Menu
2019-05-09T06:57:58+00:00
desidratação?

Manteremos impacto fiscal e espinha dorsal da reforma da Previdência, diz Marinho

Secretário especial da Previdência e Trabalho citou a pesquisa da CNI divulgada nesta quarta-feira, 8, que mostra que 59% dos brasileiros acreditam na necessidade da reforma da Previdência

9 de maio de 2019
6:55 - atualizado às 6:57
Secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho
Secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse após a audiência na comissão especial que espera um aperfeiçoamento do texto da reforma da Previdência "para melhor". "Manteremos o impacto fiscal e a espinha dorsal da reforma", avaliou.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Ele citou a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada nesta quarta-feira, 8, que mostra que 59% dos brasileiros acreditam na necessidade da reforma da Previdência. "A pesquisa sobre a reforma demonstra a força da ideia", disse.

O secretário admitiu que a comunicação do governo ainda não desamarrou da maneira esperada, mas disse que o governo está ajustando os próximos passos. Amanhã, a equipe da Previdência tem um café da manhã com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto Santos Cruz, que cuida da comunicação. Ele disse ainda que está havendo uma "campanha espontânea" da população em prol da reforma.

Marinho afirmou que as discussões estão no início e que a comissão ainda vai debater pontos técnicos da reforma da Previdência, inclusive sobre a permanência ou não dos Estados e municípios entre os abrangidos pelas novas regras.

O secretário também avaliou que a reunião de hoje foi "tranquila", com diferentes pontos de vista dos parlamentares. No fim da audiência, porém, ele fez uma "advertência suave" a deputados que acusaram o ministro da Economia, Paulo Guedes, de mentir sobre dados. "Como parlamentar, nunca ouvi chamar ministro de mentiroso. Podemos discordar, mas não chamar de mentiroso", ponderou.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Bandeira branca no radar?

EUA devem estender licença da chinesa Huawei para atender clientes do país

Movimento dos EUA pode ser visto como positivo para o fim da guerra comercial com a China já que a companhia foi um dos focos de tensões entre os gigantes

Governador de Minas

‘Governo entra em pautas minúsculas’, avalia Romeu Zema

Em entrevista, governador de MG nega que esteja sendo “tutelado” pelo partido Novo e avaliou que o presidente Jair Bolsonaro deveria “focar em coisas maiores, grandiosas”

Corrida contra o tempo

Tarifa de importação do Mercosul pode cair já em 2020

Com receio de que o grupo político da ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner volte ao poder, o governo brasileiro tem pressa

Agora vai?

Governo enviará ao Congresso na próxima semana projeto para destravar privatização da Eletrobras

Proposta deve conter os mesmos itens que estavam na Medida Provisória 879, que não foi votada pela Câmara

Olha quem apareceu

Rede de varejo Le Biscuit, da Vinci Partners, estreia no comércio online

Entrada da empresa no mundo online ocorrerá em etapas e segue uma tendência mundial

Olha a oportunidade aí

Movimentos para ofertas de ações no 2º semestre aceleram

Reuniões com os bancos de investimento se intensificam e companhias começam a fechar acordos para levar as ofertas adiante

Eita!

Chefes da Receita Federal ameaçam entrega de cargos por interferência política

De acordo com apuração, seis subsecretários do órgão estão fechados nessa posição

À beira do abismo

Sob pressão financeira, Oi procura bancos para encontrar saída

Operadora precisa levantar R$ 2,5 bilhões, mas ainda não tem ideia de como fará essa captação de recursos

Batalha contra a desaceleração

China divulga reforma de juros para reduzir custo de financiamento de empresas

Movimento anunciado deve reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as companhias do país

Entrevista

Criador da CVM diz que mercado brasileiro não precisa de mais regulação

Para Roberto Teixeira da Costa, momento é de libertar a capacidade criativa das pessoas; em entrevista ao Seu Dinheiro, ele fala sobre mercado de capitais, economia brasileira e a figura do analista de investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements