Menu
2019-08-22T10:23:52+00:00
Saldo negativo

Indústria paulista fecha 13 mil postos de trabalho em junho, diz Fiesp

Mesmo com o fechamento das 13 mil postos no mês passado, a indústria contabilizou saldo positivo no primeiro semestre, com a abertura de 2,5 mil vagas, um aumento de 0,11% sobre o semestre anterior

17 de julho de 2019
12:43 - atualizado às 10:23
Carteira de trabalho brasileira
Carteira de trabalho brasileira - Imagem: Shutterstock

Só no mês de junho a indústria da transformação paulista fechou 13 mil postos de trabalho, informa a Fiesp, entidade que congrega as empresas do setor. O resultado significa uma queda de 0,61% em relação a maio.

No entanto, mesmo com o fechamento das 13 mil postos no mês passado, a indústria contabilizou saldo positivo no primeiro semestre, com a abertura de 2,5 mil vagas, um aumento de 0,11% sobre o semestre anterior.

"A geração de emprego foi fraca no primeiro semestre, ficando abaixo das nossas expectativas. Esse resultado sinaliza que a indústria paulista deve ter fechamento líquido de vagas no ano de 2019", diz José Ricardo Roriz, 2º vice-presidente da Fiesp e do Ciesp.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Apesar de haver expectativa de um saldo negativo na geração de vagas para a indústria paulista este ano, Roriz destaca que a atividade econômica deve ganhar ritmo com o andamento das reformas e a diluição das incertezas.

Entre os setores acompanhados pela pesquisa, 77% apresentaram variações negativas, com quatro contratando, 17 demitindo e um permanecendo estável.

Os principais destaques negativos são o segmento de veículos automotores, reboque e carroceria, com 2.260 demissões; produtos alimentícios, com fechamento de 2.074 vagas; e confecção de artigos do vestuário e acessórios, com desligamento de 1.305 trabalhadores.

No campo positivo ficaram, principalmente, produtos diversos (318); bebidas (199), entre outros.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Entrevista

Que horas ele volta? Aumento dos IPOs na bolsa depende do estrangeiro, diz BTG Pactual

A boa notícia é que essa virada deve acontecer logo, com uma maior participação dos IPOs em relação ao total de ofertas já em 2020, me disse Fabio Nazari, sócio responsável pela área de renda variável do BTG

A Bula do Mercado

Sai guerra comercial, entra temporada de balanços

Mercado se prepara para os resultados trimestrais das empresas, enquanto aguarda novidades do acordo entre EUA e China

Posição gerou polêmica

Presidente da CCJ da Câmara diz que vai pautar PEC da regra de ouro na quarta-feira

Decisão atropela um entendimento feito entre Maia e a equipe econômica de esperar a proposta do governo para avançar na discussão no Parlamento

Seu Dinheiro na sua noite

A pergunta que não quer calar

Como jornalista, estou acostumado a fazer perguntas, mas de vez em quando me vejo em uma situação em que sou obrigado a respondê-las. Na sexta-feira à noite fui a Santos fazer uma palestra na faculdade onde estudei sobre a profissão e os livros que escrevi, inclusive o primeiro deles – que surgiu do meu trabalho […]

Paralelo à reforma principal

Presidente da comissão especial na Câmara quer votar reforma da Previdência dos militares nesta semana

Na reunião de terça-feira, marcada para as 14h, deve ser iniciada a discussão que antecede a votação

Amigos, amigos...

OCDE diz que Brasil já é um parceiro-chave da OCDE, que já está perto da organização

Diretor para a América Latina na Organização diz que o Brasil se destaca em pesquisas no sentido de competitividade global

vestuário na bolsa

IPO da C&A: começa hoje a reserva de ações da varejista

Faixa de preço dos papéis — que serão negociados sob o código CEAB3 — ficará entre R$ 16,50 e R$ 20,00; montante mínimo a ser solicitado é de R$ 3 mil

Saiu perdendo

Firjan diz que mudança nos royalties pode trazer perda de R$ 30 bilhões em 4 anos ao Rio de Janeiro

O Estado, maior produtor brasileiro de petróleo e gás natural do Brasil (60% do total), perderia R$ 6,4 bilhões por ano

Me segue!

Ex-ministro da Fazenda, Meirelles diz que grande mérito do atual governo é manter diretrizes econômicas de Temer, mas aponta erros

Secretário da Fazenda paulista afirmou que muitos dos pontos da MP da Liberdade Econômica foram traçados durante sua gestão no Ministério da Fazenda

admirável mundo novo

Economia digital vira gargalo para tributação

Na era dos aplicativos de serviços, impressoras 3D, robôs, moedas virtuais e marketplaces, o sistema tributário ficou obsoleto e tem tirado o sono do Fisco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements