Menu
2019-04-15T13:03:24+00:00
seu nome na praça

Inadimplência sobe 0,13% no 1º tri e atinge 62,7 milhões, diz CNDL e SPC

Em março de 2019 em relação ao terceiro mês do ano passado, houve desaceleração na quantidade de consumidores inadimplentes, alta de 2,1%, ante 3,13% anteriormente

15 de abril de 2019
13:03
Cartões de crédito
Cartões de crédito - Imagem: Shutterstock

O nível de inadimplência no País fechou o primeiro trimestre praticamente estável, com alta de 0,13%, de acordo com dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) — e antecipados ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Em igual período de 2018, o crescimento fora de 2,38%. Já em março de 2019 em relação ao terceiro mês do ano passado, houve desaceleração na quantidade de consumidores inadimplentes, alta de 2,1%, ante 3,13% anteriormente.

A despeito da quase estabilidade apurada no primeiro trimestre deste ano, o total de consumidores inadimplentes somou 62,7 milhões, o que representa mais de 40% da população adulta. Conforme a instituição, esse montante refere-se a pessoas que enfrentam dificuldades para obter acesso a crédito no mercado, seja por meio de compras a prazo, financiamentos ou empréstimos.

De acordo com o presidente da CNDL, José Cesar da Costa, o ritmo de recuperação da economia, que está aquém do esperado, tem afetado a melhora dos índices de inadimplência. Ele ressalta que a velocidade de recuperação da atividade econômica neste início de ano frustrou as expectativas.

"O desemprego persiste em um nível elevado e o consumo não esboça um crescimento vigoroso", diz em nota.

Apesar da desaceleração da inadimplência neste início de ano, o estoque de pessoas com o CPF restrito ainda é elevado, acrescenta Costa. "O que mais favorecerá um ciclo de queda da inadimplência será uma recuperação mais acentuada do mercado de trabalho e da renda dos trabalhadores", cita.

Faixa etária

O levantamento mostra que a taxa de inadimplência foi maior entre pessoas acima dos 65 anos, ao apresentar alta de 8%, enquanto entre a população jovem de até 24 anos caiu 23%. Na casa dos 30 anos, são quase 18 milhões de inscritos em cadastros de inadimplentes.

Ainda assim, o Brasil encerrou o primeiro trimestre deste ano com aproximadamente 62,7 milhões de pessoas inscritas em cadastros de inadimplentes e que, portanto, enfrentam dificuldades para obter acesso a crédito no mercado, seja por meio de compras a prazo, financiamentos ou empréstimos.

Em março, o volume de dívidas cedeu 1,07%, ante igual mês de 2018, sendo o terceiro recuo consecutivo

Outro número calculado pela CNDL e pelo SPC Brasil é o volume de dívidas que estão no nome de pessoas físicas. Nesse caso, houve uma queda de 1,07% em março deste ano na comparação com o ano passado. Trata-se do terceiro mês seguido em que há um recuo no indicador.

As quedas mais expressivas na quantidade de dívidas foram verificadas no setor de comunicação (-9,56%) - contas de telefone, internet e TV por assinatura - e no de comércio (-5,91%). O número de dívidas bancárias, que levam em conta faturas de cartão de crédito, empréstimos e financiamentos, ficou praticamente estável em março, com ligeira alta de 0,02%. O único segmento que teve elevação no período foi em água e luz (17,20%).

Regiões

O Norte do País registrou população com maior nível de inadimplência, com 47%, o equivalente a 5,74 milhões. Na sequência estão Centro-Oeste (43%) ou 5,07 milhões, Sudeste (40% ou 27,01 milhões), Nordeste (40% ou 16,36 milhões) e Sul. Neste último, o porcentual de inadimplentes foi de 37%, o que representa 8,51 milhões de pessoas com o CPF negativado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Bateu o martelo

Cade aprova venda de fatia da Petrobras em Tartaruga Verde e Espadarte à Petronas

Decisão do conselho antitruste consta em despacho publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira

xi...

Mesmo com reforma, governo não retomará investimento por 4 anos, diz secretário do Tesouro

Mansueto Almeida ainda disse que o governo continuará com uma taxa de investimentos de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

mundo encantado

Herdeira da Disney defende a taxação de fortunas para salvar o ‘sonho americano’

Abigail Disney assinou uma carta com outros bilionários — entre eles George Soros — pedindo que os candidatos a Presidência dos EUA assumam compromisso de propor a taxação de grandes fortunas

Canetada

Bolsonaro vetará lista tríplice para nomes de agências reguladoras, diz porta-voz

Proposta aprovada no Congresso estabelece que a lista tríplice será elaborada por uma comissão de seleção, que terá sua composição e forma de atuar regulamentadas pelo próprio presidente da República

E-commerce na mira

Comércio eletrônico brasileiro tem nota abaixo do nível aceitável, mostra índice

Nota do Brasil no EQI 2019 sugere que faltam informações nas páginas de produtos nos sites de comércio eletrônico, que há dificuldades em integrar a experiência de compras online e offline e que o processo de cadastro de produtos é ineficiente

Câmbio

Liquidez seca e Banco Central oferta dólares no mercado à vista

Leilão de linha de US$ 1 bilhão foi anunciado e realizado no fim da manhã e buscou prover liquidez ao mercado em período de maior demanda por moeda à vista

Novo ranking

Brasil é 2º colocado em índice que avalia combate à corrupção em 8 países da América Latina

Dividindo-se por subcategorias, o Brasil lidera a referente à capacidade jurídica. País aparece em quinto lugar na que mede democracia e instituições políticas e em segundo na referente à sociedade civil, mídia e setor privado

Início da retomada industrial?

Índice de produção cresce em maio e atinge 50,9 pontos, diz CNI

Nível de utilização da capacidade instalada cresceu 1 ponto porcentual na comparação com abril e ficou em 67%. Apesar da alta, a CNI destaca que o porcentual ainda é baixo na comparação com anos de maior atividade industrial

Novas regras

União promete pagar até R$ 6 bi por ano a Estados que abrirem mercado de gás

Expectativa de Guedes é que o conjunto de medidas anunciadas possa diminuir o preço do gás em 40% e 50%, turbinando o PIB da indústria nacional em até 10,5% por ano

Está quase

Debates na comissão da reforma da Previdência devem acabar ainda hoje

Finda essa etapa, relator apresenta complementação de voto, mas votação dependerá do número de destaques que buscam alterar o texto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements