Menu
2019-09-04T17:32:41+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Leilão surpresa de dólar à vista do BC ficou na casa dos US$ 560 milhões

Estimativa para operação feita no dia 27 de agosto parte de dados do BC sobre as reservas internacionais

4 de setembro de 2019
17:32
pá-de-dolares
Imagem: Shutterstock

No dia 27 de agosto, uma terça-feira, o Banco Central (BC) fez um leilão de venda de dólar à vista sem aviso prévio no mercado de câmbio, depois que o dólar ameaçou bater os R$ 4,20 em meio a uma aguda piora nos mercados. O BC não divulga os montantes dessas operações de imediato, mas é possível estimar que ela tenha ficado na casa dos US$ 560 milhões.

A conta levou uma semana para ser feita, pois ela só possível com a divulgação dos dados sobre o mercado cambial, que são atualizados toda a quarta-feira com os números referentes à semana anterior (prazo de liquidação do câmbio à vista é D+2).

Para chegar nesses US$ 560 milhões, olhamos nos dados do BC na tabela “Reservas Internacionais", e vemos que no dia 29 tivemos intervenções à vista de US$ 1,110 bilhão. No entanto, sabemos de antemão que naquele dia o BC tinha liquidado uma rolagem US$ 550 milhões no mercado à vista. Note que estamos olhando a posição do dia 29 e não do dia 27, dia do leilão surpresa, por causa da liquidação em D+2 das operações à vista.

O link para essa tabela está aqui. Procure pelo Capítulo V tabela 27.

Na unha

Há outra forma de estimar o montante à vista de atuação, considerando o fluxo cambial, a posição dos bancos e a atuação do BC no mercado. É uma conta mais imprecisa, mas serve para dar a ordem de grandeza da operação quando não tivermos todos os dados atualizados.

Partimos do princípio que o mercado à vista é um “sistema fechado”, o que sai de um lado entra do outro e os agentes aqui são os bancos e o BC. Vamos aos números.

Na passagem de julho para agosto, a posição vendida dos bancos no mercado à vista subiu de US$ 27,739 bilhões para US$ 28,691 bilhões.

Olhando o fluxo cambial, fechamos agosto com uma saída líquida de US$ 4,317 bilhões. Em tese, a posição dos bancos teria de ter subido nesse mesmo montante, pois eles são os provedores de liquidez do mercado.

Mas desde o dia 21 de agosto, o BC vinha atuado no mercado à vista, trocando swaps por dólares, em operações que totalizaram US$ 2,9 bilhões. Então, considerando a variação da posição vendida dos bancos, atuações do BC e o fluxo, teríamos um “buraco” de cerca de US$ 400 milhões, que pode ser visto como a atuação surpresa do BC. A diferença dessa estimativa com os dados da tabela pode ser atribuída aos distintos sistemas de registros para operações cambiais e com reservas.

Quer entender a diferença entre leilão à vista, swap, swap reverso e linha? Veja esse texto aqui.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Será que cai mais?

Na contramão do mercado, Itaú mantém projeção para Selic em 5,0% no fim do ano

Segundo relatório da instituição, o banco seguirá observando os dados para a inflação e a taxa de câmbio do Banco Central para decidir por uma nova reavaliação

'impacto nulo'

Relator da reforma da Previdência apresenta novo parecer e acata apenas uma das 77 emendas

Emenda acatada retira do texto ponto que obrigava os servidores que entraram antes de 2003 a contribuírem por 35 anos, no caso dos homens, e 30 das mulheres, para ter direito à totalidade de gratificação por desempenho

Startup

Airbnb quer se hospedar na bolsa e anuncia planos para oferta de ações em 2020

Empresa que conecta usuários interessados em alugar apartamentos ou quartos por temporada com os proprietários foi avaliada em mais de US$ 30 bilhões

Negócio fechado

Superintendência do Cade aprova operação entre Allianz e Sul América Seguros

De acordo com informações do parecer, para a realização da operação, o negócio-alvo da Salic será transferido para a Sapi, que será adquirida pela Allianz Seguros e a Sasp será adquirida pela Allianz do Brasil Participações Ltda

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Giro dos BCs

Banco da Inglaterra decide manter taxa básica de juros em 0,75% ao ano

Inflação medida pelo índice de preços ao consumidor (CPI), que desacelerou para 1,7% anual em agosto, deve permanecer ligeiramente abaixo da meta de 2% no curto prazo, espera o BoE

Day after

Ibovespa sobe aos 105 mil pontos após decisões do Copom e do Fed; dólar avança

O Ibovespa reage positivamente às indicações do Copom, chegando a tocar o nível dos 106 mil pontos na máxima. O dólar à vista, por outro lado, segue pressionado e é negociado a R$ 4,14

Novidade na área

Toyota anuncia investimento de R$ 1 bi em fábrica de SP para produzir novo carro

Na unidade já são produzidos os modelos Etios e Yaris. Detalhes sobre o novo carro e a data de lançamento não foram divulgados

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

E a Magalu? Quem pegou, pegou, pegou…

Se tem uma empresa que fez a alegria dos seus investidores nos últimos anos foi o Magazine Luiza. Em 2015, o valor de mercado da varejista foi abaixo de R$ 200 milhões, um valor pífio comparado ao atual, acima de R$ 50 bilhões. Quem comprou os papéis do Magalu teve bons motivos para sorrir. Também se […]

Crise no Oriente Médio

Arábia Saudita procura importar petróleo para manter exportações, dizem fontes

De acordo com fontes, o país também consultou o Iraque sobre o possível fornecimento de até 20 milhões de barris de petróleo bruto para manter suas refinarias abastecidas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements