Menu
2019-05-21T15:49:43+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A volta da esquerda?

Quatro a cada 10 norte-americanos apoiam o socialismo, diz pesquisa

Levantamento da Gallup mostra que 43% das pessoas acreditam que o socialismo é algo bom para o País, enquanto para 51% ainda é algo ruim; números contrastam com pesquisa de 70 anos atrás

21 de maio de 2019
14:50 - atualizado às 15:49
Placas com escritos de capitalismo e socialismo apontam para direções opostas
Capitalismo e socialismo - Imagem: Shutterstock

O apoio ao socialismo cresceu nos Estados Unidos, de acordo com um levantamento da Gallup (empresa especializada em pesquisas de opinião). Uma pesquisa divulgada na última segunda-feira mostra que 43% das pessoas acreditam que o socialismo é algo bom para o País, enquanto para 51% ainda é algo ruim.

O índice pode parecer irrelevante, mas, para a Gallup, o destaque está no contraste com os números atuais e de 1942, quando 25% acreditavam que o socialismo era algo bom para os EUA e 51% diziam ser ruim. Outra mudança foi na associação de ideias. Agora o socialismo estaria mais ligado a igualdade social, e não ao controle dos meios de produção.

A Gallup também captou o apoio de democratas ao socialismo: 57% dizem ter uma visão favorável, enquanto 47% têm uma perspectiva negativa. Não faz muito tempo, em 2012, os democratas tinha uma visão mais positiva do capitalismo. Mas houve uma queda de adesão, em nove pontos, captada em 2016, quando 56% apoiavam o capitalismo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Republicanos ainda demonstram forte preferência pelo capitalismo, com 71% dizendo que tem uma perspectiva positiva. Apenas 16% tem uma visão positiva sobre o socialismo, segundo a pesquisa.

Estados Unidos vivem momento decisivo

Os números da opinião da população atual surgem num momento em que os Estados Unidos discutem a sucessão presidencial. Segundo o New York Times, são até agora 23 candidatos democratas e 2 republicanos.

O lado republicano tem Donald Trump e o empresário William F. Weld — que pretende ser uma alternativa moderada entre os conservadores. Já a esquerda dos Estados Unidos, como em muitas partes ao redor do globo, vive um dilema entre radicalizar o discurso para disputar com a onda populista, ou ir para o centro e angariar o eleitor mais moderado.

Entre outros candidatos, o lado democrata tem o prefeito de Nova York, Bill de Blasio — que recentemente se envolveu numa polêmica de troca farpas com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Outro nome é Bernie Sander, que se define como socialista democrático e, nas eleições passadas, perdeu a nomeação para Hillary Clinton. Falando em nomes conhecidos por aqui, Joe Biden, vice-presidente na gestão Barack Obama, também desponta como alternativa.

As eleições nos Estados Unidos ocorrem em novembro de 2020.

Governo x livre mercado

A Gallupe também perguntou aos norte-americanos qual a preferência deles entre livre mercado ou atuação do governo. A população se mostrou mais adepta a atuação do mercado em setores como tecnologia e inovação, e mais refratária a outros como proteção ambiental.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

A Bula do Mercado

Mais um feriado testa mercado

Pausa na cidade de São Paulo amanhã deve enxugar a liquidez dos mercados domésticos, provocando distorções nos preços dos ativos

Não vai ter Disney

Dólar a R$ 4,20 surpreende, mas nem tanto. Olho no BC

Mercado aguarda algum aceno do Banco Central (BC), que pode vir pela mesa de operações ou na fala de Roberto Campos Neto, que participa de audiência no Senado

Nada de aumento

“Há zero possibilidade de aumentar a carga de impostos”, diz Waldery

Waldery explicou que a meta de déficit primário de 2019 está mantida em R$ 139 bilhões, mas lembrou que o saldo negativo deve ficar abaixo dos R$ 80 bilhões

Contas públicas

Governo central deve fechar 2019 com déficit abaixo de R$ 80 bi, diz Guedes

Guedes voltou a dizer que o sucesso do leilão da cessão onerosa também ajudou a fazer um resultado fiscal melhor, além de permitir um maior repasse de recursos para Estados e municípios. “O ano de 2019 foi interessante, porque conseguimos muita colaboração com Congresso nas reformas econômicas. Também houve muita colaboração do Judiciário”, completou

Novidades na cervejaria

Ambev anuncia Jean Jereissati como presidente da companhia em 2020

A partir de 1º janeiro de 2020, Jereissati Neto acumulará as funções de diretor-presidente e diretor de vendas e de marketing

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Game over? A vida com o dólar acima de R$ 4,20

A primeira vez que o dólar atingiu o patamar de R$ 4,20 foi em setembro de 2015. Eu me lembro de receber a notícia de uma forma bem inusitada, no meio da plateia de um evento voltado a grandes investidores. Enquanto o palestrante da vez tentava injetar alguma esperança sobre as perspectivas da economia brasileira em […]

Olho nos números

BMG não agrada mercado em primeiro balanço após IPO e ações caem

Apesar da queda acentuada dos papéis, ao comentar o balanço do BMG, os analistas do BTG Eduardo Rosman e Thomas Peredo se mostraram mais tranquilos com o resultado e destacaram que os números vieram dentro do esperado pela maioria dos investidores com quem conversaram

Gestoras

JGP segue comprada em bolsa enquanto acompanha guerra de narrativas

Gestora discute tese de que a manufatura e o comércio global estão próximos ao fundo do poço e prestes a se recuperar

Mudança de coleção

Dona da Le Lis Blanc e Dudalina, a Restoque tenta pôr ordem na casa. O mercado está cético

Em meio a um processo de mudança de estratégia, a Restoque reportou mais um conjunto de resultados trimestrais desanimadores, o que fez suas ações chegarem às mínimas em mais de três anos

Mudanças à vista

Desoneração da cesta básica vai acabar, diz Tostes Neto

Para compensar o gasto com tributo, o governo deve devolver dinheiro aos mais pobres como adicional aos programas sociais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements