Menu
Marina Gazzoni
Marina Gazzoni
Jornalista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e com MBA em Informação Econômico-Financeira e Mercado de Capitais no Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Foi editora de Economia do G1 e repórter de O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo e do portal IG.
SELEÇÃO SEU DINHEIRO

O que você precisa ler hoje: fundo de cripto, Congresso em 2018 e equipe de Bolsonaro

Separei 5 notícias que vão mexer com o seu bolso nesta quarta-feira

10 de outubro de 2018
8:46 - atualizado às 9:32

Bom dia!

Separei uma seleção de notícias que vão mexer com o seu bolso hoje. Dá uma olhada:

Os fundos de cripto vêm aí

Já pensou em investir em um fundo de bitcoins? Essa é a aposta da BLP Asset, que ao contrário do que você pode pensar, foi fundada por três sócios que já têm histórico no mercado financeiro. E, na verdade, eles já lançaram um fundo parecido no Brasil, mas que só podia ser acessado por investidores profissionais com R$ 10 milhões para investir. Se tudo der certo, esse mínimo deve cair para menos de R$ 10 mil. A Luciana Seabra foi conversar com eles e te conta o porque você tem que ficar de olho nesse investimento.

As reformas que ainda passam este ano

Ainda estamos em outubro, mas grande parte de nossos representantes em Brasília parecem ter decidido tirar umas férias precipitadas. Ontem, faltou quórum no Senado enquanto na Câmara os projetos ficaram intocados. E olha que tem bastante coisa na lista que já dava para resolver este ano: reforma da Previdência, privatização das distribuidoras da Eletrobras, cadastro positivo nas companhias aéreas e o orçamento para o ano que vem. O Eduardo Campos te contar o que pode sair no Congresso até o fim do ano.

A queridinha do mercado

A falta de comunicação interna da campanha de Jair Bolsonaro ganhou um novo capítulo ontem. Isso porque o coordenador da campanha do PSL, Onyx Lorenzoni, disse que não há uma reforma da Previdência - tão esperada pelo mercado - prevista em seu plano de governo. Além disso, Lorenzoni disse que a base não deve se mexer para tentar aprovar a proposta de reforma proposta pelo atual governo Michel Temer. Os programas de Bolsonaro, segundo ele, serão desenvolvidos apenas no ano que vem, quando o partido já espera estar no poder.

Quem vai para o BC?

O nome ainda é mantido “na gaveta” pelo ministro da economia de Bolsonaro, Paulo Guedes. Em entrevista à TV Bandeirantes ontem, o presidenciável também defendeu a privatização das estatais que dão prejuízo, mas não todas. A geração de energia, por exemplo, deveria ficar de fora. Bolsonaro também acenou que há “um miolo” na Petrobras para o capital privado e tocou na ferida da reforma da Previdência. 

Faltou um tom liberal

 Bolsonaro foi cauteloso em seu discurso “reformista” durante entrevista na Band. Hoje, sua fala pode ter impacto no mercado, que esperava um tom mais liberal. Julia Wiltgen te conta o que esperar dos mercados nesta quarta-feira.

*Com Luis Ottoni e Fernando Pivetti

Gostou do que eu separei para você? Deixe sua opinião no espaço de comentários.

Ótima quarta-feira!

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu