Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Novidades da União

E se você pudesse comprar um prédio público? Governo pode lançar fundo imobiliário

Primeiro fundo do governo nesta modalidade nasce com o objetivo de modernizar a gestão do patrimônio da União. Lista inclui 104 imóveis avaliados em R$ 383 milhões.

21 de novembro de 2018
14:44 - atualizado às 16:38
Projeto terá como lastro parte da carteira de imóveis administrada pela Secretaria do Patrimônio da União - Imagem: Shutterstock

O Ministério do Planejamento está com projetos ambiciosos para o futuro, e um dos maiores beneficiados pode ser você, investidor. Isso porque a pasta abriu nesta quarta-feira, 21, uma consulta pública para estabelecer as diretrizes que vão estruturar o primeiro fundo de investimento imobiliário da União.

Isso mesmo, você não leu errado. O novo fundo terá como objetivo modernizar a gestão do patrimônio do governo com aumento da rentabilidade e redução de gastos. Segundo o Planejamento, a ideia é que o projeto tenha como lastro parte da carteira de imóveis administrada pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU) do Ministério.

A consulta pública, que está disponível no Diário Oficial da União de hoje, abrirá espaço para a população apresentar sugestões, comentários e críticas para orientar a elaboração de edital de licitação que contratará o administrador do fundo.

O que está à venda

Quem tiver interesse deve acessar este link, que contém as orientações para a consulta e a lista com imóveis que deverão, num primeiro momento, servir de lastro para o fundo.

Nessa lista constam 104 imóveis, urbanos e rurais, avaliados em R$ 383,1 milhões distribuídos por todas as regiões do País. Há opções em capitais como Curitiba, Goiânia, Porto Velho, Recife, Porto Alegre e Palmas, além de imóveis no interior do país. Entre os endereços estão apartamentos na praia de Boa Viagem, um dos endereços mais caros da capital pernambucana.

O prazo para envio de sugestões e propostas é de 60 dias. Atualmente, a SPU administra 681.157 imóveis de sua propriedade.

E você leitor, gostou dessa novidade? Deixe seu comentário abaixo.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu