Menu
2019-09-27T10:21:28+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Nova etapa

Fase 66 da Operação Lava Jato investiga lavagem de R$ 110 milhões em propinas na Petrobras

Segundo o Ministério Público Federal, o grupo teria movimentado R$ 200 milhões e parte do valor teria sido convertida para pagamento de propinas

27 de setembro de 2019
10:21
Petrobras
Imagem: shutterstock

A Operação Lava Jato voltou às ruas nesta sexta-feira (27), em sua fase 66. Batizada de Alerta Mínimo, a operação apura a ação doleiros e de funcionários de três agências do Banco do Brasil em São Paulo em crimes de lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, os investigados teriam atuado para empresas que tinham contratos com a Petrobras e precisavam de dinheiro em espécie para pagar propinas a agentes públicos.

  • Veja agora: Pela primeira vez em 42 anos, um dos maiores grafistas do Brasil vai revelar seus segredos para ganhar no mercado de criptomoedas. Leia mais aqui

A ação tem participação do Ministério Público Federal e da Receita Federal. Segundo a Procuradoria, a ação investiga a atuação de três gerentes e de um ex-gerente do BB que teriam facilitado "centenas de operações de lavagem de dinheiro entre os anos de 2011 e 2014".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O grupo teria movimentado R$ 200 milhões. Parte do valor teria sido convertida para pagamento de propinas, diz o MPF. De acordo com a Polícia Federal, um doleiro investigado teria produzido pelo menos R$ 110 milhões, em espécie, para viabilizar as vantagens indevidas.

Os agentes cumprem oito mandados de busca e apreensão em São Paulo (7) e em Natal (1). As ordens foram expedidas pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Segundo a Polícia Federal, a produção de dinheiro envolvia trocas de cheques obtidos junto ao comércio da grande São Paulo e a abertura de contas sem documentação necessária ou com falsificação de assinaturas em nome de empresas de fachada do ramo imobiliário.

A suspeita da PF é a de que gerentes de agências bancárias do BB davam suporte às operações de desconto de cheques e elaboravam justificativas internas para evitar fiscalizações e ações de compliance da instituição financeira. "Em troca, os funcionários recebiam comissões dos operadores e conseguiam vender produtos da agência para atingir metas", indicou a corporação.

O Ministério Público Federal assinalou que há evidências de que tais gerentes atuaram para encerrar indevidamente registros do sistema de detecção de lavagem de dinheiro do Banco, com a inserção de justificativas falsas - o que teria impedido e dificultado a comunicação de operações suspeitas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

A Procuradoria apontou ainda que depois que o esquema foi identificado no âmbito da Lava Jato, o Banco do Brasil realizou apurações sigilosas. As investigações internas acabaram enviando à PF e ao MPF outras provas da atuação dos funcionários na facilitação das operações de lavagem de capitais.

Atualmente, a operação segue acuada pelo julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode aniquilar pelo menos 32 sentenças e beneficiar 143 condenados.

Defesa

A reportagem do Estadão entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do Banco do Brasil por e-mail, mas não havia recebido resposta até a publicação desta matéria. O espaço está aberto para manifestação.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Entrevista

Com juro baixo “estrutural”, Paineiras está otimista com bolsa e título de longo prazo

Gestora que tem 12 anos de história avalia que Selic baixa veio para ficar e que dólar acima de R$ 4 não é impeditivo para valorização do Ibovespa

A Bula do Mercado

Mercado olha para o que vem depois da Previdência

Investidor confia na agenda econômica positiva, com nova pauta das reformas, leilões e privatizações

Dia histórico?

Novela da Previdência deve acabar hoje com final mais feliz que o esperado

Senado termina de votar emendas pela manhã e texto da reforma vai para o segundo turno de votação à tarde

Seu Dinheiro na sua noite

Um novo recorde na maratona da bolsa

No dia 12 de outubro, o queniano Eliud Kipchoge atingiu uma marca considerada por muito tempo impossível para um ser humano: correr os 42 quilômetros da maratona em menos de duas horas. O campeão olímpico dos Jogos do Rio cruzou a linha de chegada em uma prova não-oficial realizada em Viena, na Áustria, com o […]

Mudanças no funcionalismo público

Maia quer iniciar reforma administrativa até a próxima semana na Câmara

Estratégia traçada pelo presidente da Câmara, porém, ainda depende do aval de lideranças e também da equipe econômica

Só falta um passo

Sem mudanças no radar, conclusão da reforma da Previdência pode se estender até quarta-feira

O texto da reforma que será votado prevê uma economia fiscal de R$ 800 bilhões em dez anos

O poder das redes

Facebook, de Mark Zuckerberg, pega Rússia e Irã tentando intervir nas eleições dos EUA em 2020

Notícia vem em meio a uma ofensiva que a gigante das redes sociais tem feito para combater ataques nas eleições mundo afora

Dinheiro na mão mais cedo

Caixa antecipa saque imediato do FGTS. Tudo será pago em 2019

Calendário de saque para não correntistas que iria até março de 2020 foi antecipado. Assim, todo impacto da liberação, estimada em R$ 40 bilhões, acontecerá em 2019

chegando no gigante asiático

Tesla recebe sinal verde para fabricar veículos na China

Ministério da Indústria da China concedeu à montadora do bilionário Elon Musk a autorização para operar

Negócios da educação

Yduqs ganha nova cara e cresce em quantidade e qualidade com compra da dona do Ibmec

Aquisição de R$ 1,92 bilhões é a maior da história da antiga Estácio Participações, que passa a contar com um total de 680 mil alunos, e coloca as ações da Yduqs entre as maiores altas do Ibovespa. Saiba o que os analistas disseram sobre o negócio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Pular para a barra de ferramentas