Menu
2019-11-01T14:23:51+00:00
Crise global

FAO eleva para 7,054 milhões número de animais eliminados por peste suína

Número representa um aumento de 100 mil animais em relação ao levantamento anterior da organização, feito em 24 de outubro

1 de novembro de 2019
14:23
porcos-fazenda
Imagem: Shutterstock

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) informou nesta sexta-feira, 1º de novembro, que 7.054.417 suínos já foram eliminados em países asiáticos por causa da contaminação com a peste suína africana. O número representa um aumento de 100 mil animais em relação ao levantamento anterior da organização, de 24 de outubro.

Os dados da FAO foram atualizados até a quinta-feira, 31, Os dados da FAO divergem das estimativas de mercado por contabilizarem somente os números divulgados pelos órgãos oficiais de cada país.

O aumento se deve principalmente ao número de suínos descartados no Vietnã, que passou de 5,6 milhões para 5,7 milhões. É a pior condição em termos de número de animais levados ao abate sanitário. No país, segundo o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, a epidemia atingiu 63 províncias desde o relato da doença, em 19 de fevereiro.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A FAO informou ainda que seis novos focos da doença foram detectados no continente. Dos novos casos, quatro foram verificados na Coreia do Sul, um na China e um no Vietnã. Com a atualização, a FAO estima 580 focos da doença espalhados pela Ásia, ante 574 do relatório anterior.

No levantamento desta sexta, a FAO incluiu também a identificação de quatro novos focos da doença na Coreia do Sul.

O Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais do país informou que desde que a doença foi notificada, três cidades foram atingidas, com 32 focos detectados e 54,1 mil animais eliminados.

Na China, um novo foco foi identificado na província de Yunnan, levando ao sacrifício de 15 suínos. O país tem a situação mais crítica em termos de extensão, com 161 focos em 32 províncias, incluindo a região administrativa de Hong Kong.

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais do país, desde a identificação da doença 1,192 milhão de animais foram eliminados.

Nos demais países afetados, Coreia do Norte, Mongólia, Filipinas, Camboja, Mianmar, Laos e Timor Leste, os números ficaram inalterados em relação ao balanço anterior.

Nas Filipinas, 32 focos em sete províncias e uma cidade foram identificados. Desde 25 de julho deste ano, quando o Departamento de Agricultura local confirmou o primeiro caso, foram eliminados 62 mil suínos.

No Camboja, de acordo com o Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do país, desde a identificação da doença, em 2 de abril, 2,85 mil animais foram mortos e cinco províncias foram atingidas.

Quanto à Mongólia, desde o primeiro caso, detectado em 15 de janeiro, 11 surtos foram notificados em seis províncias, levando à eliminação de 3,115 mil animais, mais de 10% do plantel do país. No Laos, desde a detecção da epidemia, em 20 de junho, 165 focos foram relatados em 17 províncias e 39 mil animais foram eliminados.

A Coreia do Norte permanece com um foco da doença identificado em 23 de maio, o que levou à eliminação de 77 animais.

Em Mianmar, desde que o primeiro caso foi detectado pelo governo, em 1º de agosto, a epidemia atingiu aldeias da província de Shan State com quatro focos e já levou ao abate sanitário de 163 animais.

No Timor Leste, desde que o primeiro caso foi confirmado, em 27 de setembro, 100 focos foram identificados e 405 animais, sacrificados.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

no boletim focus

Mercado financeiro eleva estimativa de inflação de 3,21% para 3,33%

Expectativa registrada no Boletim Focus, do BC, continua sendo que a Selic encerre 2019 em 4,50% ao ano e que o PIB cresça 0,92%

novidade nos ares

Embraer anuncia acordo com Boeing para promover C-390 Millennium

Em 2009, a FAB contratou a Embraer para projetar, desenvolver e fabricar a aeronave, em substituição à sua frota de C-130

olho nas taxas

Apesar de corte no juro, cheque especial ainda é opção mais cara

Taxa do produto na Caixa está em cerca de 79,3% ao ano; juros médios do crédito não consignado da instituição eram de 45,3% ao ano na última semana de outubro

Come to Brazil

Reformas empolgam investidor local, mas estrangeiro resiste a voltar à B3

Em meados de agosto, o acumulado superou as perdas no mesmo período de 2008, ano da crise econômica global. Em outubro, o saldo foi pior do que no mesmo mês de 2018, período eleitoral: R$ 8,4 milhões no vermelho ante R$ 6,2 milhões de um ano atrás.

a dona do pedaço

Marfrig compra 31% da National Beef por US$ 860 milhões

A companhia já detinha 51% da americana e passa agora a ter 81,73%; não haverá alteração na atual administração da National Beef

dinheiro na mão

Receita paga nesta segunda-feira as restituições do 6º lote do Imposto de Renda 2019

Lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018; crédito bancário atende a 1,3 milhão de contribuintes

Prós e contras

Vale a pena optar pelo saque aniversário do FGTS?

Nova modalidade permite ao trabalhador ter acesso a uma parte dos recursos do fundo de garantia ainda que não se enquadre em outros pré-requisitos, mas é preciso abrir mão de sacar o fundo em caso de demissão sem justa causa

Nova modalidade

Você já pode optar pelo saque aniversário do FGTS; confira as regras atualizadas

Opção de saque de parte do FGTS anualmente já pode ser feita desde outubro e não é obrigatória; também não há prazo

A Bula do Mercado

Mercado tem ajuste positivo na volta do feriado

Recorde triplo em Nova York, em meio à otimismo com negociações comerciais entre EUA e China, contrata ajuste positivo no mercado doméstico

A Bula do Mercado

A Bula da Semana: Os sinais da economia

Varejo e serviços no Brasil crescem acima do esperado em setembro, sinalizando expansão mais forte do PIB no 3T19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements