Menu
Márcio Anaya
Bon Vivant
Márcio Anaya
2019-03-19T15:26:47+00:00
Bon Vivant

Um super iate a caminho do Brasil: 350 m² com 5 suítes de luxo em alto mar

Grande 27 Metri, da grife italiana Azimut, tem 27 metros de comprimento e começará a ser produzido no Brasil em cerca de dois meses. Conheça as novidades no segmento.

16 de março de 2019
5:00 - atualizado às 15:26
Megaiate de 27 metros, com preço a partir de R 40 milhões, é a principal aposta da marca italiana Azimut
Megaiate de 27 metros, com preço a partir de R 40 milhões, é a principal aposta da marca italiana Azimut - Imagem: Divulgação

O ciclo de desenvolvimento e produção de barcos de luxo é longo, então não é sempre que os clientes têm à disposição modelos novos ou grandes mudanças tecnológicas e de design. Os últimos anos, porém, foram ricos em lançamentos e em breve haverá um megaiate disponível no Brasil.

Davide Breviglieri, CEO da Azimut Yachts, conta que a aposta do momento é o “Grande 27 Metri”, considerado um dos maiores sucessos da marca no mundo e cuja produção nacional terá início em cerca de dois meses – com a primeira entrega prevista para o verão de 2020.

A nova embarcação foi apresentada a clientes internacionais em meados de fevereiro, durante um evento especializado em Miami (EUA). O modelo tem cerca de 350 m² de área, até cinco suítes e sistema elétrico de navegação, que se adapta ao perfil do comandante e às condições do mar. Sobretudo em função do tamanho, permite um leque extenso de configurações e decoração, incluindo a já tradicional jacuzzi que adorna iates do tipo, diz o executivo.

“Nesse universo, todos os clientes gostam de imprimir uma identidade a seus barcos”, afirma Breviglieri. Segundo ele, o Azimut de 27 metros tem custo inicial na casa de R$ 40 milhões, leva até 20 pessoas “com total conforto” e tem a assinatura do arquiteto italiano Achille Salvagni, especialista em design de interiores.

Outro destaque é o Azimut 62,  que estará na edição deste ano do famoso evento náutico realizado na Marina da Glória do Rio de Janeiro, no fim de abril. Trata-se de um iate de quase 19 metros, lançado no fim do ano passado e que custa cerca de R$ 9 milhões, dependendo das configurações escolhidas.

Novo iate da Azimut tem cerca de 350 m² de área, até cinco suítes e sistema de navegação que se adapta às condições do mar - Imagem: Divulgação

Conforme a fabricante, o modelo tem três suítes, mais de 150 m² de área útil, lounges externos privativos com layouts ao gosto do cliente e móveis exclusivos, feitos por artesãos italianos, também sob os cuidados de Salvagni. Outro diferencial citado são as janelas que contornam as laterais da embarcação do chão ao teto, oferecendo uma visão panorâmica do exterior.

Até agora, já foram contabilizadas 15 encomendas do Azimut 62 somente para o mercado brasileiro.

'Made in Brazil'

O grupo italiano, líder global no ramo, tem uma fábrica em Itajaí (SC) desde 2010, sua única unidade fora do continente europeu. Pelos dados da empresa, houve um aumento de 20% em valor de produção e vendas no Brasil no último ano náutico, entre setembro de 2017 e 2018, ante igual período comparativo. No mesmo intervalo, a produção global atingiu 850 milhões de euros, com alta de mais de 15%.

Entre os famosos que possuem iates da grife está o empresário Roberto Justus, cuja paixão por navegação é declarada. Ele inclusive acaba de encomendar uma nova embarcação da Azimut, cujos detalhes são mantidos em sigilo, mas sabe-se que será maior que a atual.

Em termos de tecnologia, o controle de navegação por joystick é uma das atrações de outra marca instalada no Sul do país, a Schaefer, conhecida por inovações em barcos de lazer. A empresa foi a pioneira na construção de churrasqueiras na plataforma que existe na parte de trás do barco, lembra o gerente de marketing da empresa, Rodrigo Loureiro. “Antigamente, era uma área não muito valorizada na embarcação.”

Vista do ‘flybridge’ (pavimento superior) do iate 27Metri da Azimut, cuja produção no Brasil terá início em cerca de dois meses - Imagem: Divulgação

O “controle de vídeo game” pode ser encontrado no modelo 580, que tem ainda como característica um balcão retrátil na lateral, novidade anunciada no ano passado. Trata-se de um espaço extra para circulação de pessoas, podendo também acomodar mesa e cadeiras.

O diferencial para controle de manobras integra também a estrela atual do portfólio da Schaefer, o iate de 25 metros, cuja primeira entrega foi feita no fim de 2018. Loureiro explica que o barco representa uma releitura do tradicional 830, que está passando por alguns ajustes e terá uma versão com espaços internos maiores, desenhada especialmente para cadeirantes.

Loureiro não revela preços nem clientes famosos da Schaefer, mas a coluna apurou com fontes que a lista incluiu o apresentador Luciano Huck e o piloto Felipe Massa.

Festa restrita

Para quem deseja iates de luxo um pouco menores, uma das novidades no mercado é o 52 Fly da Triton Yachts, com 15,6 metros de comprimento, três andares e igual número de cabines – sendo uma suíte máster, no convés inferior, com janelas de vidro que contornam toda a embarcação. De acordo com a fabricante, o “flybridge” (pavimento superior) é equipado com sofás e espaço com pia e geladeira, além de um segundo posto de comando. A proa (parte frontal) tem assentos retráteis, para banhos de sol e relaxamento.

Como é praxe nesse segmento, há diversas opções de customização. Na popa (traseira) do 52 Fly é possível optar por uma área gourmet, com churrasqueira elétrica ou a carvão, além de pia e mesa para refeições. O cliente pode escolher ainda a pintura, decoração, tecidos e equipamentos, incluindo dois tipos de motores. O valor final pode variar conforme as escolhas, mas o preço de partida é de R$ 2,5 milhões.

Até agora, já foram contabilizadas 15 encomendas do Azimut 62 somente para o mercado brasileiro - Imagem: Divulgação
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Crypto news

Volátil, mas rentável. As surpresas positivas de quem investe no mundo das criptomoedas

Ao contrário do que pensa uma boa parte dos investidores, não podemos propagar a falácia de que o mercado cripto é um mercado perdedor. Por exemplo, no ano, mais de 63 criptoativos subiram mais do que o Ibovespa

EXCLUSIVO PREMIUM

O rei das emergências: os melhores fundos para a sua reserva de curto prazo

Conheça os três fundos DI que não possuem taxa de administração e saiba até quando é mais interessante investir nesses tipos de fundo ou no Tesouro Selic

Quando o dinheiro morre

O novo paradigma de Ray Dalio e um apelo para a compra de ouro

Gestor da Bridgewater compartilha sua avaliação sobre como a atuação dos BCs, juros negativos e endividamento crescente vão mudar a cara do mercado

Entrevista

Fuja da bolsa americana e compre ouro, diz analista da Crescat

Otavio Costa é um brasileiro que trabalha no mercado americano e se soma à corrente que acredita em recessão nos EUA e problemas de crédito na China. Cenário que faz do ouro a melhor opção no momento

Roupa nova

Banco Inter dará início às negociações com units na bolsa na sexta-feira

Os certificados de ações terão o código BIDI11 e representam duas ações preferenciais (PN) e uma ordinária (ON) do Banco Inter, que também vai aderir ao Nível 2 de governança da bolsa e estuda captar R$ 1 bilhão em uma oferta de ações

Vai uma carona aí?

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Ainda sobre Eduardo

Para Mourão, indicação de Eduardo para embaixada nos EUA está dentro do padrão

“Dentro das regras da escolha para quem não é da carreira diplomática, ele está dentro do padrão. É uma decisão do presidente. Decisão a gente não discute”, disse.

Fracasso de crítica

A base de assinantes da Netflix cresceu menos que o esperado — e o mercado reagiu mal

Os resultados trimestrais da Netflix decepcionaram o mercado, em especial os números de expansão de novos usuários. Como resultado, as ações despencaram no after market de Nova York

Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements