Menu
2019-04-20T16:46:05+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novas metas

Gol vai devolver aeronaves para diminuir dívida e modernizar frota

Aérea vai vender as 13 aeronaves NGs, com redução da dívida líquida em cerca de R$ 1,1 bilhão; desse valor, serão R$ 510 milhões economizados em dívida de arrendamento financeiro

27 de dezembro de 2018
9:15 - atualizado às 16:46
Avião da Gol
Avião da Gol - Imagem: shutterstock

A Gol anunciou nesta quinta-feira, 27, que fechou contratos para trocar 13 aeronaves Boeing 737 NGs por Boeing 737 MAX-8 nos próximos anos. A informação é do "Broadcast", do Estadão.

A aérea vai vender as 13 aeronaves NGs, com redução da dívida líquida em cerca de R$ 1,1 bilhão. Desse valor, serão R$ 510 milhões economizados em dívida de arrendamento financeiro e um aumento de R$ 580 milhões em liquidez caixa.

Os NGs serão removidos da frota de forma programada entre 2019 e 2021.

Ainda segundo a companhia, essa troca não vai afetar a capacidade planejada, já que as substituições serão feitas de forma simultânea.

A Gol afirma ainda que o ritmo de devolução dos NGs vai permitir fechar 2019 com 24 aviões MAX-8 na frota, e 2020 com 34 aeronaves deste modelo.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

IPCA-15

Prévia da inflação tem alta de 0,06% em junho e atinge índice mais baixo para o mês desde 2006

Em 2019, o índice já acumula uma alta de 2,33%. Nos últimos 12 meses, encerrado em junho, a taxa chega a 3,84%. Passagens aéreas foram os itens individuais com maior impacto no índice do mês

O pior já passou

BC reitera importância das reformas e não da Selic para retomada da economia

Ata do Copom diz que juro atual estimula atividade e que redução de incerteza vai impulsionar investimento privado. Selic deve ficar em 6,5% por mais tempo

Guerra comercial

China diz esperar que reunião entre Trump e Xi solucione ‘questões pendentes’

Como parte dos preparativos para o encontro que deve ocorrer durante a reunião do G20, o Representante Comercial dos EUA, Robert Lightizer, falou ontem com o principal negociador de Pequim, o vice-primeiro-ministro Liu He

olho nas eleições

Bolsonaro provoca Doria e fala em 2022

Ao comentar as negociações para a transferência das provas da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o governador de São Paulo, João Doria, deveria “pensar no País”

no tribunal

CVM retoma nesta terça-feira, 25, julgamento de processos contra Eike Batista

O empresário já recebeu veredito de dois processos; no primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões por insider trading; no segundo, foi absolvido

Lava Jato

Gilmar Mendes recua e adia julgamento sobre Moro

Decisão de Gilmar Mendes de não devolver o processo para julgamento nesta terça se deu após a pauta da Segunda Turma ser “inchada” com outros casos

Novas regras

Anac ouvirá aéreas sobre distribuição de voos da Avianca

Ontem, a Anac suspendeu cautelarmente a concessão da Avianca Brasil para exploração do serviço de transporte aéreo. Os voos da empresa já estavam suspensos por questão de segurança desde maio

abrindo o mercado

Conselho aprova diretrizes para quebra de monopólio da Petrobras no gás

Apesar do monopólio ter sido quebrado na legislação em 1997, a Petrobrás ainda detém o controle tanto da produção como da distribuição do gás no país

no diálogo

China e EUA concordam em manter comunicações sobre comércio, diz agência

Durante um telefonema, o vice-premiê chinês Liu He falou com o representante comercial americano, Robert Lighthizer, e com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin

negócio fechado

Transpetro firma com TAG contrato de apoio a transporte de gás de R$ 5,46 bi

O contrato de apoio técnico firmado entre as duas empresas inclui uma série de cláusulas de desempenho, que, caso não seja atingido, pode gerar ônus à subsidiária estatal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements