Menu
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Reformas

MP contra fraudes na Previdência sai até segunda-feira

Secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse que economia ficará na casa dos bilhões. Ontem, Paulo Guedes tinha falado que medida resultaria em ganho de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões

9 de janeiro de 2019
16:24
Deputado Rogério Marinho - Imagem: PSDB/Divulgação

O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, afirmou que a medida provisória (MP) voltada ao combate a fraudes no sistema previdenciário deve ser assinada até a segunda-feira pelo presidente Jair Bolsonaro.

Marinho falou após participa de reunião no Palácio do Planalto e disse que a economia trazida pela MP será “bastante razoável” e que vai ajudar no esforço fiscal do governo. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também participou do encontro.

Ontem, Guedes disse a economia prevista ficaria entre R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões. Questionado sobre esses valores, Marinho disse que os números estão sendo finalizados, mas que o impacto poder ser na casa dos bilhões.

Os detalhes da MP, segundo Marinho, só serão apresentados após a sanção do presidente, mas a MP trará medidas de combate a fraudes, aperfeiçoamento na concessão de benefícios, um bônus para que os servidores do INSS fiquem em seus postos, revisão do auxílio-reclusão e maior segurança jurídica para as ações tomadas pelo próprio INSS, que por vezes esbarram em revisões feitas pelo Judiciário.

Ainda de acordo com Marinho, a MP atende a uma preocupação da sociedade, do país e do próprio governo “de fazer seu dever de casa antes de fazer a reforma da Previdência”.

Marinho falou da necessidade de realização de mutirões contra ilegalidades, lembrando que o próprio Tribunal de Contas da União (TCU) já teria diagnosticado incidência de 16% a 30% de fraudes nem benefícios.

Questionado se as novas regras poderiam representar algum tipo de injustiça, Marinho afirmou que a fraude é uma injustiça, pois esses ilícitos recaem sobre o conjunto da sociedade.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Nada animador

Tesla derrete na bolsa de Nova York após anunciar corte de 7% no quadro de funcionários

Após o anúncio feito pelo CEO da empresa, Elon Musk, através de um email, os papéis da montadora registravam queda de 12% na Nasdaq

Caso Queiroz de volta?

Marco Aurélio Mello dá sinais de que vai rejeitar a suspensão das investigações envolvendo Flávio Bolsonaro

Ministro do STF disse que a “lei vale para todos” e lembrou que, em casos semelhantes, negou seguimento aos processos

Indo pro mercado

Governo de São Paulo anuncia que fundo imobiliário do Estado sairá em março

Segundo o governador João Doria, comercialização do fundo terá início em março deste ano

Nova fase da petroleira

Petrobras anuncia enterro de empréstimos feitos junto aos bancos públicos

Presidente da estatal, Roberto Castello Branco, disse que a petroleira não pegará mais dinheiro com BNDES e Banco do Brasil

Testando a equipe

Por que Davos será decisivo para Bolsonaro?

Sem a presença de Trump, Macron, Macri e Xi Jinping, presidente brasileiro terá um espaço privilegiado no evento

Estreia do novo governo

Discurso de Bolsonaro em Davos defenderá reformas e pilares do liberalismo de Guedes

Apesar do rascunho do discurso já estar pronto, a versão final só deve sair após uma ajudinha de Paulo Guedes

Seu mentor de investimentos

O que você precisa de fato entender na hora de investir seu dinheiro

Nos mercados mundo afora, pouco importa se você é um expert da tecnologia ou das commodities. Na hora H, o que vale mesmo é saber de preço

Ministro da Casa Civil

Para Onyx, família Bolsonaro é vítima de tentativa de desgaste

Vice-presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, atendeu a um pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e determinou a suspensão da investigação sobre movimentações de Queiroz

Tá ruim? Injeta dinheiro que melhora!

Mercado azedou? A bolsa caiu? Chama o Fed!

Mudança de discurso do Banco Central americano explica boa parte desse rali das bolsas de valores neste começo de 2019. A questão é: isso vai durar?

Impactou nos papéis

Copel e Sanepar não devem ser vendidas, diz governador do Paraná

Ratinho Júnior sugeriu que as empresas poderiam seguir o exemplo da Compagas, que já conta com uma parceria com grupos privados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu