Menu
2018-11-23T16:58:01+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Bancos

Os planos do Banco BS2 para chegar aos 200 mil clientes da conta digital

O banco mineiro lançou nesta semana o seu aplicativo, que traz os principais produtos de conta corrente e até o fim do ano contará com plataforma de investimentos

23 de novembro de 2018
14:19 - atualizado às 16:58
Juliana Pentagna Guimarães, diretora executiva do banco BS2
Juliana Guimarães, diretora do BS2, aposta no modelo "open banking" -Imagem: Divulgação/BS2

A minha entrevista com Juliana Pentagna Guimarães foi adiada por duas vezes. Já estávamos no fim da tarde de ontem, bem na hora em que eu escrevo a newsletter que mandamos todas as noites para os leitores do Seu Dinheiro, quando a diretora-executiva do Banco BS2 conseguiu me atender.

O atraso é mais que compreensível. Afinal, foi o primeiro dia de operação em "mar aberto" da conta digital do banco, justamente a pauta da entrevista.

Até o momento da nossa conversa pelo telefone, 1.500 pessoas haviam passado pelo processo de baixar o aplicativo no celular, preencher os dados cadastrais e tirar foto dos documentos e uma "selfie" – os passos necessários para se tornarem correntistas do banco.

Faltavam, portanto, 198.500 contas para o BS2 atingir a meta de chegar aos 200 mil clientes no primeiro ano de operação.

Pode parecer muito, mas a diretora do BS2 está otimista. Digo isso porque o objetivo representa o dobro da projeção inicial que ela própria me deu quando falou pela primeira vez sobre a criação da plataforma digital, em novembro do ano passado.

O projeto levou a uma verdadeira transformação no banco mineiro. Inclusive no nome, que até o ano passado se chamava Bonsucesso. A nova marca faz uma referência à representação do coração (S2) em mensagens na internet. O aplicativo já estava em fase de testes desde julho e agora está disponível para download para o público em geral.

O que o banco oferece?

A plataforma do BS2 oferece hoje os principais produtos de conta corrente, como transferências, pagamentos e saques. O aplicativo também permite a emissão de boletos por pessoas físicas, uma solução que deve agradar aos clientes que são profissionais liberais.

O pacote gratuito permite duas TEDs e quatro saques por mês e uso sem restrições do cartão de débito, com bandeira Visa. Quem quiser serviços ilimitados tem três opções: pagar uma tarifa mensal de R$ 19,90, manter pelo menos R$ 25 mil aplicados ou fazer a portabilidade do salário (de qualquer valor) para o banco.

O aplicativo também contará com uma plataforma de investimentos, que entra no ar até o fim do ano. A ideia é oferecer até 40 produtos na prateleira, que será aberta para produtos de terceiros, inclusive certificados de depósito bancário (CDB) e letras de crédito imobiliário (LCI) e do agronegócio (LCA) de outros bancos. Em janeiro, o banco deve lançar o sistema de negociação de ações (home broker).

O projeto do BS2 prevê ainda o lançamento do cartão de crédito no fim do primeiro trimestre do ano que vem. Mas Juliana diz que o banco quer ser conservador na concessão de crédito.

'Open banking'

Até aí, trata-se de uma oferta não muito diferente de outros bancos digitais. Por isso, a diretora do BS2 aposta que o crescimento da plataforma virá de outra frente: os serviços oferecidos para pessoas jurídicas.

Um dos trunfos para atender as empresas é o modelo de "open banking" adotado pelo banco desde o nascimento. Essa  tecnologia permite que sistemas de terceiros acessem os dados dos clientes, desde que com autorização. Juliana me deu um exemplo de aplicação prática do open banking:

"As empresas poderão oferecer produtos financeiros aos seus clientes com a marca delas, usando a plataforma do BS2", disse.

IPO?

Perguntei a Juliana se o BS2 pretende aproveitar o interesse dos investidores pelas novas empresas de tecnologia financeira, mais conhecidas como "fintechs", para fazer uma oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) do banco.

O Banco Inter abriu o caminho com a oferta realizada em abril deste ano, e o gaúcho Agibank também deve testar em breve as águas da bolsa.

A diretora do BS2 respondeu que o banco ainda vai precisar de tempo para conquistar os clientes e mostrar que tem um modelo consistente de negócios antes de buscar sócios no mercado.

"O IPO é uma consequência, não um projeto", ela disse.

Ou seja, nada de S2 para o mercado, pelo menos por enquanto.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Posição gerou polêmica

Presidente da CCJ da Câmara diz que vai pautar PEC da regra de ouro na quarta-feira

Decisão atropela um entendimento feito entre Maia e a equipe econômica de esperar a proposta do governo para avançar na discussão no Parlamento

Seu Dinheiro na sua noite

A pergunta que não quer calar

Como jornalista, estou acostumado a fazer perguntas, mas de vez em quando me vejo em uma situação em que sou obrigado a respondê-las. Na sexta-feira à noite fui a Santos fazer uma palestra na faculdade onde estudei sobre a profissão e os livros que escrevi, inclusive o primeiro deles – que surgiu do meu trabalho […]

Paralelo à reforma principal

Presidente da comissão especial na Câmara quer votar reforma da Previdência dos militares nesta semana

Na reunião de terça-feira, marcada para as 14h, deve ser iniciada a discussão que antecede a votação

Amigos, amigos...

OCDE diz que Brasil já é um parceiro-chave da OCDE, que já está perto da organização

Diretor para a América Latina na Organização diz que o Brasil se destaca em pesquisas no sentido de competitividade global

vestuário na bolsa

IPO da C&A: começa hoje a reserva de ações da varejista

Faixa de preço dos papéis — que serão negociados sob o código CEAB3 — ficará entre R$ 16,50 e R$ 20,00; montante mínimo a ser solicitado é de R$ 3 mil

Saiu perdendo

Firjan diz que mudança nos royalties pode trazer perda de R$ 30 bilhões em 4 anos ao Rio de Janeiro

O Estado, maior produtor brasileiro de petróleo e gás natural do Brasil (60% do total), perderia R$ 6,4 bilhões por ano

Me segue!

Ex-ministro da Fazenda, Meirelles diz que grande mérito do atual governo é manter diretrizes econômicas de Temer, mas aponta erros

Secretário da Fazenda paulista afirmou que muitos dos pontos da MP da Liberdade Econômica foram traçados durante sua gestão no Ministério da Fazenda

admirável mundo novo

Economia digital vira gargalo para tributação

Na era dos aplicativos de serviços, impressoras 3D, robôs, moedas virtuais e marketplaces, o sistema tributário ficou obsoleto e tem tirado o sono do Fisco

mudança de cenário

Com queda nos juros, busca por crédito tem o maior crescimento em 9 anos

Desde janeiro, o aumento do número de pessoas que buscaram crédito foi de 10,3%, em relação a igual período do ano passado, segundo a Serasa Experian

dia de otimismo

Ações do Banco Inter sobem forte após possível parceria com Uber

No mês, as units ainda acumulam queda de 7%; segundo a Coluna Broadcast, conversas envolveriam a entrega pela empresa brasileira de estrutura para que a Uber possa oferecer serviços bancários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements