Menu
2019-09-16T11:48:33+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
lá em cima

Em número recorde, Fundos Imobiliários chegam a 1 milhão de cotistas no primeiro semestre

Queda da taxa de juros e sinais de retomada do setor imobiliário ajudam desempenho; atualmente, são 412 fundos imobiliários em todo o País

16 de setembro de 2019
11:48
fundos imobiliários
Imagem: Shutterstock

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) atingiram a marca recorde de 1 milhão de cotistas no primeiro semestre de 2019. O número foi divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Um dos motivos que ajudam a explicar o desempenho dos fundos imobiliários é a queda dos juros básicos. A taxa Selic no nível mais baixo da história (6% ao ano) e com perspectiva de novos cortes até o fim do ano.

Além disso, os sinais de retomada do setor imobiliário também têm ajudado no desempenho desses fundos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

De acordo com o IBGE, o crescimento acima do esperado, de 0,4% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre teve uma grande influência da construção. O setor cresceu 1,9% nesse período, puxado justamente pelo segmento de imóveis.

Crescimento

Atualmente, existem 412 fundos imobiliários em todo o País. Juntos, eles acumularam mais de R$ 15 bilhões de captação líquida ao longo deste ano. O número representa um crescimento de 42,85% frente ao volume registrado de janeiro a agosto de 2018.

E o cenário político-econômico se mostra fértil para que os FIIs continuem crescendo. Entre as principais apostas de fundos imobiliários para o mês de setembro, por exemplo, estão o segmento de lajes corporativas. Eles representam  (prédios de escritórios) e de fundos logísticos (centros de distribuição e galpões).

O primeiro, pela baixa vacância e o aumento no preço dos aluguéis. Ambos podem levar a ganhos expressivos de renda e capita.  Em especial quando se fala em empreendimentos de alto padrão nas áreas nobres de São Paulo.

O segundo, porque tem menor volatilidade, devido ao tempo mais curto de construção, o que ajuda a reduzir os riscos.

Soma-se a isso o fato de que as empresas varejistas têm demandado maior espaço de galpões em áreas estratégicas. Essas companhias estão em disputa pelo consumidor no comércio eletrônico.

Mais galpões

"As varejistas estão tentando diminuir o tempo de entrega das mercadorias compradas pela internet. Então, elas têm de usar mais galpões para facilitar as entregas. Isso faz com que os fundos dessas categorias subam", explica Rebeca Nevares. Ela é sócia-fundadora da Ella's Investimentos, consultoria credenciada pela XP Investimentos.

"É um movimento da economia que faz com que os fundos imobiliários acabem tendo uma alta constante."

O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (Ifix) acumula alta de 13,04% este ano. O indicador mede a rentabilidade de 92 fundos com maior liquidez ou negociação da Bolsa,

Ainda que o resultado esteja abaixo do Ibovespa (principal indicador de desempenho das ações da Bolsa e que tem valorização acumulada de 17,77% em 2019), o Ifix tem sido menos volátil.

Maiores fundos

Os dois fundos de investimentos imobiliários com maior número de cotistas são de bancos. O Kinea Investimentos, do Itaú Unibanco, tem 103.716 investidores. Os dados são da Anbima e correspondem até agosto.

Em segundo lugar está a CSHG Logística, do Credit Suisse. Ela tem 103.468 cotistas.

O terceiro, com 85.470, é o Vinci Renda Imobiliária. Essa é uma empresa especializada em gestão de recursos, patrimônio e em assessoria financeira Vinci Partners.

Melhor performance em agosto

Segundo análise da XP, com base na sua carteira, o fundo com melhor performance no mês de agosto foi o do segmento de recebíveis. Os recebíveis são atrelados ao Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI).

O fundo Iridium Recebíveis Imobiliários teve o desempenho mais alto, com rendimento de 16% ao mês. Além disso, ele teve a melhor performance entre os FIIs listados na Bolsa no mesmo período.

Em segundo lugar, ficou o segmento de ativos logísticos, com destaque para a SDI Logística, com performance de 5%.

Em terceiro, ficou a categoria shoppings O Vinci Shoppings teve melhor resultado nessa categoria, 4,7%.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

mexendo na reforma

Senado muda regra de cálculo de aposentadoria

Emenda aprovada pelos senadores voltaria com a regra anterior a reforma da Previdência, que poupava 20% dos salários mais baixos do cálculo da média do histórico de contribuição para definir o quanto uma pessoa receberia

agora vai?

Governo aprova regras para tentar acelerar privatização de pequenas e médias estatais

Nova resolução passa a valer imediatamente para estatais com receita operacional bruta anual inferior a R$ 300 milhões

Fundos

Investidor estrangeiro tem visão errada sobre Bolsonaro e não vai voltar ao Brasil, diz Rogério Xavier, da SPX

Lendário gestor responsável por administrar R$ 40 bilhões está comprado em dólar e se mostrou cético tanto com o crescimento do PIB como com o avanço da agenda do governo, mas espera juro baixo por um longo período

De olho no gráfico

As diferentes análises técnicas e uma resposta sobre se é hora de entrar na bolsa americana

No vídeo de hoje, falo sobre as diferentes formas de encarar a análise técnica e seus distintos métodos de aplicação

Seu Dinheiro na sua noite

O que o Banco Central diz sobre o dólar?

Responsável pela gestão de R$ 40 bilhões, Rogério Xavier é conhecido tanto por ser um dos mais brilhantes gestores de fundos do mercado brasileiro como por não ter papas na língua. Por isso mesmo acordei cedo para conferir a participação dele em um evento promovido pela XP Investimentos. A reportagem completa sobre a fala de […]

Negócio fechado

Petrobras bate o martelo e vende a Liquigás por R$ 3,7 bilhões

A Petrobras assinou nesta terça-feira o contrato para venda da Liquigás para o consórcio formado por Itaúsa, Copagaz e Nacional Gás Butano, por R$ 3,7 bilhões

Se livraram

CVM absolve ex-conselheiros que liberaram Eike Batista da ‘put’ de US$ 1 bilhão na OGX

Adriano Salvi, Jorge Rojas e Roberto Paulino foram acusados pela área técnica da CVM de violarem seu dever de diligência

Boas novas

Boeing afirma que recebeu 50 pedidos para aeronaves 737 Max

Entre os potenciais compradores estão a Air Astana, que é cazaquistanesa e que teria assinado um acordo de intenção para adquirir 30 jatos. As informações são da Bloomberg

Bye bye!

Bolsonaro assina carta de desfiliação do PSL

Carta abre caminho para que Bolsonaro possa assumir a presidência da sigla que decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil

Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements