Menu
2019-06-07T18:54:34+00:00
mérito?

Itamaraty foge do padrão ao condecorar Eduardo e Flávio Bolsonaro

Filhos do presidente serão homenageados no grau de Grande-Oficial, o segundo mais importante

3 de maio de 2019
8:58 - atualizado às 18:54
18/03/2019 Jantar oferecido pelo Conselho Empresarial Brasil-Est
Eduardo Bolsonaro, de 34 anos, está no segundo mandato de deputado federal por São PauloImagem: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro entrega nesta sexta-feira, 3, a Ordem Nacional de Rio Branco, a mais distinta condecoração do Itamaraty, aos seus filhos Flávio e Eduardo Bolsonaro. Eles serão homenageados no grau de Grande-Oficial, o segundo mais importante.

Questionados, Itamaraty e Palácio do Planalto não responderam se já houve outros casos de condecorações a filhos de presidentes da República no período da redemocratização. A reportagem pesquisou nas edições do Diário Oficial da União e não localizou nenhum exemplo.

A lista de homenageados, que inclui Eduardo e Flávio, foi publicada na terça-feira, dia 30, em edição extra do Diário Oficial. O guru bolsonarista Olavo de Carvalho também será condecorado nesta sexta com a mais alta honraria.

A Ordem Nacional de Rio Branco é uma comenda que o presidente atribui a personalidades "pelos seus serviços ou méritos excepcionais, se tenham tornado merecedoras dessa distinção".

Eduardo Bolsonaro, de 34 anos, está no segundo mandato de deputado federal por São Paulo. Antes de assumir o Senado, Flávio, de 38, foi deputado estadual no Rio. Ele é investigado atualmente pela Justiça, entre outros motivos, pela suspeita de evolução patrimonial por meio de compra e venda de imóveis.

O Palácio do Planalto justificou que a indicação é feita pelo Ministério de Relações Exteriores e que o presidente é responsável apenas pela assinatura do decreto.

Além dos filhos do presidente, outros 12 parlamentares serão agraciados hoje, entre eles o líder do governo na Câmara, Vitor Hugo (PSL-GO), e a líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP). Um dos principais aliados de Bolsonaro, o deputado Helio Lopes (PSL-RJ), também será homenageado. Dos 14 agraciados, 11 são do PSL, partido do presidente.

'Pro forma'

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quinta-feira, 2, que a homenagem aos filhos do presidente foi uma decisão "pro forma". "O presidente, apesar de ser o chanceler da Ordem, chancela aquilo que o Itamaraty manda", disse Mourão.

O Itamaraty alega que, ao assinar decreto que homenageia os filhos, Bolsonaro condecorou autoridades, e não familiares. "O senhor Presidente da República condecorou um Senador da República e o Presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Outros Parlamentares também serão agraciados", disse o Itamaraty, em nota, ao Estadão/Broadcast, em referência aos filhos do presidente. Destaca, ainda, que o regulamento da Ordem de Rio Branco não exclui essa possibilidade.

Segundo a regra, para a homenagem de Grande-Oficial são indicados pelo Itamaraty "senadores e deputados, ministros do Supremo Tribunal Federal", entre outros.

No mesmo decreto, o governo concedeu ao escritor Olavo de Carvalho o mais alto grau da honraria, de Grã-Cruz. A mesma condecoração foi concedida aos ministros Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça), além de Mourão.

Embora Olavo tenha recebido a homenagem, regulamento do Itamaraty prevê que o grau de Grã-Cruz deve ser concedido ao "Presidente da República, Vice-Presidente, Presidente da Câmara dos Deputados, Presidente do Senado Federal, Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministros de Estado, Governadores, Almirantes, Marechais, Marechais-do-Ar, Almirantes-de-Esquadra, Generais-de-Exército, Tenentes-Brigadeiros, Embaixadores estrangeiros e outras personalidades de hierarquia equivalente". O Itamaraty não explica a inclusão do escritor na lista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

sem passagem de volta

Petrobrás e Uruguai firmam acordo sobre distribuidoras de gás

Estado uruguaio assumirá as operações da Conecta S.A. e a Distribuidora de Gas de Montevideo

a bula do mercado

Expectativa com Livro Bege deve manter ativos locais à deriva

Fed divulgará o documento às 15h

a volta por cima?

Oi quer ser uma empresa de fibra

Em recuperação judicial e com dívidas bilionárias, operadora dá uma guinada na sua estratégia e indica que pode vender seu negócio de telefonia móvel 

Será que volta?

Maia pede apoio de governadores a PEC para reinclusão de Estados na Previdência

“A gente vai precisar que o PT, PSB, PDT, PCdoB possam ajudar a aprovar a PEC paralela, senão vai acabar tendo obstrução de alguns pelos mesmos motivos que nós tivemos que tirar Estados e municípios da PEC da Previdência encaminhada pelo governo”, afirmou Maia

Seu Dinheiro na sua noite

Como será o amanhã?

Responda quem puder. Aliás, todas as suas decisões de investimento deveriam ter essa pergunta em mente. É com base no que será o amanhã, ou na ideia de cada um sobre o amanhã, que funciona o tal mercado financeiro. Bola de cristal, jogo de búzios, cartomante… Na canção que ficou famosa na voz da Simone, […]

De olhos bem abertos

CVM alerta que Robô Investe, página que possui mais de 22 mil seguidores no Facebook, possui atuação irregular

A comissão disse que recebeu uma série de denúncias em seu serviço de atendimento ao cidadão e verificou indícios de que os envolvidos vêm oferecendo serviço de análise de valores mobiliários

Colocando de volta?

Alcolumbre defende inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência

“Nesse caso, se o relator da matéria, o senador Tasso, tem o desejo de incluir, se é o sentimento do Senado como Casa da Federação, eu espero que o Senado possa debater e incluir Estados e municípios na nova Previdência”, disse o presidente do Senado

DE OLHO NO GRÁFICO

Sinal amarelo no S&P, o futuro do Ibovespa e 14 ações

No vídeo de hoje, Fausto Botelho analisa o futuro dos papéis de B3, Banco do Brasil, Iguatemi, Itaúsa, Itaú Unibanco, Klabin, Kroton, Minerva, Odontoprev, Petrobras, Santander, Ultrapar e mais

Uma das cartas mais esperadas do mercado

Gestora SPX projeta corte no próximo Copom e acredita que Selic pode chegar a 5% ao ano

Apesar de estar mais positiva com Brasil, a carta fez ressalvas sobre o enfraquecimento das economias mundiais e disse para tomarmos cuidado com os “leões e o dragão” que estão à solta no mercado

Banco de serviços

Presidente do BNDES pede dois meses para explicar caixa-preta

Gustavo Montezano também esclareceu que BNDES vai acelerar venda de participações em empresas neste ano, mas que não tem um número para dar. Carteira soma R$ 110 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements