Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Moody's

Firmes e estáveis: as perspectivas para os bancos brasileiros nos próximos meses

Agência de risco afirma que a recuperação da economia dará suporte ao crescimento do setor nos próximos trimestres

26 de setembro de 2018
15:05
Recuperação da economia será plano de fundo para o crescimento bancário do Brasil - Imagem: Shutterstock

No que depender das estimativas da Moody's, o sistema bancário do Brasil se manterá firme no médio prazo. Um relatório divulgado nesta quarta-feira pela agência de classificação de risco trouxe uma perspectiva estável para o setor. Segundo a agência, a recuperação da economia será o suporte ao risco e à rentabilidade dos bancos à medida que o volume de negócios cresce.

"A confiança do consumidor e do empresário está melhorando lentamente e a alavancagem das corporações e das famílias continua diminuindo. A recuperação econômica, inflação e juros baixos criam oportunidades para que os bancos expandam o crédito, em linha com crescimento do PIB", ressaltou em nota a vice-presidente sênior da Moody's, Ceres Lisboa.

Rentabilidade estável, porém limitada

O relatório da Moody's também apontou para uma estabilidade da rentabilidade dos bancos apoiada na queda do custo de risco em relação aos anos anteriores. Isso deve compensar parcialmente o cenário de juros baixos do país. Por falar em juros pequenos, eles serão os responsáveis por limitar as margens de lucro nos próximos trimestres.

*Com agências de notícias.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu