Bezos

O maior bilionário: Bill Gates volta a ser o homem mais rico do mundo

Com uma fortuna avaliada em US$ 110 bilhões, o fundador da Microsoft, Bill Gates, ultrapassou Jeff Bezos na disputa pelo posto de maior bilionário do mundo

O segundo passo

Binance e Bittrex, duas exchanges estrangeiras de criptomoedas para chamar de sua

Entenda por que vale a pena abrir conta em uma corretora de fora e veja quais são as principais diferenças entre as duas casas sugeridas por especialistas com grande experiência no mercado

Dicas do Fausto Botelho

Bitcoin e outras criptomoedas que estão com tendência de alta

Neste vídeo, o analista gráfico faz projeções para o Bitcoin e muitas outras criptomoedas, além de fazer comentários sobre a tendência do S&P

Abertura de capital

XP Investimentos dá a largada para o IPO e apresenta documentos à CVM americana

A XP Investimentos protocolou os documentos referentes ao seu processo de abertura de capital nos EUA. A operação será feita na Nasdaq, com ofertas primárias e secundárias

Tensão nos ares

Crise na Boeing: sindicatos de companhias aéreas temem a liberação do 737 Max

Com a possibilidade de as aeronaves 737 Max da Boeing serem liberadas novamente para voar, os sindicatos das companhias aéreas mostram-se preocupados

Protestos no país

Banco Central do Chile anuncia novas medidas para conter a queda do peso

A autoridade monetária do Chile irá adotar mais ferramentas para frear a trajetória de desvalorização da moeda do país, em meio à onda de protestos sociais vistos nos últimos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements