Menu
2019-07-30T15:39:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Tropeço mensal

Faturamento da indústria de máquinas e equipamentos cai 6,1% em junho

Na comparação com junho do ano passado, o faturamento recuou 12,1% e no acumulado dos primeiros seis meses do ano teve um crescimento de 3,6%

30 de julho de 2019
15:05 - atualizado às 15:39
industria-brasil
Imagem: Shutterstock

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos em junho caiu 6,1% em relação a maio, segundo divulgou a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor.

Na comparação com junho do ano passado, o faturamento recuou 12,1% e no acumulado dos primeiros seis meses do ano teve um crescimento de 3,6%.

O consumo aparente da indústria de máquinas e equipamentos, que considera o consumo interno de parte da produção do setor mais as importações, recuou 5% em junho ante maio.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Na leitura de junho contra o mesmo mês do ano passado houve uma alta de 8,4%. No acumulado de seis meses a Abimaq registrou crescimento de 11,6%.

Exportações também caem

As exportações de máquinas, equipamentos e componentes recuaram em junho 8% ante maio, de acordo com a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor. Na comparação com junho do ano passado houve uma queda de 22,5%. No acumulado do ano até junho a queda foi de 7,1%.

Em valores, as exportações em junho somaram US$ 681,94 milhões. No ano, até junho, as exportações somaram US$ 4,432 bilhões

As importações também caíram em junho. A queda foi de 2,9% ante maio. Na comparação de junho com junho de 2018 houve um crescimento de 20,5% e no acumulado do ano, avanço de 9,1%. Em valores, as importações somaram em junho US$ 1,507 bilhão. E no ano, US$ 7,780 bilhões.

O saldo entre exportações e importações em junho foi deficitário em US$ 825,57 milhões e no ano, de US$ 3,347 bilhões.

Nível de emprego

O nível de emprego na indústria de máquinas e equipamentos recuou 0,4% em junho ante maio, de acordo com a Abimaq. Com isso, o quadro de empregados diretos no setor em junho era de 307.526 trabalhadores.

Na comparação com junho do mesmo mês do ano passado, o número de empregados no setor cresceu 3,7%. No acumulado do ano até junho houve um crescimento de 4,2% no nível de emprego do setor.

Na media do ano, o quadro de empregados no setor de máquinas e equipamentos é de 306.433.

Capacidade instalada

Já o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 0,5 ponto porcentual em relação a maio para 76%.

De acordo com a Abimaq, o Nuci de junho está 0,3 ponto porcentual acima da marca observada em junho do ano passado.

Segundo a entidade, apesar da melhora relativa do nível de utilização da capacidade instalada, a carteira de pedidos da indústria de máquinas e equipamentos recuou um pouco, sinalizando que as atividades produtivas deverão manter um ritmo fraco nos próximos meses.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

E o ano nem acabou!

Fundos imobiliários e ações já têm captação recorde em 2019

Volumes captados por fundos imobiliários e ofertas de ações até novembro deste ano já são os maiores das suas séries históricas, segundo dados da Anbima

DE OLHO NA CARNE

Ministério da Agricultura diz que preço da carne caiu 9% desde início do mês

A ministra Tereza Cristina ressaltou que o preço da proteína está se ajustando e que deve se estabilizar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A segunda vida da bolsa

Entre as muitas histórias geniais de Machado de Assis, uma das minhas favoritas é um conto chamado “A Segunda Vida”, sobre um homem que diz ter morrido e voltado para uma nova existência aqui na Terra. O escritor se vale de uma premissa que parece sobrenatural para tratar de um tema bem próximo de todos […]

MARCO DO SANEAMENTO

Para BNDES, não faltam recursos para o Brasil investir no setor de saneamento

Montezano afirmou que o novo marco regulatório do saneamento, que está tramitando no Congresso, vai abrir uma nova fase no banco

Nadando no dinheiro

Ibovespa nas máximas e dólar a R$ 4,14: o retrato de uma semana quase perfeita para os mercados

O Ibovespa cravou a quinta alta consecutiva nesta sexta-feira e chegou a mais um recorde de fechamento, aso 111.125,75 pontos. O dólar à vista acumulou perdas de mais de 2% na semana, voltando a R$ 4,14

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: Sinais de força da economia brasileira

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

SAQUES DO FGTS

Caixa libera saque do FGTS para não correntistas nascidos em setembro e outubro

Serão pagos R$ 3,3 bilhões para aproximadamente 9,1 milhões de pessoas

CAPITALIZAÇÃO DA ELETROBRAS

Eletrobras está condenada à morte, diz Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a falta de recursos para investimentos está condenando a Eletrobras à morte. Ele destacou que a estatal tem feito somente um terço do necessário para manter sua posição o mercado. “A Eletrobras precisava investir R$ 16,5 bilhões todo ano para manter a fatia de mercado, Hoje ela […]

Altas e baixas

Via Varejo, Cyrela e MRV: os destaques do Ibovespa nesta sexta-feira

A perspectiva de manutenção dos juros em níveis baixos deu forças às ações de varejistas, como a Via Varejo, e de construtoras, como MRV e Cyrela

novo unicórnio na área

Estúdio de games brasileiro recebe aporte do Benchmark e é avaliado em US$ 1 bi

Wildlife Studios anunciou um aporte de US$ 60 milhões; empresa foi criada em 2011 com o investimento inicial de US$ 100

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements