Menu
2019-08-29T10:22:02+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
um pouco pra baixo

Inflação do aluguel tem queda de 0,67% em agosto

Índice Geral de Preços – Mercado reverteu alta de 0,40% registrada em julho; resultado está em linha com o esperado

29 de agosto de 2019
10:21 - atualizado às 10:22
Prédio da Copel em Curitiba
Prédio da Copel em Curitiba - Imagem: Divulgação/Copel

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) teve queda de 0,67% em agosto, revertendo a alta de 0,40% registrada em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira (29).

O IGP-M é também conhecido como inflação do aluguel. O índice é utilizado para calcular valor de reajustes na mensalidade.

O resultado deste mês ficou praticamente em linha com a mediana de recuo de 0,66% da pesquisa do Projeções Broadcast, cujo intervalo ia de -1,0% a -0,38%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em 12 meses, o IGP-M acumulou alta de 4,95%. Esta taxa também ficou bem similar à mediana de 4,96% (intervalo de 4,59% a 5,52%). No ano, o indicador avança 4,09%.

Entre os componentes do IGP-M, a deflação foi determinada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), que passou de alta de 0,40% para recuo de 1,14% em agosto. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) desacelerou de 0,91% para 0,34% entre o sétimo e o oitavo mês. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) avançou de 0,16% para 0,23%.

IPAs

A deflação do IGP-M em agosto foi amplamente influenciada pela queda do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M). Os preços no atacado tiveram recuo generalizado, tanto nos itens industriais quanto nos agrícolas, e em todas as etapas de produção.

O IPA industrial registrou recuo de 1,31%, depois de alta de 0,73%, enquanto o IPA agrícola caiu 0,60%, uma queda ligeiramente menos intensa do que em julho (-0,61%).

Por estágios de produção, a maior queda foi apurada em Matérias-Primas Brutas, de 2,30%, praticamente revertendo o avanço de 2,34% de julho, com destaque para o recuo de minério de ferro (11,34% para -7,47%), milho em grão (3,28% para -2,82%) e suínos (7,49% para -9,68%). Em sentido oposto, a FGV cita a contribuição de soja em grão (-1,36% para 1,80%), leite in natura (-6,91% para -0,43%) e aves (-2,24% para 3,23%).

Os Bens Finais ampliaram a queda, de 0,09% em julho para 0,48% em agosto, beneficiados por alimentos in natura, cuja taxa passou de 0,58% para -3,92%.

Já os Bens Intermediários reduziram um pouco a deflação, de 0,83% em julho para 0,72% em agosto, com influência de combustíveis e lubrificantes para a produção, cujo porcentual passou de -4,68% para -1,69%.

Influências individuais

Os itens que mais contribuíram para a baixa do IPA-M de agosto foram minério de ferro, batata inglesa (3,43% para -19,33%), milho em grão, tomate (-14,78% para -33,16%) e gasolina automotiva (apesar da queda menor, de -7,08% para -3,11%).

Por outro lado, as principais influências individuais de alta foram soja em grão, aves, óleo de soja em bruto (-2,86% para 5,86%), mamão (mesmo com a desaceleração de 44,98% para 11,24%) e bovinos (a despeito do alívio de 1,33% para 0,66%).

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Olho na Vale

Polícia apresentará em breve acusações criminais por Brumadinho, diz fonte

Autoridades devem acusar formalmente entre oito e 12 pessoas pelo crime de falsa representação na primeira de uma série de acusações

Seu Dinheiro na sua noite

Sobre a bolsa, datas e fatos relevantes

No dia 17 de setembro de 2010, o Ibovespa fechou aos 67.089 pontos, em queda de 0,85%. Me arrisco a dizer que nada muito digno de nota tenha acontecido nesse pregão específico da bolsa. Mas para mim ocorreu um fato mais do que relevante: o nascimento da minha filha mais nova. Voltei à redação dias […]

Fica pra próxima

Sem acordo, senadores recuam em projeto que beneficiaria partidos

Relator da proposta no Senado, Weverton Rocha (PDT-MA), retirou todos os demais trechos do texto em uma nova versão de seu parecer

Linha VIP

Bradesco e Itaú preparam crédito imobiliário ajustado pelo IPCA para endinheirado

Bancos privados correm atrás da concorrente Caixa Econômica Federal, que ofereceu a modalidade para o público em geral

Grana solta

Onyx anuncia liberação de R$ 8,3 bilhões em recursos do Orçamento

Informações do ministro mostram que, do total desbloqueado, R$ 1,9 bilhão ficará para a Educação

De olho nas cotações

Preocupações com a alta do petróleo diminuem após declarações de ministro saudita

O ministro de Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, afirmou que a oferta do petróleo voltou ao nível visto antes do ataque

Leilão em outubro

17 empresas se inscrevem para 16ª rodada de petróleo, diz ANP

Entre as inscritas, 15 são estrangeiras. Na 16ª Rodada de Licitações, vão ser oferecidos 36 blocos de pós-sal

De olho nos bons modelos

Por que Elon Musk acha que a Tesla tem que ser mais parecida com a Amazon?

Em uma ligação, Musk sugeriu que a Amazon não sobreviveria se utilizasse um modelo de entregas similar ao que a Tesla utiliza

boas novas

Desde lançamento, 20% dos financiamentos pela Caixa foram IPCA, diz CEO da Tecnisa

Linha de crédito atualizada pela inflação vale para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e no Sistema Financeiro Imobiliários (SFI)

Dicas valiosas

5 coisas que os ultrarricos estão fazendo (e que você deveria fazer) para proteger seu patrimônio

Pauta de uma recessão financeira entrou de vez na lista de grandes especialistas e proteger o seu patrimônio deve ser uma de suas prioridades

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements