Menu
2019-10-14T14:31:21+00:00
Tudo tem um porém

Fitch: reforma da Previdência tem progresso, mas riscos ao crescimento persistem

Agência de classificação de risco ressalta que novas medidas fiscais serão necessárias para estabilizar a expansão da dívida pública

24 de junho de 2019
15:28 - atualizado às 14:31
Fachada da Fitch Ratings
Fachada da Fitch Ratings - Imagem: Shutterstock

A reforma da Previdência avança, mas riscos ao crescimento econômico persistem, avalia a agência de classificação de risco Fitch Ratings em relatório nesta segunda-feira, 24.

"Aprovar a reforma no segundo semestre reduziria um componente chave da incerteza sobre a política econômica no Brasil e ajudaria a estimular a confiança e o crescimento, especialmente em 2020", destaca o documento.

Porém, a Fitch ressalta que novas medidas fiscais serão necessárias para estabilizar a expansão da dívida pública, que deve superar os 80% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, e a expansão mais forte da atividade está sujeita a riscos domésticos e externos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A Fitch destaca que recentemente reduziu a projeção de crescimento do PIB do Brasil em 2019, de 2,2% para 1%, e em 2020, de 2,7% para 2,1%.

"A decepção com a entrega da agenda de reformas permanece um risco essencial para a economia", alerta a Fitch, no relatório assinado pelos analistas Shelly Shetty, Todd Martinez e Justin Patrie.

"Riscos externos também permanecem relevantes", completam, citando entre os potenciais problemas, desafios na Argentina, uma desaceleração mais intensa da China e piora das tensões comerciais entre Pequim e Washington.

"A aprovação da reforma ainda enfrenta riscos legislativos", observa a Fitch, destacando que o texto precisa de aprovação de dois terços da Câmara e Senado para ser aprovado, em dois turnos em cada casa. O fato de o Congresso ser muito segmentado pode fazer o texto sofrer reveses, completa a agência. Ao mesmo tempo, os analistas da agência ressaltam que aumentou a consciência no Congresso sobre a necessidade de aprovar as medidas, ou a economia vai continuar estagnada, o que pode facilitar a aprovação.

A Fitch alerta que a aprovação de uma reforma muito diluída, ou seja, sem impacto fiscal relevante, pode trazer um choque de confiança e complicar a retomada da economia, além de piorar a visão dos agentes sobre o ajuste fiscal, exigindo cortes adicionais das despesas públicas. Estes cortes, porém, seriam difíceis de serem implementados, por conta da elevada rigidez do Orçamento federal, com mais de 90% dos gastos atrelados à Constituição.

"Mesmo com uma reforma robusta da Previdência, outras medidas de gastos serão necessárias para facilitar a consolidação sustentável das contas fiscais brasileiras", aponta a Fitch, citando a necessidade de medidas que ataquem o reajuste do salário mínimo e do funcionalismo público.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Entrevista

Com juro baixo “estrutural”, Paineiras está otimista com bolsa e título de longo prazo

Gestora que tem 12 anos de história avalia que Selic baixa veio para ficar e que dólar acima de R$ 4 não é impeditivo para valorização do Ibovespa

A Bula do Mercado

Mercado olha para o que vem depois da Previdência

Investidor confia na agenda econômica positiva, com nova pauta das reformas, leilões e privatizações

Dia histórico?

Novela da Previdência deve acabar hoje com final mais feliz que o esperado

Senado termina de votar emendas pela manhã e texto da reforma vai para o segundo turno de votação à tarde

Seu Dinheiro na sua noite

Um novo recorde na maratona da bolsa

No dia 12 de outubro, o queniano Eliud Kipchoge atingiu uma marca considerada por muito tempo impossível para um ser humano: correr os 42 quilômetros da maratona em menos de duas horas. O campeão olímpico dos Jogos do Rio cruzou a linha de chegada em uma prova não-oficial realizada em Viena, na Áustria, com o […]

Mudanças no funcionalismo público

Maia quer iniciar reforma administrativa até a próxima semana na Câmara

Estratégia traçada pelo presidente da Câmara, porém, ainda depende do aval de lideranças e também da equipe econômica

Só falta um passo

Sem mudanças no radar, conclusão da reforma da Previdência pode se estender até quarta-feira

O texto da reforma que será votado prevê uma economia fiscal de R$ 800 bilhões em dez anos

O poder das redes

Facebook, de Mark Zuckerberg, pega Rússia e Irã tentando intervir nas eleições dos EUA em 2020

Notícia vem em meio a uma ofensiva que a gigante das redes sociais tem feito para combater ataques nas eleições mundo afora

Dinheiro na mão mais cedo

Caixa antecipa saque imediato do FGTS. Tudo será pago em 2019

Calendário de saque para não correntistas que iria até março de 2020 foi antecipado. Assim, todo impacto da liberação, estimada em R$ 40 bilhões, acontecerá em 2019

chegando no gigante asiático

Tesla recebe sinal verde para fabricar veículos na China

Ministério da Indústria da China concedeu à montadora do bilionário Elon Musk a autorização para operar

Negócios da educação

Yduqs ganha nova cara e cresce em quantidade e qualidade com compra da dona do Ibmec

Aquisição de R$ 1,92 bilhões é a maior da história da antiga Estácio Participações, que passa a contar com um total de 680 mil alunos, e coloca as ações da Yduqs entre as maiores altas do Ibovespa. Saiba o que os analistas disseram sobre o negócio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements