Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Maré positiva

Forbes entra no time dos otimistas e dispara: “Brasil é o melhor mercado de ações do mundo”

Colunista Kenneth Rapoza afirma que a bolsa brasileira caminha para ser o grande destaque mundial do primeiro trimestre e talvez até no primeiro semestre do ano. E mandou um “parabéns” a Bolsonaro

10 de janeiro de 2019
16:31 - atualizado às 17:08
Desempenho da bolsa brasileira supera o de gigantes mundo afora - Imagem: Shutterstock

Parece que o sentimento de otimismo com o Brasil ultrapassou as fronteiras do país e já atingiu uma galera de peso lá na gringa. No começo desta semana, o colunista da Forbes Kenneth Rapoza fez uma espécie de homenagem pública ao afirmar que o Brasil atualmente é o melhor mercado de ações do mundo. Para ele, a nossa bolsa mostrou uma força invejável neste começo de ano e caminha para apresentar o melhor desempenho trimestral (e talvez semestral) entre todos os mercados do globo.

"Parabéns, Jair Bolsonaro", afirma Rapoza, com a congratulação em português. "Antes que os tanques do exército entrem, como seus oponentes acreditavam há apenas quatro meses, o Brasil está a caminho de ser o mercado de melhor desempenho neste trimestre, se não no primeiro semestre de 2019."

O colunista, que escreve sobre investimentos em mercados emergentes, explica que, com base nas maiores transações dos mercados, o índice de ações brasileiro está superando as principais bolsas do mundo, como dos EUA, da Rússia, da Índia, da China, do México, da Europa, do Japão e de outros mercados emergentes.

Rapoza também baseia seu argumento sobre o mercado de ações no otimismo dos pesquisadores da Fitch Solutions. Segundo eles, a recuperação econômica do Brasil ganhará força nos próximos trimestres, apoiada em um sentimento positivo de negócios que foi reforçado pelo novo governo. "O clima geral no Brasil não é exatamente eufórico, mas pode ser descrito uma mistura de suspiro de alívio e de 'esperar para ver'", afirma.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Dados que refletem o tom positivo

Rapoza fez uma análise da situação econômica do país e relata que, ainda que as estimativas de crescimento do PIB brasileiro neste ano tenham sido cortadas, há uma clara tendência positiva para o sentimento de negócios local.

"Mais investimento corporativo geralmente se traduz em novas contratações. O mercado de trabalho brasileiro abriu 755.537 vagas de emprego entre janeiro e novembro, e a taxa de desemprego caiu para 11,6%. O percentual ainda é alto, mas é o menor desde julho de 2016", disse.

Para o colunista, a inflação estável é outro ponto positivo para o desenvolvimento do país, já que isso significa que os brasileiros também têm mais dinheiro em seus bolsos.

Reformas, reformas, reformas

Se você acha que a mania de bater na tecla das reformas é exclusiva dos investidores brasileiros, então achou errado. Rapoza também é um dos que acredita que o maior desafio do governo Bolsonaro é a reforma da Previdência, e faz um alerta para a falta de alinhamento entre os cabeças do novo governo: de um lado, Paulo Guedes e sua equipe declaradamente liberal e pró-reforma. De outro, a classe militar, uma das maiores beneficiárias do atual sistema de aposentadoria brasileiro e que não dá sinais que pretende abrir mão de suas regalias.

Para o colunista da Forbes, a falta de progresso com as reformas irá corroer a confiança do investidor, embora a maioria do mercado tenha dado o benefício da dúvida ao capitão. Por ora, Rapoza fica com o grupo dos otimistas e diz: Bolsonaro fez um bom começo.

Comentários
Leia também
Nada animador

Tesla derrete na bolsa de Nova York após anunciar corte de 7% no quadro de funcionários

Após o anúncio feito pelo CEO da empresa, Elon Musk, através de um email, os papéis da montadora registravam queda de 12% na Nasdaq

Caso Queiroz de volta?

Marco Aurélio Mello dá sinais de que vai rejeitar a suspensão das investigações envolvendo Flávio Bolsonaro

Ministro do STF disse que a “lei vale para todos” e lembrou que, em casos semelhantes, negou seguimento aos processos

Indo pro mercado

Governo de São Paulo anuncia que fundo imobiliário do Estado sairá em março

Segundo o governador João Doria, comercialização do fundo terá início em março deste ano

Nova fase da petroleira

Petrobras anuncia enterro de empréstimos feitos junto aos bancos públicos

Presidente da estatal, Roberto Castello Branco, disse que a petroleira não pegará mais dinheiro com BNDES e Banco do Brasil

Testando a equipe

Por que Davos será decisivo para Bolsonaro?

Sem a presença de Trump, Macron, Macri e Xi Jinping, presidente brasileiro terá um espaço privilegiado no evento

Estreia do novo governo

Discurso de Bolsonaro em Davos defenderá reformas e pilares do liberalismo de Guedes

Apesar do rascunho do discurso já estar pronto, a versão final só deve sair após uma ajudinha de Paulo Guedes

Seu mentor de investimentos

O que você precisa de fato entender na hora de investir seu dinheiro

Nos mercados mundo afora, pouco importa se você é um expert da tecnologia ou das commodities. Na hora H, o que vale mesmo é saber de preço

Ministro da Casa Civil

Para Onyx, família Bolsonaro é vítima de tentativa de desgaste

Vice-presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, atendeu a um pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e determinou a suspensão da investigação sobre movimentações de Queiroz

Tá ruim? Injeta dinheiro que melhora!

Mercado azedou? A bolsa caiu? Chama o Fed!

Mudança de discurso do Banco Central americano explica boa parte desse rali das bolsas de valores neste começo de 2019. A questão é: isso vai durar?

Impactou nos papéis

Copel e Sanepar não devem ser vendidas, diz governador do Paraná

Ratinho Júnior sugeriu que as empresas poderiam seguir o exemplo da Compagas, que já conta com uma parceria com grupos privados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu