Menu
2019-09-07T09:49:19+00:00
Vem aí o "smartcar"

Operadoras de telefonia Vivo e Claro querem deixar carro velho inteligente

Um mês depois de a Claro anunciar uma parceria com a Chevrolet para deixar o Cruze conectado, é a vez de a Telefônica Vivo trazer um produto mais ambicioso ao mercado

7 de setembro de 2019
9:49
Honda carros veículos
Imagem: Shutterstock

Com menos gente conversando pelo telefone - e mais objetos trocando informações e dados entre si -, as operadoras têm buscado prestar serviço em outras áreas. Inclusive nos carros, com a tendência crescente de internet das coisas. Um mês depois de a Claro anunciar uma parceria com a Chevrolet para deixar o Cruze conectado, é a vez de a Telefônica Vivo trazer um produto mais ambicioso ao mercado.

Maior operadora de telefonia móvel no País, a Vivo vai lançar até o fim do mês o serviço que pretende tornar os carros usados mais inteligentes. O dispositivo, que já está disponível na Espanha, poderá ser adquirido por qualquer consumidor, não só clientes da operadora.

Instalado em carros fabricados a partir de 2010, o Vivo Car permitirá compartilhar a conexão para todos os passageiros do veículo. Com um aplicativo instalado no celular, também tornará disponíveis informações em tempo real sobre o automóvel, apontando desde possíveis falhas mecânicas ou elétricas a planejamento de revisões e alertas de segurança ao motorista. Avisará ainda pelo celular dos usuários cadastrados se ele foi ligado, desligado, se ultrapassou a velocidade configurada, uma eventual colisão ou até mesmo se está sendo rebocado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Marcio Fabbris, vice-presidente da Vivo, disse que o novo serviço transformará o carro que não é "smart". "O Vivo Car vai criar uma rede de Wi Fi dentro do carro, se motorista tem de liberar o sinal", diz. Outro recurso será o de gestão do automóvel, além da geolocalização. "Carros nacionais a partir de 2010, com o porta OBD2 (sigla em inglês para On Board Diagnostics, ou diagnóstico de bordo) vão poder ter mais informações, como percurso percorrido, avisos de manutenção e falhas, serviço só disponível hoje em carros top de linha", afirma.

O potencial de avanço neste mercado é grande. Em 2018, a frota de automóveis no Brasil estava em 37,1 milhões de veículos, dos quais 20,7 milhões têm a porta OBD2, segundo relatório do Sindipeças (Sindicato das Indústrias de Autopeças).

Tendência de mercado

Segundo Eduardo Tude, da consultoria Teleco, a tendência é de que as operadoras de telefonia móvel como Vivo e Claro busquem aplicações dentro da internet das coisas para ampliar os seus serviços. "É uma tendência natural", disse. "É comum nos Estados Unidos e está chegando aqui no Brasil."

Segundo Tude, esses serviços devem ser ampliados com a chegada do 5G ao País.

Com o projeto sendo planejado há um ano, a Vivo vai importar os aparelhos (uma espécie de modem) que serão vendidos nas lojas da operadora a partir do mês que vem. O usuário deverá comprá-lo e contratar o serviço da operadora.

Sem preço

A companhia deverá oferecer o serviço como degustação no início, segundo Fabbris. O aparelho que conectará o carro poderá ser parcelado em até 12 vezes e o preço ainda não está sendo divulgado.

A operadora já está conversando com potenciais parceiros para ampliar o portfólio de serviços desse produto com seguradoras e postos de gasolina.

No caso da Claro com o Chevrolet Cruze, será possível navegar na rede de internet móvel 4.5G da operadora, utilizando uma solução já embarcada no veículo, mas são restritos ao modelo. Além de economizar o plano de dados do smartphone da Claro ao acessar a internet no Wi-Fi do carro, a antena externa do carro permite intensidade de sinal até 12 vezes maior em deslocamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Boas novas

Boeing afirma que recebeu 50 pedidos para aeronaves 737 Max

Entre os potenciais compradores estão a Air Astana, que é cazaquistanesa e que teria assinado um acordo de intenção para adquirir 30 jatos. As informações são da Bloomberg

Bye bye!

Bolsonaro assina carta de desfiliação do PSL

Carta abre caminho para que Bolsonaro possa assumir a presidência da sigla que decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil

Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

Próxima fase

CCJ da Câmara aprova a redação final da reforma da Previdência dos militares

Análise do texto manteve o relatório final da comissão especial aprovado no mês passado sob gritos contra o presidente Jair Bolsonaro

Fica pra depois

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

Redação original proposta por Manente encontra resistência entre os deputados da Comissão e líderes partidários

Definindo prioridades

Governo deve qualificar 18 projetos de PPI nesta terça-feira

Será a última reunião do ano do conselho, que escolhe os projetos que passam a ser carteira do programa e prioridade no governo

governo faz as contas

823 mil pessoas já optaram pelo saque aniversário do FGTS, diz secretário

Nessa modalidade, é possível retirar parte do saldo da conta do FGTS conforme mês do seu aniversário, mas o valor na íntegra fica indisponível em caso de demissão

conflito em brasília

Senadores propõem PEC que libera envio de dados ao MP sem aval judicial

Medida é uma reação à decisão do presidente da Corte de paralisar investigações que utilizaram informações do antigo Coaf, da Receita e do Banco Central

Outro tipo de 4 e 20

Vitreo lança fundo de investimento em maconha para investidores do varejo

Trata-se do primeiro produto do tipo no Brasil aberto a qualquer tipo de investidor; aporte inicial mínimo é de R$ 5 mil

O tal do risco de crédito

Rodovias do Tietê não paga investidores e preço de suas debêntures cai a zero

Debenturistas da companhia, em recuperação judicial, tomaram calote e agora têm um papel de preço zero nas mãos; mesmo que haja valor a recuperar, não se sabe quando nem quanto o investidor conseguirá receber

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements