Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
2019-10-14T14:31:24+00:00
TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

O banco que ainda não nasceu e rendeu 300% neste ano

26 de junho de 2019
11:20 - atualizado às 14:31
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Eu já ganhei dinheiro com o Banco Pan. Antes que você pense que eu feri o código de ética do Seu Dinheiro e surfei na megaonda de valorização das ações neste ano, saiba que não é nada disso. Foi muito antes desta maré positiva. Aliás, o mar estava bem agitado na ocasião. Na verdade, eu lucrei com a desgraça do banco nos tempos em que ele ainda se chamava Panamericano e pertencia ao apresentador Silvio Santos.

Eu procurava um apartamento para comprar em 2010. Achava - e estava certa - que o mercado imobiliário viveria um boom nos anos seguintes. Eis que encontro um lançamento da Sisan, a construtora do grupo Silvio Santos. O empreendimento foi lançado em dezembro, um mês após a divulgação de uma fraude bilionária no banco Panamericano.

Lembro dos corretores gastando toda a sua lábia no estande de vendas para convencer os clientes de que nada iria acontecer com a construtora - e consequentemente com o seu imóvel - se o banco quebrasse. Era uma pergunta recorrente. A memória do brasileiro ainda guarda o trauma da Encol, construtora que quebrou no fim dos anos 90, deixou uma série de prédios inacabados e milhares de pessoas no prejuízo.

Eu já estudava o mercado na época e sabia que a legislação mudou justamente para impedir que casos como o da Encol se repetissem. Com a lei do patrimônio de afetação, cada edifício é uma “empresa” separada e o saldo na sua conta não pode ser usado para outros fins que não a sua própria obra. Mas nem todo mundo entendia isso... O medo falou mais alto. Para o imóvel não encalhar, a construtora deu desconto - e eu comprei barato. Vendi o apartamento depois de pronto, com um bom lucro.

O banco Pan seguiu seu rumo sob nova direção. Controlado pela Caixa Econômica e pelo BTG Pactual, a instituição arrumou a casa e deixou para trás o passado turbulento. Recentemente ganhou os holofotes com a divulgação de um plano de criar um banco digital, voltado para as classes C, D e E. A notícia trouxe um burburinho no mercado - as ações do banco chegaram a se valorizar quase 300% só neste ano.

O Vinícius Pinheiro conversou com exclusividade com o presidente do Banco Pan, Luiz Francisco Monteiro, para saber todos os detalhes sobre esse projeto. A estimativa inicial é de conquistar 1 milhão de clientes em um ano. Mas não é que Monteiro acha pouco e pretende revisar os números para cima? Confira todos os detalhes.

Luiz Francisco Monteiro, presidente do Banco Pan
Luiz Francisco Monteiro, presidente do Banco Pan - Imagem: Leo Martins/Seu Dinheiro

Cofre cheio

A Caixa, enfim, se desfez da participação que detinha na Petrobras. Embolsou R$ 7,3 bilhões com a oferta. É um dinheiro a mais para o banco, que decidiu pôr em prática o plano de venda de ativos que não compõem sua atividade principal. Em fevereiro, a Caixa levantou mais R$ 2,5 bilhões com a venda de ações da resseguradora IRB.

Está barato?

Bradesco decidiu seguir os passos do Itaú e também vai investir em si mesmo. O bancão anunciou a renovação de seu programa de recompra de papéis, que pode englobar até 15 milhões de ações. A mensagem do banco é de que os papéis estão baratos e esse pode ser um bom momento para a compra. Confira os valores e detalhes sobre a operação.

Lula preso

Ao menos por enquanto, o mercado respira aliviado com a decisão da segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) em manter o ex-presidente Lula preso. O assunto chegou a azedar o humor dos investidores ontem, mas a maioria dos ministros acabou rejeitando a possibilidade de manter Lula em liberdade até a conclusão do julgamento sobre a conduta do ex-juiz federal Sergio Moro, que deve acontecer em agosto. A defesa acusa o atual ministro da Justiça de parcialidade após uma série de mensagens vazadas publicadas pelo site The Intercept.

Matemática da corrupção

Não teve jeito: Eike Batista não escapou e foi condenado em mais dois processos na Comissão de Valores Imobiliários (CVM). As penas somam multas de R$ 550 mil. O montante só engorda a conta que Eike tem a pagar. Desde 2015, o ex-bilionário foi condenado a pagar mais de R$ 558 milhões. Entenda o caso.

Para onde vai o seu dinheiro?

Muita gente não gosta de falar de morte. Mas em alguns casos esse é um assunto mais do que necessário, sobretudo quando falamos de investimentos. Afinal, já pensou o que vai ser do seu patrimônio depois que você partir? Provavelmente você planeja dar uma vida tranquila para sua família. Só que apenas bons rendimentos podem não ser suficiente. A colunista Luciana Seabra convidou a Mariana Oiticica, chefe de planejamento patrimonial do BTG Pactual, para falar sobre as ciladas a evitar quando o assunto é patrimônio. Aperte o play e ouça mais uma edição do Podcast Sardinhas.

Prepare seu paraquedas…

...porque o tombo pode ser grande. Pelo menos é o que aponta o mais novo vídeo do colunista Fausto Botelho com relação ao desempenho das bolsas brasileira e de Nova York. Ele preparou para você uma análise gráfica especial sobre a conjuntura dos dois principais índices desses mercados e mostra os motivos pelos quais ele espera um forte tombo nos próximos meses. Ele também destaca as ações que você deve buscar ou evitar se quiser se proteger do tsunami que ele está enxergando. Confira!

A Bula do Mercado: sensibilidade ao cenário político

O dia ontem foi agitado para os lados de Brasília e os ruídos que chegam do Congresso devem continuar no centro das atenções do mercado hoje. Há expectativas para o andamento do parecer da reforma da Previdência. O tema divide os deputados e a votação, que deve acontecer ainda nesta semana, pode ser adiada em até dois dias, apertando ainda mais o cronograma para a aprovação da pauta.

Ontem também foi dia dos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos ajustarem as expectativas dos investidores, que já estavam antecipando um ciclo intenso de corte de juros para julho. O Copom e o Fed adotaram uma postura mais conservadora e deixaram claro que novos cortes dependem de uma série de fatores.

A guerra comercial entre China e EUA continua a trazer incerteza. O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, disse que o acordo está 90% completo, mas a dúvida permanece diante de relatos de que Trump não fará concessões.

Ontem, o Ibovespa fechou o dia em forte queda de 1,93%, aos 100.092,95 pontos. O dólar encerrou a sessão com alta de 0,65%, a R$ 3,8520. Consulte a Bula do Mercado para saber o que esperar de bolsa e dólar hoje.

Um grande abraço e ótima quarta-feira!

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ações para uma vida

Conheça os 5 maiores investimentos da carteira do bilionário Warren Buffett

Em junho deste ano, a holding de Warren Buffett detinha na carteira ações de 47 companhias. Mas cinco delas representavam 69% do total em valor de mercado. Confira quais são as queridinhas do “oráculo de Omaha”

QUER GANHAR DINHEIRO?

5 estratégias para lucrar na bolsa olhando apenas os gráficos

Quem souber interpretar esses movimentos pode ter insights valiosos sobre a tendência de preços.

Impasse sem fim

Hoje não? Hoje sim. Parlamento britânico volta a adiar votação sobre acordo do Brexit

Foi um duro golpe para primeiro-ministro Boris Johnson, que poderá se ver obrigado a pedir à União Europeia o adiamento da saída do Reino Unido

Sócios na bolsa

Banco do Brasil atrai mais de R$ 7 bilhões em recursos de pessoas físicas em oferta de ações

Uma parcela de 30% da emissão do Banco do Brasil foi destinada ao varejo, embora a demanda fosse suficiente para cobrir o total da oferta, de R$ 5,8 bilhões

O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Um novo modelo para o concurso público

Durante um bom tempo, se você digitasse “Banco do Brasil” no Google, a primeira palavra sugerida para a busca seria “concurso”. Ainda hoje o termo aparece bem à frente nas pesquisas do site do que “investimentos”, por exemplo. A estabilidade de uma carreira no serviço público continua sendo a aspiração de muita gente, ainda mais […]

Governança corporativa

Após vender Via Varejo, GPA dá novo passo para migrar ações ao Novo Mercado da B3

Pão de Açúcar publicou o primeiro aviso da oferta pública de aquisição (OPA) da Almacenes Éxito, que possui ações listadas na Colômbia, dentro da reestruturação das operações do grupo francês Casino na América Latina

Maquininhas de cartão

Luz verde! UBS inicia cobertura de ações da Stone com recomendação de compra

O preço-alvo para as ações da Stone, que são negociadas na Nasdaq, foi definido em US$ 42, o que representa um potencial de alta da ordem de 23%

Briga política

Bolsonaro quer processar deputado que o chamou de ‘vagabundo’

Em áudio vazado de uma reunião interna da legenda, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, também disse que vai “implodir” o presidente Jair Bolsonaro

Smartphone

Com iPhone 11 mais barato, Apple volta a atrair fila de lançamento

Preços do iPhone 11 ainda são salgados e variam entre R$ 5 mil e R$ 9,6 mil, mas estão um pouco abaixo de 2018, quando a Apple lançou o modelo XR por pelo menos R$ 5,2 mil

Sopa de letrinhas

Entenda como funciona o rating, a nota de crédito dos países e das empresas

A avaliação sobre a capacidade financeira de países e empresas de uma maneira padronizada serve para que os investidores conheçam o nível de risco a que estão se expondo na hora de comprar títulos de dívida. Eu conto para você o conceito que está por trás dessas notas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements