Menu
2019-08-02T11:10:56+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
quase na mesma

Inflação na cidade de São Paulo sobe 0,14% em julho, diz índice da Fipe

Resultado de julho ficou dentro das estimativas de 11 instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast

2 de agosto de 2019
11:10
mercado / inflação
Imagem: Shutterstock

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,14% em julho, após ter avançado 0,15% em junho, segundo dados publicados nesta sexta-feira, 2, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O resultado de julho ficou dentro das estimativas de 11 instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast, que variaram de altas de 0,13% a 0,31% no período, mas acima da mediana, de 0,13%.

Quatro dos sete componentes do

Segundo a Fipe, quatro dos sete componentes do índice mostraram aceleração em julho. Os custos de Habitação apresentaram alta de 0,54%, em ritmo menor do que a alta de 0,69% registrada em junho.

Já Saúde subiu 0,46%, contra alta de 0,18% no mês anterior, enquanto Vestuário ganhou 0,39%, após cair 0,21% em junho. Educação também apresentou alta, de 0,48%, depois de avançar 0,02%.

Por outro lado, três itens mostram deflação em julho: Alimentação (-0,11%, de -0,51% em junho); Transportes (-0,14%, de -0,29%) e Despesas Pessoais (-0,33%, de 0,82%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe em julho:

- Habitação: 0,54%

- Alimentação: -0,11%

- Transportes: -0,14%

- Despesas Pessoais: -0,33%

- Saúde: 0,46%

- Vestuário: 0,39%

- Educação: 0,48%

- Índice Geral: 0,14%

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

saindo do atoleiro

Aviação executiva começa a dar sinais de recuperação após a crise

Executivos de empresas que chegaram a vender menos de cinco aeronaves nos piores anos de recessão afirmam que os seis primeiros meses de 2019 já foram melhores do que todo 2018

dinheiro que entra

Arrecadação em julho soma R$ 137,735 bilhões, diz Receita

Valor arrecadado foi o melhor desempenho para meses de julho desde 2011; resultado veio dentro do intervalo de expectativas de especialistas

olho nos números

Prévia da inflação de agosto tem menor taxa para o mês desde 2010

IPCA-15 variou 0,08%; no ano, o índice acumula alta de 2,51% e, em 12 meses, de 3,22%, informa o IBGE

atenção

Confiança do consumidor sobe em agosto, mas ainda há cautela, diz FGV

Índice de Confiança do Consumidor subiu 1,1 ponto no mês em comparação a julho, chegando a 89,2 pontos

segue a tensão

China promete novamente contramedidas em reação a tarifas dos EUA

Segundo o porta-voz, apesar da decisão do presidente americano, Donald Trump, de adiar algumas das cobranças, as tarifas violaram um consenso entre as potências

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Prudência

Cautela no exterior faz Ibovespa operar em queda; dólar sobe a R$ 4,05

O Ibovespa aparece no campo negativo e volta ao patamar dos 100 mil pontos, pressionado pelo tom de maior precaução que toma conta dos ativos globais

Câmbio

BC vende US$ 550 milhões em leilão à vista de dólar

Com venda integral do lote ofertado, não teremos, hoje, o leilão de swap tradicional. Mercado trocou swap por dólar de verdade

no documento

BCE discutiu pacote de estímulos monetários em reunião de julho, mostra ata

Banco Central Europeu também considerou examinar formas de fortalecer sua orientação futura (“forward guidance”) paras os juros

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Bienvenido ao paraíso dos especuladores

Enquanto (quase todos) os bancos centrais do mundo reduzem os juros, há uma taxa em escalada aqui do lado. A Argentina subiu seu juro para 74% ao ano diante do pânico dos investidores com a vitória da esquerda nas eleições primárias no início do mês. Poxa, 74% ao ano na renda fixa é uma bolada, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements