Menu
2019-07-09T12:10:37+00:00
O BANQUEIRO DE 93 ANOS

Lázaro Brandão: A receita de quem já viu de tudo

Aos 93 anos, ex-presidente do conselho do Bradesco, bate o ponto todo dia na sede do banco na Cidade de Deus, em Osasco.

9 de julho de 2019
12:07 - atualizado às 12:10
Lázaro de Mello Brandão, ex-presidente do Conselho do Bradesco.
Lázaro de Mello Brandão, ex-presidente do Conselho do Bradesco. - Imagem: IARA MORSELLI/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Aos 93 anos, dos quais 76 deles dedicados ao Bradesco, Lázaro de Mello Brandão bate o ponto todo dia na sede do banco na Cidade de Deus, em Osasco. Chega às 7h30 e fica até um pouco mais de 5h da tarde.

Com toda essa experiência, já viu praticamente de tudo. À frente de uma das maiores instituições financeiras do País, passou pelo período de hiperinflação do governo José Sarney, presenciou a abertura da economia e o impeachment de Fernando Collor de Mello e a estabilização da moeda. Exatamente por isso, pouca coisa o assusta no mercado financeiro.

Para ele, por exemplo, os bancos estão longe de estar na rota rumo à extinção, como muitos pregam. O avanço das fintechs, diz, é natural, mas não vai tirar o papel dos bancos. Mesmo assim, considera o futuro do setor incerto. “Há uma expectativa geral de como serão as incursões legítimas (de novos agentes)”, afirmou Brandão ao Estado na semana passada, quando recebeu uma homenagem da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

“Mas certamente haverá um entrosamento e os bancos tradicionais vão absorver o que for mais inovador.”

De acordo com Brandão, é um movimento que está acontecendo rapidamente. “Essa mudança é decorrente das fases que o próprio mundo vive”, diz.

Trajetória

Economista e administrador, Brandão assumiu a presidência do Bradesco em 1981, sucedendo ao banqueiro Amador Aguiar, fundador do Bradesco e morto em 1991. Deixou o cargo em 1999.

No início dos anos 1990, também passou a acumular a presidência do conselho de administração do banco. Saiu da função em 2017, função que passou a ser exercida por Luiz Carlos Trabuco Cappi. Trabuco passou a presidência executiva para Octávio De Lazari Júnior.

Nascido em Itápolis (SP), Brandão começou como escriturário ainda na Casa Bancária Irmãos Almeida, em 1942. Um ano depois, a instituição foi comprada pelo Bradesco.

Mesmo fora do dia a dia, Brandão vai à Cidade de Deus de segunda à sexta. Em sua agenda estão as decisões dos conselhos de administração da Fundação Bradesco e da holding que controla as empresas do banco.

Acostumado a acompanhar as mudanças no poder e na economia, tem prestado atenção às negociações entre governo e Congresso para aprovação da reforma da Previdência, que considera vital para a retomada do crescimento do País. “O governo tem todas as condições para aprovar (a reforma)”, disse. “Ela trará a estabilidade que o Brasil tanto precisa.”

Segundo ele, a alta na economia este ano deve ser pequena. “O País vai crescer modestamente, mas voltará a crescer”, disse. “Já há uma confiança se restabelecendo, o que cria uma força natural. Indiscutivelmente, o Brasil vai ter proeminência.”

Brandão diz que, agora, governo Jair Bolsonaro precisa preparar o terreno para dar saltos. “Uma vez aprovada a reforma da Previdência, o governo tem de criar condições e regras bem definidas em todas as áreas de atuação”, disse. Palavra de quem já viu de tudo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

Seu Dinheiro na sua noite

O elefante na loja de cristais dos mercados

No seu livro Princípios – leitura obrigatória (ao lado do meu romance Os Jogadores, é claro…) –, Ray Dalio afirma que o importante para quem investe não é prever o futuro, mas captar mudanças no ambiente econômico enquanto elas estão acontecendo. O bilionário gestor do maior “hedge fund” do mundo sabe que é natural os […]

Sete blocos envolvidos

MPF entra com ação para impedir leilão de petróleo ao lado de Abrolhos

MPF na Bahia sustenta que blocos não deveriam ir a leilão sem os devidos estudos ambientais prévios

Papel passado

Bolsonaro sanciona com vetos MP da liberdade econômica

Presidente disse durante a cerimônia de sanção que o governo avalia projeto para incentivar a abertura de empresas

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A Selic caiu novamente. E agora, como ficam os seus investimentos?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

A grana tá solta

Governo libera R$ 12,459 bilhões do Orçamento de 2019 e educação leva a maior fatia do bolo

Parte desse dinheiro não poderá ser distribuída livremente já que, do total, R$ 2,6 bilhões vêm das receitas recuperadas por meio da Operação Lava Jato

Tesourada no governo também

Ministério da Economia corta projeção da Selic em 2019 de 6,2% para 5,9%

Projeção para o câmbio médio deste ano passou de R$ 3,8 para R$ 3,9. Já a estimativa para a alta da massa salarial passou de 5,5% para 4,9%

Meio ambiente em jogo

Amazon entra na onda verde e assina acordo ambicioso para combater mudanças climáticas

Como parte do plano, Bezos disse ainda que vai adquirir 100 mil vans de entregas elétricas da startup de veículos elétricos Rivian e que elas vão começar a rodar a partir de 2021

O céu é o limite?

Ações da Braskem disparam na bolsa após notícias sobre venda pela Odebrecht

Construtora teria recontratado a empresa Lazard para dar continuidade às negociações de venda da sua participação na Braskem

Nova tecnologia

Tim prepara novos polos de testes do 5G no Brasil

“Queremos disponibilizar a tecnologia o quanto antes para que os desenvolvedores comecem a projetar aplicações. Quando o 5G chegar, elas já estarão disponíveis”, explicou, em entrevista ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements