Menu
2019-11-05T19:07:40+00:00
Enquanto isso, no exterior...

Petróleo fecha em alta, com foco em produção da Opep e comércio entre EUA e China

WTI para dezembro fechou em alta de 1,22%, a US$ 57,23 o barril, e o Brent para janeiro teve alta de 1,33%, a US$ 62,96 o barril

5 de novembro de 2019
19:07
Tanques de petróleo
Imagem: Shutterstock

Os contratos futuros de petróleo fecharam em território positivo nesta terça-feira pelo terceiro pregão consecutivo, em meio ao otimismo com as negociações comerciais sino-americanas e expectativas de queda na oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O petróleo WTI para dezembro fechou em alta de 1,22%, a US$ 57,23 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para janeiro teve alta de 1,33%, a US$ 62,96 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

No início da tarde, o jornal South China Morning Postinformou que Pequim quer compromissos "mais sólidos" de Washington sobre remoção de tarifas antes de fechar um acordo comercial e que, sem isso, a visita do líder chinês, Xi Jinping, aos EUA seria "politicamente difícil". A notícia, porém, não afetou os contratos futuros de petróleo, que continuaram operando com foco no otimismo comercial.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Antes, a Dow Jones Newswires havia noticiado que EUA e China consideram suspender algumas tarifas de importação para garantir a assinatura do acordo comercial de "fase 1", que está em negociação. Além disso, o Financial Times havia informado que os americanos poderão retirar tarifas que incidem sobre US$ 112 bilhões em importações chinesas.

O apetite por ativos de risco também foi apoiado hoje pelo índice de atividade de serviços dos EUA medido pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM), que subiu a 54,7 em outubro, superando a expectativa de alta a 53,5.

No caso do petróleo, contribuiu também a declaração da Opep de que sua oferta da commodity diminuirá continuamente nos próximos cinco anos, o que tende a elevar os preços. A Opep e aliados, incluindo a Rússia, vão debater se mantêm ou aprofundam os cortes na produção combinada, atualmente em 1,2 milhão de barris por dia (bpd), durante reunião marcada para 5 de dezembro.

Na opinião do analista da DTN Dominick Chirichella, o mercado do petróleo está começando a se tornar um pouco mais otimista, "com uma combinação de condições econômicas melhores, diminuição da contagem de plataformas de perfuração nos EUA e rumores de que a Opep aprofundará seu corte de produção na reunião de dezembro".

Para os analistas do ING Warren Patterson e Wenyu Yao, no entanto, a alta nos preços do petróleo "deve durar pouco", devido ao tamanho do superávit que é esperado para a produção da commodity energética no primeiro semestre de 2020. "O risco para essa visão é se a Opep+ surpreender o mercado em dezembro anunciando cortes ainda mais profundos do que o esperado para 2020", ponderam os especialistas.

Amanhã, os investidores acompanharão a divulgação de dados do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) sobre estoques de petróleo nos EUA na semana encerrada em 1º de novembro. Logo mais, às 18h30, são divulgadas as estimativas do American Petroleum Institute (API).

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Seu Dinheiro na sua noite

O que o Banco Central diz sobre o dólar?

Responsável pela gestão de R$ 40 bilhões, Rogério Xavier é conhecido tanto por ser um dos mais brilhantes gestores de fundos do mercado brasileiro como por não ter papas na língua. Por isso mesmo acordei cedo para conferir a participação dele em um evento promovido pela XP Investimentos. A reportagem completa sobre a fala de […]

Negócio fechado

Petrobras bate o martelo e vende a Liquigás por R$ 3,7 bilhões

A Petrobras assinou nesta terça-feira o contrato para venda da Liquigás para o consórcio formado por Itaúsa, Copagaz e Nacional Gás Butano, por R$ 3,7 bilhões

Se livraram

CVM absolve ex-conselheiros que liberaram Eike Batista da ‘put’ de US$ 1 bilhão na OGX

Adriano Salvi, Jorge Rojas e Roberto Paulino foram acusados pela área técnica da CVM de violarem seu dever de diligência

Boas novas

Boeing afirma que recebeu 50 pedidos para aeronaves 737 Max

Entre os potenciais compradores estão a Air Astana, que é cazaquistanesa e que teria assinado um acordo de intenção para adquirir 30 jatos. As informações são da Bloomberg

Bye bye!

Bolsonaro assina carta de desfiliação do PSL

Carta abre caminho para que Bolsonaro possa assumir a presidência da sigla que decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil

Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

Próxima fase

CCJ da Câmara aprova a redação final da reforma da Previdência dos militares

Análise do texto manteve o relatório final da comissão especial aprovado no mês passado sob gritos contra o presidente Jair Bolsonaro

Fica pra depois

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

Redação original proposta por Manente encontra resistência entre os deputados da Comissão e líderes partidários

Definindo prioridades

Governo deve qualificar 18 projetos de PPI nesta terça-feira

Será a última reunião do ano do conselho, que escolhe os projetos que passam a ser carteira do programa e prioridade no governo

governo faz as contas

823 mil pessoas já optaram pelo saque aniversário do FGTS, diz secretário

Nessa modalidade, é possível retirar parte do saldo da conta do FGTS conforme mês do seu aniversário, mas o valor na íntegra fica indisponível em caso de demissão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements