Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
Seu Dinheiro na sua noite

Leia antes da macarronada do domingo

Cade ganha os holofotes com a aprovação do negócio entre Correios e Azul e o pedido de explicações à XP sobre venda para o Itaú

13 de fevereiro de 2019
20:03
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Que atire a primeira almôndega do almoço de domingo com a família quem não se meteu em discussões sobre política nesses últimos anos de polarização. Lá em casa não foi diferente, ainda que as divergências muitas vezes tenham ocorrido mais na forma do que no conteúdo.

Veja o caso da minha irmã. Funcionária pública concursada praticamente desde que ingressou no mercado de trabalho, ela acompanha com certa apreensão as discussões em torno da reforma da Previdência.

Não que ela esteja no grupo dos que negam a existência de déficit no sistema de aposentadorias e pensões como quem diz que a terra é plana. Mas ela defende que tomou suas decisões de vida, como trocar o dinheiro do fundo de garantia pela estabilidade do serviço público, tendo como base a perspectiva de aposentadoria com as regras atuais.

É claro que eu entendo o ponto de vista dela, mas o que eu tento explicar é que, se as regras não mudarem, provavelmente não haverá dinheiro para pagar a aposentadoria dela no futuro. Aliás, para pagar os benefícios hoje o governo já precisa se endividar - e muito. E isso tem relação direta com os seus investimentos.

A reforma da Previdência mexe não só com o futuro, mas também - e principalmente - com o nosso presente. A votação esperada no Congresso para os próximos meses afeta o dinheiro que você tem na bolsa, CDB, Tesouro Dinheiro ou até no colchão! Sim, porque se não tivermos reforma, o dragão da inflação pode voltar a cuspir fogo.

Se você quiser saber todos os impactos da reforma para as suas aplicações, eu recomendo muito este vídeo que a Julia Wiltgen preparou. Assista, curta nossa página no YouTube e compartilhe no grupo da família do WhatsApp!

Dia 44 de Bolsonaro - "Voltando para casa"

Depois de 18 dias internado em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro está de volta a Brasília. A rotina de trabalho deve ser retomada aos poucos, mas urge uma definição sobre o... (leia mais)

Na mira do Cade

A venda da participação de 49,9% da XP Investimentos para o Itaú Unibanco em um sistema financeiro altamente concentrado sempre preocupou o Cade, o órgão de defesa da concorrência. Tanto que o negócio só foi aprovado depois de um acordo firmado com o banco e com a corretora. Só que o cumprimento desse acordo foi questionado por uma denúncia anônima e outra feita pelo BTG Pactual, que trava com a XP uma batalha feroz no mercado de plataformas de investimento. A Procuradoria do Cade resolveu agora pedir explicações à corretora, como eu te conto em detalhes nesta matéria. Eu recomendo também a leitura da coluna da Luciana Seabra, que fala sobre as consequências dessa briga para você.

Azul da cor dos Correios

Falando em grandes negócios, faltava só o aval do xerife da concorrência para que um acordo de peso fosse fechado entre os Correios e a Azul. E ele veio nesta quarta-feira: o tribunal do Cade aprovou a criação de um negócio de logística e transporte de cargas entre as duas empresas, e ele já nasceu com uma meta clara: ser a melhor plataforma para o comércio eletrônico do país e movimentar 100 mil toneladas de carga por ano. Em tempos de Amazon investindo pesado no Brasil, esse esquema tem tudo para movimentar o mercado.

Bolsa sem bússola

Foi difícil acompanhar o sobe e desce da bolsa nesta quarta-feira. Os investidores se deixaram levar por várias notícias ao longo do dia, tanto positivas como negativas, o que acabou deixando o Ibovespa sem um rumo definido. Falas vindas de Brasília, as novidades de Trump sobre a guerra com a China e até os dados de inflação nos Estados Unidos ajudaram a apimentar o pregão de hoje. O dólar, porém, só teve uma direção durante todo o dia: alta. Saiba por que na nossa cobertura de mercados.

Que o bitcoin esteja com você?

Paciência, força e a busca pela sabedoria estiveram presentes em todas as grandes falas do mestre Yoda, o guru de Star Wars. E se eu te dissesse que todo esse discurso se aplica ao mundo das criptomoedas? Quem disse isso não foi o Yoda, mas sim o nosso guru de cripto, André Franco. Na coluna de hoje ele explica esse paralelo maluco entre a história das moedas virtuais com os pensamentos do mestre.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Com governo em crise

“Estamos determinados a mudar o rumo do país”, diz Bolsonaro no Twitter

Segundo presidente, o governo está fiscalizando recursos, diminuindo gastos, propondo endurecimento penal e a reforma da Previdência

Crise no governo

Magoado, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro

A interlocutores, Bebianno tem deixado clara sua mágoa com a atitude do vereador do Rio de Janeiro que tentou lhe cunhar a pecha de mentiroso

No Twitter

Trump diz que fará reuniões e ligações importantes sobre acordo comercial com a China

Na última sexta-feira, Trump comunicou que americanos e chineses estariam “muito próximos” de um “acordo muito bom”

Entrevista

“Sem investimentos será difícil continuar”, diz presidente da GM no Brasil

Segundo Carlos Zarlenga, negociações com funcionários, fornecedores, concessionários e governos para atrair novos projetos estão dando certo

Reformar é preciso

Guedes vence primeira batalha da Previdência, mas guerra será longa

Força da reforma parcialmente apresentada está no tempo de transição de 12 anos, mais curto que o previsto no texto enviado por Michel Temer

Bon Vivant

Hospedagem com tons de realeza: conheça os mimos dos hotéis ‘6 estrelas’ do Brasil

Hotéis mais luxuosos do país apostam em experiências exclusivas, vinhos e charutos raros, além de uma boa dose de romantismo

Caso Coaf

MP teria informação de que advogado de Flávio Bolsonaro atuou no caso Queiroz, diz jornal

Motorista de senador, Victor Alves teria mantido contato direto com o ex-motorista em nome de Flávio nos primeiros dias, quando o caso veio à tona

Small cap

A prova de fogo da Linx para emplacar seu sistema de pagamentos, o Linx Pay

Para esclarecer como será feita a distribuição da nova solução e quais são as perspectivas para o futuro da empresa, conversei com o presidente da companhia, Alberto Menache

Após 'briga' com setor agropecuário

Equipe econômica vai revisar 37 medidas antidumping

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), estão em revisão 37 medidas antidumping e outras 39 vencem ao longo de 2019

Suspeita de lavagem de dinheiro

Raquel Dodge pede ao STF que mande para o TRE inquérito que envolve Kassab e JBS

No inquérito, a PF identificou pagamentos de R$ 23,1 milhões da JBS a Kassab e disse ver indícios de lavagem de dinheiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu