Menu
2019-05-23T09:42:21+00:00
fim da lua de mel

Otimismo após eleições acaba e confiança do consumidor recua, afirma FGV

Quanto às perspectivas para os meses seguintes, o indicador que mede o otimismo relacionado à evolução da economia foi o que mais contribuiu para a queda da confiança no mês

23 de maio de 2019
9:31 - atualizado às 9:42
paulo-guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

A confiança do consumidor brasileiro caiu pela quarta vez consecutiva, voltando ao patamar de outubro de 2018, mês das eleições. O índice recuou 2,9 pontos em maio, para 86,6 pontos, uma perda de 10 pontos desde janeiro, informou nesta quinta-feira, 23, a Fundação Getulio Vargas (FGV) Ibre.

"Entre fevereiro e abril, a queda da confiança havia sido mais associada à frustração de expectativas com o ritmo de recuperação econômica e seus reflexos na evolução do emprego e da situação financeira familiar.

O resultado de maio mostra um aumento expressivo da insatisfação dos consumidores com a situação atual, principalmente entre famílias de menor poder aquisitivo. Uma alteração deste quadro parece estar condicionada à redução dos elevados níveis de incerteza política e econômica observados hoje no país", afirma, em nota, a coordenadora das Sondagens da FGV Ibre, Viviane Seda Bittencourt.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O Índice que mede a situação atual, ISA, caiu 3,7 pontos, para 73,4 pontos, enquanto o índice que mede as expectativas recuou 2,2 pontos, para 96,5 pontos, ambos atingindo o menor nível desde outubro do ano passado.

Com relação à situação presente, pelo terceiro mês consecutivo, o indicador que mede o grau de satisfação com a economia recuou, ao passar de 82,1 pontos para 79,1 pontos, o menor nível desde outubro de 2018 (77,9). Já o indicador de satisfação com as finanças familiares caiu 4,4 pontos, para 68,2 pontos, nível "extremamente baixo em termos históricos", observou a FGV Ibre.

Quanto às perspectivas para os meses seguintes, o indicador que mede o otimismo relacionado à evolução da economia foi o que mais contribuiu para a queda da confiança no mês, recuando 7,4 pontos, para 108,0 pontos. A perda de 22,9 pontos entre janeiro e maio significa uma devolução de três quartos da onda de otimismo observada após as eleições. O indicador que mede o grau de otimismo com a situação financeira futura caiu 5,9 pontos, para 90,9 pontos, o menor desde julho de 2018 (90,3 pontos).

A queda da confiança em maio ocorreu em todas as classes de renda, tendo sido mais forte nos extremos: a confiança das famílias com renda até R$ 2,1 mil mensais caiu 6,2 pontos no mês e 19,7 pontos nos últimos quatro meses. A piora neste grupo foi mais influenciada, em maio, por uma redução da satisfação em relação ao momento atual. Nas famílias com renda acima de R$ 9,6 mil mensais, houve redução de 6,9 pontos no mês, influenciada por uma piora das expectativas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Buscando oxigênio

Plano de recuperação do RS apresentado a Guedes tem impacto fiscal de R$ 60 bilhões em 6 anos

A expectativa do governador Eduardo Leite é de que o Estado possa aderir ao regime de recuperação fiscal ainda em 2019

Mudanças no órgão

Relator diz que nome do Coaf será mantido e haverá indicação apenas de servidores

Deputado Reinhold Stephanes Junior iniciou a leitura de seu relatório sobre a Medida Provisória nº 893, que trata do “novo Coaf”

Investindo em energia

BNDES aprova empréstimo de R$ 1,26 bilhão para complexo eólico da Engie na Bahia

Investimento total no complexo é de R$ 1,6 bilhão, incluindo as linhas de transmissão associadas

Mais um passo

Comissão especial da Câmara aprova texto principal da reforma da Previdência dos militares

Votação é terminativa, mas o projeto pode ir ao plenário da Casa se for apresentado um requerimento com 51 assinaturas

Falando de mercado imobiliário

Preço dos imóveis residenciais no país cresce 0,32% em setembro, diz Abecip

No acumulado dos últimos 12 meses, o preço dos imóveis teve aceleração, chegando a 2,55% em setembro ante 2,33% em agosto

QUINTA-FEIRA, ÀS 11H

Os 90 anos da crise de 1929: uma conversa ao vivo com Ivan Sant’Anna

Ivan Sant’Anna e a equipe do Seu Dinheiro farão uma transmissão ao vivo nesta quinta-feira (24), às 11h00, para discutir o crash da bolsa de Nova York — evento que está completando 90 anos

This time is different?

Dólar alto e juro baixo? Para Verde Asset essa é uma equação possível

Em artigo, gestora do renomado Luis Stuhlberger detalha o que poderia ser o novo normal da economia brasileira

E a crise continua...

Major Olimpio pedirá destituição do diretório comandado por Eduardo Bolsonaro

Episódio é mais um capítulo da disputa travada por bolsonaristas e o grupo do deputado federal Luciano Bivar, presidente da sigla, pelo comando do partido

No entra e sai de dólares

Fluxo cambial total em outubro até dia 18 é negativo em US$ 6,224 bilhões

Já o fluxo cambial do ano até 18 de outubro ficou negativo em US$ 19,195 bilhões

Agendado

Tasso Jereissati diz que votação da PEC paralela da reforma da Previdência na CCJ do Senado será em 6 de novembro

Projeto prevê a possibilidade de Estados e municípios aderirem às novas regras de aposentadoria e pensão no País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements