Menu
2019-04-03T09:41:40+00:00
Abertura de capital

JSL apresenta à CVM pedido de IPO da Vamos Locadora de Caminhões

Planos da empresa de uma oferta pública inicial de ações (IPO) não avançou no ano passado

26 de fevereiro de 2019
9:19 - atualizado às 9:41
JSL
Imagem: Divulgação

Em fato relevante divulgado na noite desta segunda-feira, 25, a JSL informou ter apresentado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido de registro da oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias da Vamos Locação de Caminhões, Máquinas e Equipamentos S.A., sua controlada.

De acordo com o documento, a oferta foi aprovada em assembleia geral extraordinária da Vamos realizada nesta segunda, conjuntamente com o pedido de registro de companhia aberta junto à CVM e com a submissão do pedido de adesão da empresa ao Novo Mercado da B3.

A retomada dos planos de abertura de capital da Vamos foi antecipada pela Coluna do Broadcast. A empresa chegou a cogitar a possibilidade de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) no ano passado, mas o plano não avançou. Agora, a ideia é tentar aproveitar os números do quarto trimestre de 2018 para emplacar o IPO e a melhora no humor dos investidores da bolsa. A empresa quer levantar R$ 1,3 bilhão com a oferta.

Os bancos que vão coordenar a operação já foram contratados: BB Investimentos, Santander Brasil, Bradesco, BTG Pactual e Bank of America Merril Lynch.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Guerra comercial

China diz esperar que reunião entre Trump e Xi solucione ‘questões pendentes’

Como parte dos preparativos para o encontro que deve ocorrer durante a reunião do G20, o Representante Comercial dos EUA, Robert Lightizer, falou ontem com o principal negociador de Pequim, o vice-primeiro-ministro Liu He

olho nas eleições

Bolsonaro provoca Doria e fala em 2022

Ao comentar as negociações para a transferência das provas da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, deveria “pensar no País”

no tribunal

CVM retoma nesta terça-feira, 25, julgamento de processos contra Eike Batista

O empresário já recebeu veredito de dois processos; no primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões por insider trading; no segundo, foi absolvido

Lava Jato

Gilmar Mendes recua e adia julgamento sobre Moro

Decisão de Gilmar Mendes de não devolver o processo para julgamento nesta terça se deu após a pauta da Segunda Turma ser “inchada” com outros casos

Novas regras

Anac ouvirá aéreas sobre distribuição de voos da Avianca

Ontem, a Anac suspendeu cautelarmente a concessão da Avianca Brasil para exploração do serviço de transporte aéreo. Os voos da empresa já estavam suspensos por questão de segurança desde maio

abrindo o mercado

Conselho aprova diretrizes para quebra de monopólio da Petrobras no gás

Apesar do monopólio ter sido quebrado na legislação em 1997, a Petrobrás ainda detém o controle tanto da produção como da distribuição do gás no país

no diálogo

China e EUA concordam em manter comunicações sobre comércio, diz agência

Durante um telefonema, o vice-premiê chinês Liu He falou com o representante comercial americano, Robert Lighthizer, e com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin

negócio fechado

Transpetro firma com TAG contrato de apoio a transporte de gás de R$ 5,46 bi

O contrato de apoio técnico firmado entre as duas empresas inclui uma série de cláusulas de desempenho, que, caso não seja atingido, pode gerar ônus à subsidiária estatal

A Bula do Mercado

Agenda cheia movimenta mercados

Discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, ata do Copom e IPCA-15 estão entre os destaques

Análise

Primeiro-ministro e rainha da Inglaterra: nova relação de Maia e Bolsonaro pode ser um avanço

Olhando com alguma boa vontade, episódio pode ser visto como aceno de fortalecimento institucional, mesmo com veto do presidente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements